Unidades de paisagem e dinâmica temporal do uso e cobertura do solo na bacia hidrográfica do Rio das Pedras, Goiás, Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46551/rc24482692202101%20

Palavras-chave:

Análise integrada. Meio físico. Uso do solo. Cerrado.

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a inter-relação do meio físico com a cobertura vegetal, aliada à dinâmica temporal de uso do solo, por meio das unidades de paisagem. O estudo foi aplicado na Bacia Hidrográfica do Rio das Pedras, no estado de Goiás, norteado por uma abordagem de análise integrada da paisagem. Para a definição das unidades de paisagens, foram consideradas as características geológicas, geomorfológicas, pedológicas e morfométricas da bacia. Na análise temporal de uso/cobertura do solo, foram considerados os anos de 1988, 1998, 2008 e 2018. Nas unidades geológicas mais dissecadas, se formaram topografias mais planas e, nas unidades mais resistentes, topografias mais inclinadas. Estas condições influenciaram a dinâmica de uso do solo, especialmente a agricultura, atividade que apresentou o maior crescimento no período, presente nas unidades de paisagem com solos mais planos, como os Latossolos. A pastagem é a atividade que ocupa as maiores áreas em todo o período analisado, estando presente em todas as unidades, mas apresentando redução em áreas ocupadas, sendo então substituída pela agricultura mecanizada. A cobertura de Cerrado não apresentou redução importante nos trinta anos, pois no primeiro mapeamento as áreas antropizadas já representava 77% da área da bacia, restando somente fragmentos de Cerradão e Mata Seca.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Carlos de Souza, Universidade Estadual de Goiás – UEG, Goiás (GO), Brasil

É Graduado em Geografia pela Universidade Estadual de Goiás (UEG), Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e Doutor em Ciências Ambientais pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Atualmente é Professor na Graduação e no Programa Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual de Goiás (UEG).

Nelton Nattan Amaral Nunes, Universidade Estadual de Goiás – UEG, Goiás (GO), Brasil

Atualmente é Graduando em Geografia pela Universidade Estadual de Goiás (UEG).

Rosana Márcia da Costa Silva Herculano, Universidade Estadual de Goiás – UEG, Goiás (GO), Brasil

É Graduada em Geografia pela Universidade Estadual de Goiás (UEG). Atualmente é Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual de Goiás (UEG).

Referências

ALVES, J. da S; CUNICO, C; SOUZA, J. O. A paisagem na Geografia. Revista Contexto Geográfico, [S./l.], v. 4. n.8, p. 1-9, dezembro/2019.

AMORIM, R. R.; OLIVEIRA, R. C. As Unidades de Paisagem como uma categoria de análise geográfica: o exemplo do município de São Vicente – SP. Sociedade & Natureza, Uberlândia, v. 20, n. 2, p. 177-198, dez. 2008.

ARAÚJO, E. P. de; TELES, M. G. L; LAGO, W. J. S. Delimitação das bacias hidrográficas da Ilha do Maranhão a partir de dados SRTM. Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, São Luís, v. 2, n. 2, p.4631-4638, abr. 2009.

BERTRAND, G. Paisagem e geografia física global. Esboço metodológico. R. RA´E GA, Curitiba, n. 8, p. 141-152, 2004.

CREPANI, E. et. al. Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento Aplicados ao Zoneamento Ecológico-Econômico e ao Ordenamento Territorial. São José dos Campos: INPE. 2001, 124p.

CHRISTOFOLETTI, A. Modelagem de Sistemas Ambientais. São Paulo: Ed. Blucher, 1999.

BERTONI, J.; LOMBARDI NETO, F. Conservação do solo. 9. ed. São Paulo: Ícone, 2014.

BOTELHO, R. G. M.; SILVA A. S. Bacia Hidrográfica e Qualidade Ambiental. In: VITTE, A. C.; GUERRA, A. J. T. (Orgs.) Reflexões sobre a Geografia Física no Brasil. 3. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010.

DE BIASI, M. A carta clinográfica: os métodos de representação e sua confecção. Revista do Departamento de Geografia, São Paulo, v. 6, p. 45-60, 1992.

DIAS, Bráulio Ferreira de Souza. Conservação da biodiversidade no Bioma Cerrado: História dos impactos antrópicos no Bioma Cerrado. In: Savanas: desafios e estratégias para o equilíbrio entre sociedade, agronegócio e recursos naturais. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica: Planaltina, DF: Embrapa Cerrados, 2008.

EMBRAPA. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. – Humberto Gonçalves dos Santos [et al.] – 5. edição. Brasília, DF: EMBRAPA, 2018.

