ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM PEDAGOGIA: ARTICULAÇÃO TEORIA E PRÁTICA NA FORMAÇÃO DO DOCENTE DO CURSO DE PEDAGOGIA

Autores

  • Ivanise Melo de Souza Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes
  • Luciana Moreira de Oliveira Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes
  • Ramony Maria Silva Reis Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.46551/259498102020020

Palavras-chave:

Estágio Supervisionado, Pedagogia e Formação de professores.

Resumo

O Estágio Curricular Supervisionado nos cursos de formação de professores permite o acesso aos instrumentos teórico-metodológicos indispensáveis para a atuação do licenciado no contexto escolar e a articulação da teoria e prática adquiridas na universidade e escola campo. Assim, o estágio configura-se como o momento em que o futuro profissional da educação vivencia experiências singulares e significativas na construção de sua identidade profissional. Neste contexto, este trabalho teve como objetivo conhecer as percepções dos acadêmicos do Curso de Pedagogia da Universidade Estadual de Montes Claros sobre a importância do estágio na formação docente. Esta pesquisa apresenta uma abordagem qualitativa, sendo utilizado o questionário como instrumento de coleta de dados. Por meio dos resultados apresentados na pesquisa, pôde se constatar que o Estágio Supervisionado
desempenha um papel fundamental no processo de formação de professores, constituindo-se o primeiro contato que o discente tem com seu futuro campo de atuação, possibilitando o desenvolvimento de habilidades bem como a ampliação de conhecimentos e adquiridos na universidade e na escola-campo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ramony Maria Silva Reis Oliveira

Professora Dra. do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG).

Referências

ALMEIDA, Maria I; PIMENTA, Selma G. Estágios supervisionados na formação docente. São

Paulo: Cortez, 2014.

BARREIRO, Iraide Marques de Freitas; GEBRAN, Raimunda Abou. Prática de Ensino e Estágio Supervisionado na formação de Professores. São Paulo: Avercamp, 2006.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CP 28, de 02 de outubro de 2001. Dá

nova redação ao Parecer CNE/CP 21/2001, que estabelece a duração e a carga horária dos

cursos de Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de

licenciatura, de graduação plena. Pareceres CNE/CP, Brasília, 2001b. Disponível em:

http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/cnecp_212001.pdf. Acesso em: 13 jun. 2019.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP 1, de 18 de fevereiro de 2002.

Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação

Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Resoluções CNE/CP,

Brasília, 2002 a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/res1_2.pdf. Acesso

em: 14 jun. 2019.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP n. 02/2015, de 1º de julho de

Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior

(cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda

licenciatura) e para a formação continuada. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2 jul. 2015,

p. 8-12. Seção 1

LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e Aprendizagem da Profissão Docente. Brasília: Liber

Livro, 2012.

PIMENTA, Selma G. A Didática como mediação na construção da identidade do professor:

uma experiência de ensino e pesquisa. In: ANDRÉ, M. e OLIVEIRA, M. R.(orgs.). Alternativas

do Ensino de Didática. Campinas: Papirus, 1997.

PIMENTA, S. G; Lima, M. S. L. Estágio e docência. São Paulo: Cortez Editora, 2004.

SCALABRIN, I. C.; MOLINARI, A. M. C. A importância da prática do estágio

supervisionado nas licenciaturas. UNAR, v. 17, n. 1, 2013.

Downloads

Publicado

2020-09-10 — Atualizado em 2020-09-15

Versões

Como Citar

Souza, I. M. de, Oliveira, L. M. de ., & Oliveira, R. M. S. R. . (2020). ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM PEDAGOGIA: ARTICULAÇÃO TEORIA E PRÁTICA NA FORMAÇÃO DO DOCENTE DO CURSO DE PEDAGOGIA. Revista Ciranda, 4(2), 87-94. https://doi.org/10.46551/259498102020020 (Original work published 10º de setembro de 2020)

Edição

Seção

Artigos