https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/economiaepoliticaspublicas/issue/feed Revista Economia e Políticas Públicas 2021-03-24T19:48:29+00:00 Prof. Marcos Fábio revista.epp@unimontes.br Open Journal Systems <p>A Revista <strong>ECONOMIA E POLÍTICAS PÚBLICAS (ISSN 2318-647X</strong>) é um periódico eletrônico do Departamento de Economia da Universidade Estadual de Montes Claros, mantida em parceria com a Fundação João Pinheiro.<br />Quanto ao seu conteúdo, sua ênfase é na difusão do conhecimento em economia, história econômica e políticas públicas, especialmente pesquisas inéditas. Aceitam-se também contribuições de outras ciências sociais com temáticas relacionados a revista.</p> https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/economiaepoliticaspublicas/article/view/3982 INDICADORES DE SEGURANÇA: MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS 2021-03-24T19:46:01+00:00 Paulo José Saraiva pjsaraiva@terra.com.br <p><strong>Resumo: </strong>O presente artigo apresenta uma síntese dos procedimentos para a elaboração e uso adequado de indicadores para o desenho, implementação e avaliação de políticas públicas na área de segurança. O apanhado a partir de uma breve resenha da literatura sobre causas da criminalidade ressalta a importância das variáveis sócio-econômicas na construção e avaliação das políticas, assim como, discute alguns limites metodológicos e conceituais das variáveis e técnicas utilizadas. Como complementação são apresentadas as principais bases de dados e as respectivas fontes sobre o tema como forma facilitar o acesso a estes indicadores de caráter muito específico.</p> <p><strong>Palavras-chave: </strong>indicadores de segurança pública, políticas públicas de segurança, economia do crime.</p> 2021-03-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Economia e Políticas Públicas https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/economiaepoliticaspublicas/article/view/3981 ANÁLISE DA DESIGUALDADE DE RENDA NOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS EM 2000 E 2010: UMA ABORDAGEM A PARTIR DA ANÁLISE EXPLORATÓRIA DE DADOS ESPACIAIS (AEDE) 2021-03-24T19:30:18+00:00 Éder de Souza Beirão ederbeirao@gmail.com Kelly Jaciara Fernandes da Silva Nunes kellyjaciara@yahoo.com.br Luíz Filipe Rodrigues dos Santos filipesantis@hotmail.com <p><strong>Resumo: </strong>O presente estudo tem como objetivo analisar a distribuição espacial do Índice de Gini nos municípios do estado de Minas Gerais nos anos 2000 e 2010. Foi utilizada a metodologia de Análise Exploratória de Dados Espaciais (AEDE). A variável utilizada foi o coeficiente de Gini. Os dados foram obtidos junto a plataforma Atlas do Desenvolvimento Humano e foram analisados no <em>software </em>de estatística e econometria espacial, GeoDa. Os indicadores utilizados neste trabalho foram o <em>I </em>de Moran, utilizado para a verificação da autocorrelação espacial e o <em>Local Indicator of Spatial Association </em>– LISA, usado para a identificação da existência de <em>clusters </em>espaciais. O mapa de desvio-padrão possibilitou observar que, no período de uma década, ocorreu a redução da desigualdade de renda nos municípios mineiros, pois o coeficiente de Gini médio passou de 0,54 em 2000 para 0,47 no ano de 2010. O <em>I </em>de Moran Global mostrou que há autocorrelação espacial negativa nos dois períodos analisados, sugerindo que os municípios com elevada concentração de renda não estavam cercados por vizinhos na mesma situação e as unidades com baixa concentração de renda não necessariamente estavam rodeadas por municípios com baixa concentração. Através da análise do LISA, foi possível verificar que as regiões do estado de Minas que obtiveram maior concentração de renda foram a Central Mineira e a Metropolitana de Belo Horizonte. No que diz respeito às mesorregiões com menor concentração de renda chegou-se as mesorregiões do Oeste de Minas e Sul/Sudoeste de Minas, Noroeste de Minas e Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba se destacaram.</p> <p><strong>Palavras-chave: </strong>Análise Exploratória de Dados Espaciais; Autocorrelação espacial; <em>Cluster </em>espacial; Desigualdade de renda; Minas Gerais.</p> 2021-03-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Economia e Políticas Públicas https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/economiaepoliticaspublicas/article/view/3980 ELASTICIDADES DE RENDA E PREÇO NO CONSUMO DE CIGARROS INDUSTRIALIZADOS NO BRASIL: UMA ANÁLISE DA PNAD 2008 E PNS 2013 2021-03-24T18:56:19+00:00 Alex Eugênio Altrão de Morais alex.altrao50@gmail.com Matheus Gomes do Carmo de Souza matheus.souza@idados.id Stela Rodrigues Lopes Gomes stelarlgomes@gmail.com <p><strong>Resumo</strong>: Com o tratado da Convenção-Quadro de Controle do Tabaco, inúmeros países adotaram medidas para proteger-se das consequências do consumo e exposição ao tabaco. Com o objetivo de estimar elasticidades renda e preço sobre a participação do tabagismo e consumo de cigarros industrializados, o estudo utiliza os modelos de pseudo-painel, com os resultados da Pesquisa Especial de Tabagismo de 2008 e a Pesquisa Nacional de Saúde de 2013. Os resultados mostram que: variações no preço<br>do tabaco são mais eficazes em inibir o início no tabagismo; classes sociais elevadas participam menos do tabagismo; e fumantes de maiores rendas, consomem mais cigarros.