Qualidade ambiental da água superficial do Córrego Quatro Vinténs no município de Diamantina-MG

Autores

  • Amanda Dias Araujo Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – UFVJM, Diamantina, Minas Gerais, Brasil.
  • Mariana de Oliveira Freitas Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri- UFVJM, Diamantina, Minas Gerais, Brasil.
  • Hernando Baggio Filho Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – UFVJM, Diamantina, Minas Gerais, Brasil.

DOI:

10.22238/rc24482692v14n12016p77a95

Palavras-chave:

Geoquímica Ambiental; Córrego Quatro Vinténs; Serra do Espinhaço Meridional.

Resumo

O Córrego Quatro Vinténs faz parte da bacia hidrográfica do rio Jequitinhonha, localizado no município de Diamantina-MG. Neste trabalho avaliou-se a qualidade ambiental das águas superficiais deste córrego por meio da medição de dois parâmetros físico-químicos cor da água e turbidez. Com o recolhimento de amostras ao longo do canal do córrego foi possível relacionar os impactos aos ambientes naturais e às interferências antropogênicas, englobando as características geoambientais da área. Foram amostrados 12 pontos considerando a variação sazonal em duas campanhas de amostragem (nas estações seca e chuvosa), totalizando 24 amostras de água. As amostras foram analisadas no Laboratório de Geoquímica Ambiental – LGA/UFVJM e os resultados comparados com os valores estabelecidos pela Resolução CONAMA 357/05 e Portaria do Ministério da Saúde N° 2.914/2011. Os valores de turbidez (UNT) e cor da água (mg/L), tanto numa estação quanto noutra se apresentaram elevados, haja vista que a área está totalmente inserida em locais de uso intensivo do solo e áreas urbanas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Dias Araujo, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – UFVJM, Diamantina, Minas Gerais, Brasil.

Possui Graduação em Humanidades e em Geografia pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). Atualmente é mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Saúde, Sociedade e Ambiente na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

Mariana de Oliveira Freitas, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri- UFVJM, Diamantina, Minas Gerais, Brasil.

Possui Graduação em Humanidades e em Geografia pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). Atualmente é mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Saúde, Sociedade e Ambiente na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

Hernando Baggio Filho, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – UFVJM, Diamantina, Minas Gerais, Brasil.

Possui Graduação em Geografia, Mestrado em Geografia e Doutorado em Geologia, todos cursados na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atualmente é professor adjunto do curso de Geografia da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).

Referências

BAGGIO, H. Contribuições naturais e antropogênicas para a concentração e distribuição de metais pesados em água superficial e sedimento de corrente na Bacia do Rio do Formoso, município de Buritizeiro, MG. 2008. 216 f. Tese (Doutorado em Geologia) - Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008.

CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente). 2005. Resolução CONAMA nº 357, 17 de março de 2005. Disponível em: http://www.mma.gov.br/conama Acesso em: 21 mar. 2013.

CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente). 2000. Resolução CONAMA nº274, 29 de novembro de 2000. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF. Disponível em: http://www.mma.gov.br/port/conama/res/res00/res27400.html Acesso em: 21 mar. 2013.

CETESB, Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. Guia Nacional de Coletas e Preservação de Amostras: água, sedimento, comunidades aquáticas e efluentes líquidos. Organizadores: Carlos Jesus Brandão et al. - São Paulo: CETESB: ANA, 2011.

CETESB. Variáveis de qualidade das águas. Disponível em: http://www.cetesb.sp.gov.br/agua/%c3%81guas-superficiais/34-vari%c3%a1veis-de-qualidade-das-%c3%81guas#cor Acesso em 20 Mar. 2013.

CHRISTÓFARO, A.; PEDREIRA, L. C. V. S. F.; ABREU, P. A. A. Serra do Espinhaço Meridional: Paisagens e Ambientes. Belo Horizonte: O Lutdor, 2005.

GARRAFFONI, A., R., S. PEREIRA, E., S. A visão do poder público com relação aos problemas ambientais e recursos hídricos em Diamantina/MG. Revista Vozes dos Vales da UFVJM: Publicações Acadêmicas. Nº 01. Ano I - 05/2012. Diamantina, MG, Brasil.

GONÇALVES, R.N. Diagnóstico ambiental da bacia do rio Jequitinhonha – diretrizes gerais para a ordenação territorial. Salvador, IBGE, DIGEO 1/ NE. Disponível em: http://www.ibge.gov.br/home/geociencias/recursosnaturais/diagnosticos_levantamentos/jequitinhonha/jeq.pdf Acesso em: 17 ago. 2013.

LUIZ, A.M.E. PINTO, M.L.C.; SCHEFFER, E.W.O. Parâmetros de cor e turbidez relacionados aos usos do solo e à morfometria da bacia hidrográfica do rio Taquaral, São Mateus do Sul-PR. Caminhos de Geografia, Uberlândia v. 13, n. 41 mar/2012 p. 52 – 67.

MS. Ministério da Saúde. Portaria nº 2.914, de 12 de dezembro de 2011. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt2914_12_12_2011.html Acesso em: 21 jan. 2015.

RIBEIRO, Elizêne Veloso. Avaliação da qualidade da água do rio São Francisco no segmento entre Três Marias e Pirapora – MG: metais pesados e atividades antropogênicas. Tese (Mestrado em Geografia) - Departamento de Geografia da UFMG, Belo Horizonte, 2010.

RIBEIRO, E. V. Níveis de contaminação por metais pesados em águas superficiais do Rio São Francisco em Pirapora e sua relação com as atividades industriais. 2007. 101 p. (Monografia) - Departamento de Geografia. Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES. 2007. Minas Gerais.

VIANA, H., S. Projeto Cadastro de Abastecimento por Águas Subterrâneas, Estados de Minas Gerais e Bahia: diagnóstico do município de Diamantina, MG. Belo Horizonte: CPRM, 2004.

VON SPERLING, E. Introdução a Qualidade das Águas e ao Tratamento de Esgotos. 2. ed. Belo Horizonte: Departamento de Engenharia Sanitária: UFMG, 1996.

Downloads

Publicado

2016-09-28

Como Citar

ARAUJO, A. D.; FREITAS, M. de O. .; BAGGIO FILHO, H. . Qualidade ambiental da água superficial do Córrego Quatro Vinténs no município de Diamantina-MG. Revista Cerrados, [S. l.], v. 14, n. 01, p. 77–95, 2016. DOI: 10.22238/rc24482692v14n12016p77a95. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/cerrados/article/view/1412. Acesso em: 22 jun. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)