DESEMPREGO NO BRASIL: UMA ANÁLISE EMPÍRICA DE PREVISÃO BASEADA NA METODOLOGIA BOX-JENKINS

Autores

  • ÉDER DE SOUZA BEIRÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS (UNIMONTES)
  • MARIA ELIZETE GONÇALVES UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS (UNIMONTES)
  • DARCY RAMOS DA SILVA NETO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (FEA-RP/USP)

DOI:

https://doi.org/10.46551/epp2021917

Resumo

Um dos problemas sociais que mais aflige os países subdesenvolvidos é o desemprego. O caso do Brasil não é diferente, visto que este problema se agravou e muito em decorrência da crise econômica que atingiu o país. Neste sentido, o presente estudo objetiva prever a da taxa de desemprego do Brasil através de análise empírica baseada na metodologia Box-Jenkins. O mesmo possui abordagem quantitativa e descritiva, embasado em pesquisa bibliográfica e documental, tendo como fonte de dados a plataforma Bases de Datos y Publicaciones Estadísticas da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPALSTAT). Os resultados demonstraram que a série da taxa de desemprego trimestral do Brasil, entre 1995 e 2016 é não estacionária, ou seja, a mesma não se desenvolve no tempo aleatoriamente ao redor da média, refletindo um tipo de equilíbrio. Porém, em nível, a série apresenta tendência estocástica. A tendência das taxas de desemprego indicam queda da referida taxa, porém através da previsão realizada por meio do método utilizado o que pôde ser observado foi a elevação da mesma, uma vez que nos períodos posteriores ao primeiro trimestre de 2016 a taxa de desemprego se elevou.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

ÉDER DE SOUZA BEIRÃO, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS (UNIMONTES)

MESTRE EM DESENVOLVIMENTO SOCIAL PELA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS (UNIMONTES).

MARIA ELIZETE GONÇALVES, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS (UNIMONTES)

DOUTORA EM DEMOGRAFIA PELO CENTRO DE DESENVOLVIMENTO E PLANEJAMENTO REGIONAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (CEDEPLAR/UFMG) E PROFESSORA DO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS (UNIMONTES)

DARCY RAMOS DA SILVA NETO, FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (FEA-RP/USP)

DOUTORANDO EM ECONOMIA APLICADA PELA FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (FEA-RP/USP)

Referências

BARROS, R. P., CAMARGO, J. M., MENDONÇA, R. S. P. A estrutura do desemprego no Brasil. Rio de Janeiro: IPEA, 1997. (Texto para discussão, n. 478).

BECKER, M. H. Modelos para previsão em séries temporais: uma aplicação para a taxa de desemprego na Região Metropolitana de Porto Alegre. 2010. 46 f. Monografia (Bacharel em Estatística) Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

BIAVASCHI, C.; et al. Youth unemployment and vocational training. Discussion paper, n.6.890, 2012.

BIVAR, W. Aspectos da estrutura do desemprego no Brasil: composição por sexo e duração. Rio de Janeiro: BNDES, XV Prêmio BNDES, 1993 (Dissertações de Mestrado).

BLANCHARD, O. European Unemployment: the evolution of facts and ideas. Cambridge: Massachusetts Institute of Technology, nov. 2005.

CORSEUIL, C. H. L. Desemprego: aspectos teóricos e o caso brasileiro. Série Seminários, 4/94. Rio de Janeiro: IPEA, abr. 1994.

CORSEUIL, C. H., REIS, C., URANI, A. Determinantes da estrutura do desemprego no Brasil: 1986/95. In: 23º ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA. Águas de Lindóia: ANPEC, 1996.

CORSEUIL, C. H. L.; POLOPONSKY, K.; FRANCA, M. A. P. Uma interpretação para a forte aceleração da taxa de desemprego entre os jovens. Nota Técnica IPEA, n.64, abril.2018.

COSTA, D. P. C. Uma análise descritiva do índice de desemprego no Brasil. 2015. 45 f. Dissertação (Mestrado em Finanças e Economia). Escola de Economia de São Paulo, Fundação Getúlio Vargas. São Paulo, 2015.

DICKEY, D. A.; FULLER, W. A. Distribution of the estimators for autoregressive time series with a unit root. Journal of the Statistical Association, v.74, p. 427-431, 1979.

FERREIRA, E. F. Desemprego e Inatividade em Regiões Metropolitanas Brasileiras: por faixa etária, escolaridade, gênero e cor, em 2014. 2016. 58 f. Monografia (Curso de Ciências Econômicas) Centro de Estudos Sociais Aplicados, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2016.

FLORI, P. M. Desemprego de jovens: um estudo sobre a dinâmica do mercado de trabalho juvenil brasileiro. 2003. 77 f. Dissertação (Mestrado em Economia) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

GOUVEIA, J. M. A.; MONSUETO, S. E. Introdução à Séries Temporais e Modelagem ARIMA no Stata. Goiânia: FACE/UFG, 2016.

GUJARATI, D. N.; PORTER, D. C. Econometria básica. 5. ed. Porto Alegre: AMGH, 2011.

IANNI, O. Teorias da globalização. 4. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1997.

KLIKSBERG, B. Falácias e Mito do Desenvolvimento Social. São Paulo: Cortez Editora, 2001.

LAYARD, R.; NICKELL, S.; JACKMAN, R. Unemployment: Macroeconomic Performance and the Labour Market. 2. ed. New York: Oxford University Press Inc., 2009.

MAIA, K. Progresso tecnológico, qualificação da mão de obra e desemprego. 2001. 184 f. Tese (Doutorado em Economia) – Universidade de Brasília, Brasília, 2001.

MARIM, W. C. Absorção de mão-de-obra e modernização da agricultura no Brasil. R. Adm. Emp., Rio de Janeiro, 16 (5): 33-47, set. /out. 1976.

MOCHON, F.; TROSTER, L. R. Introdução à economia. São Paulo: Makron Books, 1994.

NOCCIOLI, V. M. Desemprego: a instituição política de uma questão social. Rev. Mediações, Londrina, v. 4, n. 2, p. 58-65, jul. /dez. 1999.

PINDICK, R. S.; RUNBINFIELD, D. L. Econometria: modelos e previsões. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

PINHEIRO, L. I. F.; DIAS, G. O. Questão social: um conceito revisitado. Contribuciones a las Ciencias Sociales, febrero 2009.

POCHMANN, M. Ajuste econômico e desemprego recente no Brasil metropolitano. Estudos Avançados, 29 (85), 2015.

REINERT, J. N. Desemprego: causas, consequências e possíveis soluções. Revista de Ciências da Administração, v. 3, n. 5, p. 45-48, 2001.

ROCHA, S. Metropolização da pobreza: uma análise nucleoperiférica. Perspectivas da Economia Brasileira. Rio de Janeiro: IPEA, v.2, p. 527- 539, 1993.

SENA, A. G. Trabalho e desemprego no contexto contemporáneo: algunas reflexões. Rev. Trib. Reg. Trab. 3ª Reg. - Belo Horizonte, 29 (59): 99-128, Jan./Jun. 1999.

WOOD, A. North-South Trade, Employment and Inequality: Changing Fortunes in a Skill Driven World. New York. Oxford UK, 1995.

Downloads

Publicado

2021-11-25

Edição

Seção

Artigos