A perspectiva ambiental sustentada por saberes geográficos

Autores

  • Jussara Maria de Carvalho Guimarães Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Palavras-chave:

Geografia; saberes geográficos; meio ambiente; percepção.

Resumo

Propomo-nos, neste artigo, a apresentar algumas perspectivas sobre a questão ambiental, instaladas na disciplina Geografia, e suas contribuições para os desafios dos novos tempos. Sabemos que o debate sobre as questões ambientais, nas tendências atuais, têm motivado análises e discussões sobre o futuro do planeta, ameaçado pela produção e reprodução em que a natureza tornou-se mercadoria. Nesses debates, todas as ciências estão presentes e, particularmente, a Geografia, por ser aquela que mantem um estreito vínculo com o meio ambiente e uma das mais importantes dimensões da problemática ambiental – o espaço. Este artigo descreve, ainda, a crise ambiental surgida a partir do século XIX, passando pelo pensamento cartesiano e aproximando-se de um pensar sistêmico. Retrata, também, a função da Geografia frente às questões propostas, apresentando as perspectivas ambientais, incluindo a Geografia Médica ou da Saúde. Apresenta, ainda, a importância da percepção do ambiente pela Geografia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jussara Maria de Carvalho Guimarães, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Pedagoga, Mestre em Geografia – Educação Ambiental. Doutoranda em Geografia – Educação Ambiental, pela Universidade Federal de Uberlândia. Professora da Universidade Estadual de Montes Claros – Unimontes – e da Faculdades Pitágoras de Montes Claros (MG).

Referências

ARENDT, H. A Condição Humana. Rio de Janeiro: Forence Universitária, 1997. p. 11.

BRASIL, MEC . Parâmetros Curriculares Nacionais. Geografia 5ª a 8ª séries, Brasília/ DF, 1998. p. 19.

CAPRA, F. A. Teia da vida. São Paulo: Cultrix, 1996. p. 41.

______. O ponto de mutação: a ciência, a sociedade e a cultura emergente. São Paulo: Cultrix, 1987.

CARVALHO, A. P. A. Meio ambiente e saúde no município de Salvador. Tese de Doutorado. IGCE – UNESP. Rio Claro, 1997. p. 7.

CASTELLS, Manuel. A era informacional: economia, sociedade e cultura. Paz e Terra, 1998. p. 48.

CLAVAL, Paul. A geografia cultural. Florianópolis: UFSC, 1999. p. 33-55.

CUNHA, Sandra B.; GUERRA, A. J. T. A questão ambiental – diferentes abordagens. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

FERREIRA, B. W. et al. Psicologia Pedagógica. Porto Alegre: Sulina, 1997. p. 41.

LAGOSTE, Yves. Liquidar a geografia, liquidar a idéia nacional. In: VESENTINI, J. W. (Org.). Geografia e Ensino: Textos críticos. Campinas: Papirus, 1989, p. 69.

MENDONÇA, Francisco; KOZEL, Salete (Org.). Elementos de epistemologia da geografia contemporânea. Curitiba: UFPR, 2002. p. 48 a 169.

MERLEAU, Ponty M. Fenomenologia da percepção. São Paulo: Martins Fontes, 1994.

MESQUITA, O. V.; SILVA, S. T. (Org). Geografia e questão ambiental. In: AJARA, César. A abordagem geográfica: suas possibilidades no tratamento da questão ambiental. Rio de Janeiro: IBGE, 1993. p. 11.

______. In: MELLO, J. B. F. A humanização da natureza – uma odisséia para a (re)conquista do paraíso. 1993, p. 32.

MORAES, A. C. R. Geografia – pequena história crítica. 17. ed. São Paulo: HUCITEC, 1999. p. 47.

MORIN, Edgar. A cabeça bem-feita-repensar a reforma reformar o pensamento. 8. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003. p. 51, 74, 144.

NOVAES, Washington. A década do impasse – da Rio 92 a Rio + 10. São Paulo: Estação Liberdade: Instituto Socioambiental, 2002.

OLIVEIRA, Lívia de. Percepção ambiental e comportamento. São Paulo: IPSIS gráfica e editora S/A, 1997.

PARAGUASSU, Chaves C. A geografia médica ou da saúde: espaço e doença na Amazônia Ocidental. Porto Velho: EDUFRO, 2001. p. 34.

SANTOS, Milton. Por uma geografia nova. 3. ed. São Paulo: Hucitec, 1986. p. 81.

______. Saúde e ambiente no processo de desenvolvimento. São Paulo: USP, 2000. In: Conferência magna – I Seminário Nacional Saúde e Meio Ambiente no Processo de Desenvolvimento, 12/07/2000. p. 174.

______. Por uma outra globalização. São Paulo: Record, 2000. p.174.

TRIGUEIRO, André (Coord.). Meio ambiente no século 21. Rio de Janeiro: Sextante, 2003.

TUAN, Y. F. Topofilia – um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. São Paulo: DIFEL, 1980. p. 6.

______. Espaço e lugar. São Paulo: Difel, 1983.

VESENTINI, José W. Geografia e ensino: textos críticos. Papirus, 1989, p. 218.

VLACH, Vânia R. F. Sociedade moderna, educação e ensino de geografia. In: VEIGA, Ilma P. A.; CARDOSO, M. H. F. (Org). Escola fundamental: currículo e ensino. Campinas: Papirus, 1991, p. 179.

Downloads

Publicado

2004-12-31

Como Citar

GUIMARÃES, J. M. de C. A perspectiva ambiental sustentada por saberes geográficos. Revista Cerrados, [S. l.], v. 2, n. 01, p. 81–98, 2004. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/cerrados/article/view/2902. Acesso em: 18 jun. 2024.