(RE)TAYLORIZAÇÃO DO TRABALHO DE CALL CENTERS? NOVAS CONFIGURAÇÕES E PADRÕES NAS SOCIEDADES CONTEMPORÂNEAS

Autores

  • Talissa Naira Castanha Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Luciene Rodrigues Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Sílvia Gomes Rodrigues Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Resumo

Nas sociedades contemporâneas, os Call Centers representam uma atividade de elevadas proporções na geração de empregos, principalmente para jovens do sexo feminino. Observam-se, em alguns aspectos, aproximações das empresas de Call Center com estruturas fabris, apresentando rotinas extremamente padronizadas e controladas. A nova morfologia do trabalho capacita a analise de trabalhos que, em suas atividades diárias trazem particularidades do trabalho padronizado, característico do modelo Fordista/Taylorista, trazendo por outro âmbito o dinamismo e flexibilidade do modelo Toyotista, mesclando-se em seus postos de trabalho. São transformações ligadas à inserção e desenvolvimento de novas tecnologias nos processos de produção e, trazem consigo novos padrões na busca de eficiência e produtividade, isto é, são formas de ajustes do trabalho à lógica do mercado, marcadamente competitivo e instável. Constituem-se, portanto, uma nova parcela que amplia e diversifica a classe trabalhadora no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-03-17

Como Citar

Naira Castanha, T. ., Rodrigues, L., & Gomes Rodrigues, S. . (2020). (RE)TAYLORIZAÇÃO DO TRABALHO DE CALL CENTERS? NOVAS CONFIGURAÇÕES E PADRÕES NAS SOCIEDADES CONTEMPORÂNEAS. Revista Desenvolvimento Social, 22(1), 127-137. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/1353

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)