Análise morfodinâmica de ambientes costeiro e estuarino do município de Goiana, litoral norte do Estado de Pernambuco

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22238/rc244826922020180183106

Palavras-chave:

Processos morfodinâmicos, Ambiente costeiro, Goiana-PE

Resumo

O município de Goiana, desde a década 2000, vem apresentando um considerável crescimento socioeconômico oriundo da implementação de empreendimentos que estão influenciando sobre o aumento da ocupação da zona costeira municipal. Para a pesquisa ora apresentada, utilizou-se de imagens de satélite do Google Earth Pro para a análise espaço-temporal da evolução das unidades geomorfológicas delimitadas e mapeamento. Através do ArcGis 10.3, vetorizou-se os modelos evolutivos finais do relevo, assim como produziu-se mapas de uso e ocupação da terra, além da obtenção de dados de campo através de uma check list que correlaciona processos e feições costeiras a elementos da paisagem natural e antrópica e seus respectivos estágios morfodinâmico. A área de estudo compreende as unidades de praia de Ponta de Pedras e Carne de Vaca, além do ambiente estuarino do rio Megaó. A partir dos resultados, constatou-se que a maior parte das áreas de estudo caracteriza-se como pertencente ao estágio morfodinâmico de meio Integrade, devido à identificação de geoindicadores de erosão quanto a de estabilidade do meio. Os processos morfodinâmicos encontrados nas unidades geomorfológicas encontram-se intrinsecamente relacionados com os processos de urbanização das zonas costeiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Júlia Stefane da Silva Vieira, Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, Recife, Pernambuco, Brasil

Graduanda no curso de licenciatura em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Atualmente é bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica - PIBIC na área de Geomorfologia Estrutural e professora voluntária no Pré-Acadêmico Professores 3° Milênio - UFPE.

Lucas Henrique Ribeiro Reis, Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, Recife, Pernambuco, Brasil

Atualmente cursa Graduação em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Osvaldo Girão da Silva , Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, Recife, Pernambuco, Brasil

Possui Graduação em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Doutorado em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Atualmente é Professor do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Referências

ARAI, Mitsuru. A grande elevação eustática do Mioceno e sua influência na origem do Grupo Barreiras. Geologia USP. Série Científica, v. 6, n. 2, p. 1-6, 2006.

BIRD, Eric. Coastal Geomorphology: An Introduction. 2 ed. Chichester, West Sussex: John Wiley & Sons, Ltd, 2011.

CABRAL, Cláudio J.; SILVA, Wemerson F.; GIRÃO, Osvaldo. Impactos ambientais derivados do uso e ocupação da linha de costa em trechos das praias de Pau Amarelo e Maria Farinha - Município de Paulista/PE: Estudo preliminar. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 16, p. 74-88, 2014.

CABRAL, Cláudio J.; SILVA, Wemerson F.; GIRÃO, Osvaldo. Impactos ambientais derivados do uso e ocupação da linha de costa em trechos das praias de Pau Amarelo e Maria Farinha - Município de Paulista/PE: Estudo preliminar. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 16, p. 74-88, 2014.

CAMERON, W. M. e PRITCHARD, D. W. Estuaries. In: Hill, M.N. (ed.) The Sea. Ideas and Observations on Progress in the Study of the Seas. New York: Intersci., 1963.

CALLIARI, L.J.; MUEHE, D.; HOEFEL, F.G.; TOLDO JR, E. Morfodinâmica Praial: uma breve revisão. Revista Brasileira de Oceanografi a, São Paulo, v. 51, p. 63 – 78, 2003.

CHORLEY, R. J. Geomorphology and General Systems Theory. U. S. Geology Survey. Prof. Paper (500-B), p. 1-10, 1962.

CHORLEY, R. J. e KENNEDY, B. A. Physical Geography: A systems approach. Londres: Prentice Hall. 1971.

CPRH - Companhia Pernambucana de Meio Ambiente. Diagnóstico socioambiental do Litoral Norte de Pernambuco. Recife, Brasil: CPRH, 2003.

DALRYMPLE, R. W., ZAITLIN, B. A. e BOYD, R. Estuarine facies models: Conceptual basis and stratigraphic implications. Journal of Sedimentary Petrology, v. 62, p. 1130-1146, 1992.

DAVIDSON-ARNOTT, Robin. Introduction to Coastal Processes and Geomorphology. New York: Cambridge University Press, 2010.

HASLETT, Simon K. Coastal systems. 2 ed. Londres: Routledge, 2009.

MANSO, Valdir do Amaral Vaz et al. Erosão e Progradação do litoral brasileiro: Pernambuco. Laboratório de Geologia e Geofísica Marinha – LGGM, p. 179-196, 2006.

MASSELINK, Gerhard, HUGHES, Michael G. e KNIGHT, Jasper. Introduction to Coastal Processos & Geomorphology. 2 ed. Londres: Hodder Education, Hachette UK Company. 2011.

MUEHE, Dieter. Aspectos gerais da erosão costeira no Brasil. In: Mercator-Revista de Geografia da UFC, v. 4, n. 7, p. 97-110, 2005.

MUEHE, D. O litoral brasileiro e sua compartimentação. In: Guerra A. J. T., Cunha S. B. (Eds.). In: Geomorfologia do Brasil. Bertrnand Brasil, Rio de Janeiro, 1998, 273-350.

MUEHE, Dieter. Critérios Morfodinâmicos para o Estabelecimento de Limites da Orla Costeira para fins de Gerenciamento. Revista Brasileira de Geomorfologia, v. 2, v. 1, p. 35 - 44, 2001.

Projeto Orla - Fundamentos para gestão integrada. Brasília: Ministério do Meio Ambiente - Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, 2006.

PRITCHARD, D. W. Salinity Distribution and circulation in the Chesapeake Bay Estuarine System. Jornal Mar. Res., v. 11, n. 1, p.106-123. 1952.

TRICART, J. Ecodinâmica. Rio de Janeiro: FIBGE, 1977.

VILES, H.; SPENCER, T. (1995). Coastal problems: geomorphology, ecology and society at the coast. Oceanographic Literature Review, v. 9, n. 42, 812.

VITAL, Saulo R.; GIRÃO, Osvaldo. Análise da suscetibilidade da paisagem à erosão na bacia do alto curso do rio Taperoá (PB). Okara: Geografia em Debate (UFPB), v. 9, p. 4-25, 2015.

Downloads

Publicado

2020-04-20

Como Citar

STEFANE DA SILVA VIEIRA, J.; REIS, L. H. R. .; GIRÃO DA SILVA , O. . Análise morfodinâmica de ambientes costeiro e estuarino do município de Goiana, litoral norte do Estado de Pernambuco. Revista Cerrados, [S. l.], v. 18, n. 01, p. 83–106, 2020. DOI: 10.22238/rc244826922020180183106. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/cerrados/article/view/1479. Acesso em: 3 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Categorias