Pesquisador ou professor: o conflito identitário do historiador

Researcher or teacher: the conflict of historian identity

Autores

Palavras-chave:

Memória, Identidade, História

Resumo

Este artigo é originário da reflexão proposta pelo PPGH Unimontes sobre o tema da identidade social e da memória coletiva para o historiador. Esse tema foi deliberadamente desviado para a aplicação da noção de identidade e memória na observação da atuação do profissional historiador. Seja na sua atuação como pesquisador (da história) seja como professor (de história). Destacamos as diferentes abordagens que essa dupla atuação exige desse profissional e apontamos para uma possível resolução sobre o papel do historiador na sociedade contemporânea.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo de Aguiar Pacheco, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)

Doutor em História/UFRGS. Docente do Programa de Pós-graduação em História/UFRPE. E-mail: ricardo.pacheco@ufrpe.br. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-1879-2910.

Referências

BAUMAN, Zygmunt. Ensaios sobre o conceito de cultura. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

BLOCH, Marc. Apologia da história ou o ofício de historiador. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

BOURDIEU, Pierre et al. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989.

CANDAU, Joël. Memória e identidade. Trad. Maria Letícia Ferreira. São Paulo, SP: Contexto, 2011.

CARVALHO, José Murilo de. A formação das almas: o imaginário da República no Brasil. v. 4. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

DAVIS, Angela. A liberdade é uma luta constante. Boitempo Editorial, 2018.

DE BEAUVOIR, Simone. O segundo sexo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2014.

FONSECA, Thais Nívia de Lima e. História & ensino de História. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

FREUD, Sigmund. O mal-estar na civilização (1930). São Paulo: Penguin Classics Companhia das Letras, 2011[1930].

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2006 [1968].

HOBSBAWM, Eric; RANGER, Terence. A invenção das tradições. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

MARSHALL, Thomas Humphrey. Cidadania e classe social: leituras sobre cidadania. Senado Federal, MCT/CEE, Brasília, 2002 [1949].

PIAGET, Jean et al. A noção de tempo na criança. Rio de Janeiro: Record, 2002 [1946].

RÉMOND, René. Por uma nova história política. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro/Fundação Getúlio Vargas, 1996.

RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas, SP: Unicamp, 2007.

RÜSEN, Jörn. Teoria da história: Razão histórica: os fundamentos da ciência histórica/trad. Estevão de Rezende Martins. Brasília: UnB, 2001.

SOUZA, Jessé. A tolice da inteligência brasileira. São Paulo: Casa da Palavra, 2015. Não paginado. E-book.

VYGOTSKY, Lev Semenovich et al. Pensamento e linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2008 [1934].

Downloads

Publicado

2021-07-01

Como Citar

de Aguiar Pacheco, R. . (2021). Pesquisador ou professor: o conflito identitário do historiador: Researcher or teacher: the conflict of historian identity. Revista Caminhos Da Historia, 26(2), 218–230. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/caminhosdahistoria/article/view/4363

Edição

Seção

Artigos Livres