A IMPORTÂNCIA DA LUDICIDADE NAS AULAS DE VOLEIBOL

Autores

  • Lorisval de Oliveira UNIMONTES
  • Marcos Antônio de Araújo Leite Filho

Resumo

O objetivo deste artigo foi analisar a importância de uma abordagem lúdica nas aulas de voleibol. Este trabalho tratou-se de um estudo de campo, de abordagem qualitativa, o público alvo foi composto por quatro professores da rede estadual de ensino da Escola Estadual Florêncio Ferreira Lima e Escola Estadual Rodrigues Alves ambas de Monte Azul/MG. Os entrevistados responderam a um questionário, a amostragem foi não probabilística. Como instrumento de coleta de dados um breve questionário direcionado aos professores. Os dados e os resultados foram analisados através da estatística descritiva através de valores percentuais. Foi constatado que noventa por cento buscam sempre abordar suas aulas de forma lúdica. Diante das pesquisas realizadas percebe-se a importância de aulas lúdicas que visam à participação de todos, que aborde uma metodologia diferenciada das tradicionais, onde os fundamentos e a perfeição dos movimentos não são o mais importante nas aulas de voleibol.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSUMPÇÃO, Claudio de oliveira. GARCIA, Marcela. RAMON Zabaglia. SOUZA, Thiago Matos Frotas de. A importância do voleibol enquanto lúdico, e modalidade esportiva dentro da Educação Física escolar. Anuário da produção acadêmica. , vol. 4, n 7. ano 2010. Centro universitário Anhanguera, unidade Leme.

BRASIL. Expansão da educação superior, profissional e tecnológica: mais formação e oportunidades para os brasileiros. Brasília: MEC, s.d. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/expansao/images/apresentacao_expansao_educacao_superior14.pdf. Acesso em: 15 jul. 2019.

BOJIKIAN, J. C. M. Ensinando voleibol. São Paulo: Phorte, 2003.

CLAZER, P. C. S.; GUAITA, N. R. O voleibol nas aulas de educação física: um estudo para o Programa de desenvolvimento educacional – PDE. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1123-4.pdf. Acesso em: 05 mar. 2020

COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do Ensino de Educação Física. São Paulo: Cortez, 2009.

COLIM, C. M. O jogar/brincar para o aprendizado do voleibol. Monografia para Licenciatura em Educação Física-UFMS – UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL, Cuiabá, 2015.

DARIDO, S. C.; RANGEL, I.C.A. Educação Física na Escola. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008.

FUSARI, J. C. O planejamento do trabalho pedagógico: algumas indagações e tentativas de respostas. In: Séries Ideias. v.8. 1989. Disponível em: http://www.crmariocovas.sp.gov.br/dir_a.php?t=014. Acesso em: 02 de ago. 2019.

GALLAHUE, D. L.; OZMUN, J. C. Compreendendo o desenvolvimento motor: bebês, crianças, adolescentes e adultos. São Paulo: 3. ed p.3-65, 2005.

GONÇALVES, C. O Jogo na Educação Física Escolar: conteúdo ou estratégia. São Paulo, Monografia (Bacharelado em Educação Física) – Escola de Educação Física e Esporte. Universidade de São Paulo: EEFUSP, 2002.

HUIZINGA, Johan. Homo Ludens. São Paulo: Perspectiva, 2000.

IMPOLCETO FM, DARIDO SC. O “Estado da Arte” do voleibol e do voleibol na escola. R. bras. Ci. e Mov. 2016;24(4):175-186. Disponível em https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/5581/pdf . Acesso em: 3 de mar. 2020

KISHIMOTO, Tizuko Morchida. O jogo, brinquedo, brincadeira e a educação: o jogo e a educação infantil. São Paulo: Pioneira, 1994. São Paulo: Cortez, 2006.

MACHADO, A. A. Voleibol: ao aprender ao especializar. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

MACIEL, R. N. Mini-voleibol como estratégia de ensino do voleibol. Perspectivas On Line, v. 5, n. 17, 2014.

MARCHI JÚNIOR, W. “Sacando” o voleibol: do amadorismo à espetacularização da modalidade no Brasil (1970-2000). Campinas: 2001. 267 f. Tese (Doutorado em Educação Física) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas. Disponível em:

http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000237846. acesso em: Out. 2016.

OLIVIER, G. G. de F. Lúdico e Escola: entre a Obrigação e o Prazer. IN. MARCELLINO, Nelson Carvalho (Org.). Lúdico, educação e educação física. Ijuí – RS. 2 ed. Editora Unijuí, 2009.

OLIVEIRA, V. O processo de ensino dos jogos desportivos coletivos: um estudo acerca do basquetebol. Campinas: Universidade Estadual de Campinas,2002. Disponível em: http://www.pedagogiadobasquete.com.br/tese/mestra.pdf. Acesso em: Setembro de 2016.

RABELLO, E.T. e PASSOS, J. S. Vygotsky e o desenvolvimento humano. Disponível em: http:www.josesilveira.com. Acesso em: abr. 2018.

SANTINI, Juarez. Voleibol Escolar: da iniciação ao treinamento. - Canoas: Ed. ULBRA, 2007.

SANTOS, M. V. dos. Educar Através de Jogos e Brincadeiras. São Paulo: Summus, 1997.

SILVA, Alessandra Gaspar Da. Concepção de Lúdico dos Professores de Educação Física Infantil. Trabalho de conclusão de curso. 2011. 61f (Graduação em Educação Física). Universidade Estadual de Londrina. 2011.

SILVA,P. M. da; JUNIOR, M. R. de Azevedo; Métodos de Ensino dos Esportes Coletivos Utilizados Durante o Estágio de 6º ao 9º ano. Disponível em : http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/aces. Acesso em: 27 jul. 2019.

SOARES, C. L. Metodologias do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 1992.

TUBINO Lidiane Dias. O lúdico na sala de aula: Problematizações da prática docente na 4ª série do Ensino Fundamental. Porto Alegre (2010, p. 16). Disponível em: Acesso em: http:www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/71912/000880442.pdf?sequence=1 03 out. 2018

Voleibol Escolar : Estudo de Propostas Metodológicas. Disponível em : http://cev.org.br/biblioteca/o-voleibol-escola-estudopropostas-metodologicas/. acesso em: 28 mar. 2020.

Publicado

2022-09-15

Como Citar

DE OLIVEIRA, L. .; ANTÔNIO DE ARAÚJO LEITE FILHO, M. . A IMPORTÂNCIA DA LUDICIDADE NAS AULAS DE VOLEIBOL . RENEF, [S. l.], v. 5, n. 7, p. 29–37, 2022. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/renef/article/view/5381. Acesso em: 29 jan. 2023.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)