FERREIRA, M. C. Mapeamento de unidades de paisagem em sistemas de informação geográfica: Alguns pressupostos fundamentais. GEOGRAFIA, Rio Claro, v. 22, n. 1, p. 23-35, abril 1997.

GOIÁS (Estado). Secretária de Indústria de Comércio. Superintendência de Geologia e Mineração. Geomorfologia do Estado de Goiás e Distrito Federal. Por Edgardo M. Latrubesse, Thiago Morato de Carvalho. Goiânia, 2006a.

GOIÁS (Estado). Agencia Ambiental de Goiás. Base de dados: Determinação de áreas prioritárias para unidades de conservação. WWF-Embrapa-IBGE (2006b).

GUERRA, A. J. T.; MARÇAL, M. dos S. Geomorfologia Ambiental. 3. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2010.

IMB. Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos. Secretaria de Estado da Economia de Goiás. Disponível em: http://www.imb.go.gov.br/. Acesso em março de 2020.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE. Manual técnico da vegetação brasileira: sistema fitogeográfico, inventário das formações florestais e campestres, técnicas e manejo de coleções botânicas, procedimentos para mapeamentos. Rio de janeiro: IBGE- Diretoria de Geociências, 2012. 271pg.

INSTITUTO MAURO BORGES. Estatísticas Municipais. Disponível em: ˂http://www.imb.go.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=91&Itemid=219˃. Acesso em: 18 mar. 2020.

LACERDA FILHO, J. V.; REZENDE, A.; SILVA, A. (Orgs.) Programa Levantamentos Geológicos Básicos do Brasil. Geologia e Recursos Minerais do Estado de Goiás e Distrito Federal. (Conv. CPRM/METAGO S.A./UnB). 1:500.000. Goiânia: CPRM, 1999.

LANDAU, Elena Charlotte. Mapeamento das áreas irrigadas por pivôs centrais no Estado de Goiás e no Distrito Federal – Brasil. Sete Lagoas: Embrapa Milho e Sorgo, 2013.

LANG, S; BLASCHKE, T. Análise da Paisagem com SIG. São Paulo: Oficina de textos, 2009.

MATOS, P. F; PESSÔA, V. L. S. A modernização da agricultura no Brasil e os novos usos do território. Geo UERJ, Rio de Janeiro, v. 2, n. 22, p. 290-322, 2011.

MOREIRA, M. L. O. et al. (Orgs.) Geologia do Estado de Goiás e Distrito Federal. Escala 1:500.000. Goiânia: CPRM/SICFUNMINERAL, 2008.

MOTA, S. Preservação e conservação de recursos hídricos. 2. ed. Rio de Janeiro: ABES, 1995.

RIBEIRO, J. F; WALTER, B. M. T. Fitofisionomias do Bioma Cerrado. In: SANO, S. M.; ALMEIDA, S. P.; RIBEIRO, J. F. (orgs). Cerrado: Ambiente e Flora. Embrapa Cerrados – Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica, 2008.

ROSS, J. L. S. Ecogeografia do Brasil: subsídios para Planejamento Ambiental. São Paulo: Oficina de Textos, 2009.

SCHMITT, A.; MOREIRA, R, C. Manejo e gestão de bacia hidrográfica utilizando o software gratuito Quantum-GIS. Revista Cultivando o Saber, [S./l.], Edição Especial, p. 125 – 137. 2015.

SILVA, Lílian da Rocha; SANO, Edson Eyji. Análise das Imagens do Satélite Rapideye para discriminação da cobertura vegetal do Bioma Cerrado. Revista Brasileira de Cartografia, Uberlândia, v. 68, n. 7, p. 1269-1283, Jul/Ago/2016.

SOLARI, Raphael Alberto Fuhr. Aplicação de métodos de classificação supervisionada em imagens do Sentinel-2, como suporte ao cadastro ambiental rural. 2017. 150 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais - PPGCA, Faculdade Unb Planaltina - Fup, Brasília, 2017.

VASCONCELLOS, N. B. et al. Análise multitemporal de uso e cobertura do solo, no município de Unistalda, RS. Revista do Centro do Ciências Naturais e Exatas - UFSM, Santa Maria, v. 17 n. 17, p. 3438 – 3444, dez. 2013.

Downloads

Publicado

2021-01-01

Como Citar

SOUZA, J. C. de; NUNES, N. N. A.; HERCULANO, R. M. da C. S. . Unidades de paisagem e dinâmica temporal do uso e cobertura do solo na bacia hidrográfica do Rio das Pedras, Goiás, Brasil. Revista Cerrados, [S. l.], v. 19, n. 01, p. 03–22, 2021. DOI: 10.46551/rc24482692202101 . Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/cerrados/article/view/2237. Acesso em: 5 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos

Categorias

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)