</p> <p><strong>Palavras-chave: </strong>Elasticidade; Consumo de Tabaco; Brasil.</p> <p>&nbsp;</p> 2021-03-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Economia e Políticas Públicas https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/economiaepoliticaspublicas/article/view/3979 DESENVOLVIMENTO REGIONAL E INOVAÇÃO: UMA ANÁLISE DO PLANEJAMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO DO NORDESTE PELA SUDENE 2021-03-24T18:19:06+00:00 Lucas Lafetá Vargas lucaslafeta@yahoo.com.br Luciene Rodrigues rluciene@unb.br <p><strong>Resumo: </strong>Este trabalho apresenta uma análise do processo de atuação da Sudene no desenvolvimento regional no Nordeste e verifica os principais aspectos inovadores do planejamento e dos resultados de atuação da Superintendência, no período de 1960 a 1990. Para a investigação do planejamento e de como trataram de medidas originais, buscou-se nos documentos emitidos pela própria instituição as intenções e as especificidades de atuação. No tocante aos resultados de desenvolvimento regional, os documentos periódicos emitidos pela Sudene serviram de fonte para averiguar o teor inovativo dos resultados. A análise dos resultados apontou que a Sudene inaugurou uma nova fase de políticas públicas, pela qual o Governo Federal passou a se preocupar com o desenvolvimento mais democrático de seus territórios. Essa nova fase é marcada por inovações factuais, na introdução de novos arranjos institucionais, nova visão e um dinamismo econômico mais fortalecido. Por fim, depreende-se que a Sudene instituiu um marco no planejamento e desenvolvimento regional, como medidas especificas e originais de políticas públicas e desencadeou novos ramos modernos e dinâmicos para a economia do Nordeste.</p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Planejamento; Desenvolvimento Regional; Inovação; Sudene.</p> 2021-03-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Economia e Políticas Públicas https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/economiaepoliticaspublicas/article/view/3978 A RECUPERAÇÃO AMBIENTAL E A GERAÇÃO DE ENERGIA SOLAR COMO VETORES DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PARA O NORTE DE MINAS GERAIS 2021-03-24T18:00:44+00:00 João Renato Borges Abreu joaorenatoadv@outlook.com Marcia Dieguez Leuzinger marcia.leuzinger@uol.com.br <p><strong>Resumo: </strong>Este artigo apresenta um breve diagnóstico do panorama socioeconômico do Norte de Minas Gerais e projeta para o futuro, pós pandemia da Covid-19, alternativas ambientais e econômicas para alavancar o desenvolvimento sustentável. Além disso, demonstra que a adoção de políticas públicas mal formuladas e inviáveis sob diversos aspectos, especialmente o da compatibilidade com o clima local, vem absorvendo recursos públicos, sem a necessária melhoria na qualidade de vida dos destinatários das ações governamentais. Foram analisados os dados da região, assim como foi abordada a evolução histórica ambiental para propor alternativas que podem se constituir em vetores de desenvolvimento socioeconômico da região: a geração de energia solar e a recuperação ambiental. Importante salientar que o cenário atual, de retomada do crescimento econômico pós-pandemia, levará o desenvolvimento sustentável a ser uma premissa básica na definição e na aplicação das políticas públicas. Concluiu-se que a região do Norte de Minas, apesar de sofrer com uma grave crise hídrica e longos períodos de estiagem, apresenta vantagens regionais que possibilitam o desenvolvimento sustentável local e também a geração de riquezas. A implementação de acertadas políticas públicas proporcionará à população uma melhoria na qualidade de vida, resultando em um meio ambiente ecologicamente equilibrado.</p> <p><strong>Palavras-chave: </strong>Direito Ambiental; Meio Ambiente; Políticas Públicas.</p> 2021-03-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Economia e Políticas Públicas https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/economiaepoliticaspublicas/article/view/3977 A INSERÇÃO INTERNACIONAL DO BRASIL NO INÍCIO DO SÉCULO XXI: UMA PERSPECTIVA ESTRATÉGICA DAS RELAÇÕES COMERCIAIS 2021-03-23T23:51:16+00:00 MARIA DE FÁTIMA SILVA DO CARMO PREVIDELLI fatprevi@gmail.com LUIZ EDUARDO SIMÕES DE SOUZA luizedusouza@gmail.com RODOLFO FRANCISCO SOARES NUNES rodolfofsn@gmail.com <p><strong>Resumo: </strong>Este artigo apresenta e comenta algumas mudanças estratégicas ocorridas na inserção brasileira no cenário internacional no início do século 21, com foco em suas relações comerciais. A primeira década e meia do novo século observou um aumento da participação brasileira em um emergente cenário internacional multipolar, estreitando relações com a China. Após o golpe de Estado ocorrido em 2016, a estratégia brasileira alterou-se em relação aos principais parceiros no setor do comércio externo, perfilando-se aos interesses dos Estados Unidos da América na América Latina.</p> <p><strong>Palavras-chaves: </strong>Comércio Internacional, Brasil, China, EUA.</p> 2021-03-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Economia e Políticas Públicas https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/economiaepoliticaspublicas/article/view/3983 APRESENTAÇÃO 2021-03-24T19:48:29+00:00 Revista Economia e Políticas Públicas revista.epp@unimontes.br 2021-03-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Revista Economia e Políticas Públicas