QUESTÃO SOCIAL NO BRASIL

CARACTERÍSTICAS PERMANENTES DE UM PAÍS DEPENDENTE E SEU IMPACTO NA ATUAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46551/rssp.202208

Palavras-chave:

capitalismo dependente, questão social, serviço social

Resumo

Este texto tem por finalidade trazer aspectos sobre o desenvolvimento do capitalismo dependente brasileiro auxiliado pelos estudos de alguns intelectuais da Teoria Marxista da Dependência que podem contribuir/subsidiar a interpretação da particularidade da questão social no Brasil e seus desdobramentos no trabalho da/o Assistente Social em seu desenvolvimento histórico. Utiliza-se como metodologia a revisão de bibliografia que debate a Teoria Marxista da Dependência, especialmente Ruy Mauro Marini, Theotonio dos Santos e Jaime Osorio; autores que não necessariamente vinculados a esta corrente teórica, mas que discutem o caráter da dependência do Brasil como Heleith Saffioti e Florestan Fernandes e referências do Serviço Social. Tem-se, pois, como resultado que as relações sociais dependentes destacam um papel subalterno do Brasil na divisão internacional do trabalho e com uma particularidade no que se refere ao modo de extração de mais-valia: a superexploração do trabalho. Esses fatores interferem nas configurações que o Serviço Social brasileiro assume ao longo de seus oitenta e cinco anos, sobretudo na conjuntura atual, sendo necessário afirmar o seu caráter crítico e de defesa do projeto ético-político diante desse cenário

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio de Albuquerquer Gonçalves Junior, Universidade Federal de Pernambuco

Assistente Social. Graduação em Serviço Social pela Universidade Federal de Pernambuco- UFPE. ORCID: 0000-0002-2737-0410 Link do Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8305507690909760 E-mail: antoniojnr968@gmail.com  

Geisiller Sandriny Figueiredo de Souza, Universidade Federal de Pernambuco

Graduanda em Serviço Social pela Universidade Federal de Pernambuco - UFPE. ORCID: 0000-0001-6063-1515 Link do Currículo Lattes:  http://lattes.cnpq.br/3194996017550630 E-mail: geisiller.ssouza@hotmail.com

Referências

ANTUNES, Ricardo. Os sentidos do trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. São Paulo, Boitempo, 1999.

_________________. O privilégio da servidão: o novo proletariado de serviços na era digital. 2 ed. São Paulo: Boitempo, 2020.

BEHRING, E. Brasil em Contra-Reforma: desestruturação do Estado e perda de direitos. São Paulo: Cortez, 2003.

BRASIL. Código de ética do/a assistente social. Lei n. 8.662/93 de regulamentação da profissão. 10. ed. rev. e atual. Brasília: Conselho Federal de Serviço Social, 2012.

BRETTAS, Tatiane. Capitalismo Dependente, Neoliberalismo e financeirização das políticas sociais no Brasil. Temporalis, Brasília, ano 17, n.34, p.53-76, jul./dez. 2017.

CASTELO, Rodrigo. O social-liberalismo: auge e crise da supremacia burguesa na era neoliberal. 1 ed. São Paulo: Expressão Popular, 2013.

CASTELO, Rodrigo; RIBEIRO, Vinicius; ROCAMORA, Guilherme de; Capitalismo dependente e as origens da “questão social” no Rio de Janeiro. São Paulo, Serviço Social & Sociedade, n.137, p. 15-34, jan/abr. 2020.

CASTRO, Manuel Manrique. História do Serviço Social na América Latina. Tradução de José Paulo Netto e Balkys Villalobos. 5 ed. São Paulo: Cortez, 2000.

COUTINHO, Carlos Nelson. Cultura e sociedade no Brasil: ensaios sobre idéias e formas. 4.ed. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

DOS SANTOS, Theotonio. Evolução histórica do Brasil: da colônia à crise da nova república. 1 ed. São Paulo: Expressão Popular, 2021.

FRANK, Ander Gunder. El desarrollo del subdesarrollo. Pensamiento Crítico, Habana, n. 7, p.159-172, ago. 1967.

FERNANDES, Florestan. A revolução burguesa no Brasil: ensaio de interpretação sociológica. 3. ed. Rio de Janeiro: Guanabara, 1987.

HARVEY, David. O novo imperialismo. São Paulo: Edições Loyola, 2014.

IAMAMOTO, Marilda Vilela; CARVALHO, Raul de. Relações sociais e Serviço Social no Brasil: esboço de uma interpretação histórico-metodológica. 41 ed. São Paulo: Cortez, 2014.

IAMAMOTO, Marilda Villela. O serviço social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional, 3 ed. São Paulo: Cortez, 2000.

_____________________. Serviço Social em tempo de capital fetiche: capital financeiro, trabalho e questão social. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

KATZ, Claudio. A teoria da dependência 50 anos depois. Tradução de Maria Almeida. 1 ed. São Paulo: Expressão Popular, 2020.

MARINI, Ruy Mauro. Dialética da dependência. In: SADER, Emir (org.). Dialética da dependência: uma ontologia da obra de Ruy Mauro Marini. Petrópolis: Vozes; Buenos Aires: CLACSO, 2000.

__________________. Dialética da dependência. In: TRASPADINI, R; STEDILE, J. P. Ruy Mauro Marini: vida e obra. São Paulo: Expressão Popular, 2011. p. 131-172.

MARQUES, Morena Gomes. Capitalismo dependente e cultura autocrática: contribuições para entender o Brasil contemporâneo. R. Katál, Florianópolis, v. 21, n. 1, p. 137-146, jan./abr. 2018.

NETTO, José Paulo. Capitalismo monopolista e Serviço Social. 8 ed. São Paulo: Cortez editora, 2011

________________. Ditadura e Serviço social: uma análise do Serviço Social no Brasil pós-64. 17 ed. São Paulo: Cortez editora, 2015.

OSORIO, Jaime. O Estado no centro da mundialização: a sociedade civil e o tema do poder. Tradução de Fernando Correa Prado. 2 ed. São Paulo: Expressão Popular, 2019.

SAFFIOTI, Heleieth. A mulher na sociedade de classes: mito e realidade. Petrópolis: Vozes, 1976.

SANTOS, Wanderley Guilherme dos. Cidadania e Justiça: a política social na ordem brasileira. Rio de Janeiro, Editora Campos, 1978.

SANTOS, Josiane Soares. “Questão Social”: particularidades no Brasil. 1ed. São Paulo: Cortez editora, 2012.

____________________. Particularidades da “questão social” no Brasil: mediações para seu debate na “era” Lula. Serviço Social & Sociedade, São Paulo, n.111, p.430-439, jul./set., 2012.

PAIVA, Beatriz; ROCHA, Mirella; CARRARO, Dilceane. Política Social na América Latina: ensaio de interpretação a partir da Teoria Marxista da Dependência. SER Social, Brasília, v.12, n.26, p.147- 175, jan./jun. 2010.

Downloads

Publicado

2022-01-14

Como Citar

de Albuquerquer Gonçalves Junior, A., & Sandriny Figueiredo de Souza, G. . (2022). QUESTÃO SOCIAL NO BRASIL: CARACTERÍSTICAS PERMANENTES DE UM PAÍS DEPENDENTE E SEU IMPACTO NA ATUAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL. Revista Serviço Social Em Perspectiva, 6(01), 145–165. https://doi.org/10.46551/rssp.202208