DEMOCRATIZAÇÃO E GESTÃO PARTICIPATIVA: O GESTOR ESCOLAR E O ENSINO DE QUALIDADE

Autores

  • Rahyan de Carvalho Alves Instituto de Geociências – IGC Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Resumo

A educação brasileira perpassa por um processo de modificação em sua estrutura e funcionamento enquanto metodologias e propostas curriculares, estando os métodos e ferramentas de mediação do processo de ensino tradicional, paulatinamente, marginalizando do âmbito escolar e incluindo, vagarosamente, formas e ações para a promoção de um ensino crítico, autônomo, libertário, em uma vertente socializadora compartilhada. E no cenário de enormes desafios e possibilidades que a escola abrange, destaca-se o gestor educacional, sendo este fundamental para a implantação, articulação e mobilização de ações focalizadas numa educação compromissada com a nova realidade sociopolítica vivenciada. Todavia, inúmeros desafios persistem para com este profissional, sendo mais que necessário atentar o seu ofício para obtermos um produtivo processo na educação pautada nos preceitos da qualidade e democratização. Assim, o presente artigo denota-se como relevante, uma vez que tem como objetivo demonstrar o papel do gestor educacional para o sucesso da escola em um plano de alianças repletas de encontros e desencontros. A metodologia utilizada para alcançar o objetivo, baseou-se em levantamento bibliográfico. Pensar na educação em um espaço político solidário é refletir, principalmente, o papel do gestor em suas parcerias, atos, idealizações, vislumbrando o sucesso de uma escola e de todos os atores que tecem a rede do saber.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-03-27

Como Citar

DE CARVALHO ALVES, R. . DEMOCRATIZAÇÃO E GESTÃO PARTICIPATIVA: O GESTOR ESCOLAR E O ENSINO DE QUALIDADE. Revista Desenvolvimento Social, [S. l.], v. 1, n. 7, 2020. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/1665. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos