Esportes de aventura: uma trilha no desenvolvimento social do ser humano

Autores

  • Jarbas Pereira Santos Faculdades Unidas do Norte de Minas – Funorte
  • Marilda Teixeira Mendes Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG
  • Michela Abreu Francisco Alves Faculdades Unidas do Norte de Minas – Funorte
  • Kátia Maria Gomes Monção Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG

Resumo

Os esportes de aventura têm se tornado cada vez mais comum nos dias atuais, despertando grande interesse na sociedade brasileira, onde novas modalidades surgem e concomitantemente aumenta o número de adeptos a essas práticas. As visitações na natureza, que expressam pelas manifestações do corpo, possuem influências que permeiam desde a questão ambiental, até questões pessoais, como a fuga da rotina e descanso. O estudo teve por objetivo investigar através de pesquisa bibliográfica, os esportes de aventura com ênfase na natureza como parte integrante da Educação Física e essa relação entre os seres humanos e o meio ambiente. Com base nos levantamentos obtidos acerca dos esportes de aventura em específico da prática na natureza, o indivíduo acaba por pensar coletivamente e individualmente, mas sendo parte de um todo comum, valorizando a cooperação e o companheirismo, uma vez que como seres humanos tornam-se mais sensíveis e autoperceptíveis, onde esses valores e interações na natureza acabam por serem retomadas na volta ao cotidiano. Os profissionais da educação física, uma vez interessados na atuação, por sua vez deverão ater a necessidade de uma formação e capacitação profissional específica para atuar na área.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-04-02

Como Citar

Pereira Santos, J. ., Teixeira Mendes, M. ., Abreu Francisco Alves, M. ., & Maria Gomes Monção, K. . (2020). Esportes de aventura: uma trilha no desenvolvimento social do ser humano. Revista Desenvolvimento Social, 1(8). Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/1747

Edição

Seção

Artigos