A cana-de-açúcar no município de Capinópolis (MG) e o (re)ordenamento socioterritorial

Autores

  • Luiz Carlos Santos da Silva Universidade Federal de Goiás - UFG, Goiânia, Goiás, Brasil.
  • Estevane de Paula Pontes Mendes Universidade Federal de Goiás - UFG, Goiânia, Goiás, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.22238/rc24482692v14n22016p184a201

Palavras-chave:

Capinópolis (MG); Agroindústria canavieira; Migração. Crise.

Resumo

O presente artigo é parte dos resultados da dissertação de mestrado e tem como objetivo compreender as transformações socioespaciais no município de Capinópolis (MG) decorrentes da territorialização da agroindústria canavieira Vale do Paranaíba. Assim, buscamos entender os efeitos sociais na vida dos trabalhadores que migraram da região Nordeste do país ao município de Capinópolis (MG) para a atividade do corte de cana. A metodologia constitui-se pela revisão teórica dos autores que discutem a temática da cana-de-açúcar e a migração, bem como pela pesquisa documental, por meio de sites do IBGE, da SIAMIG e da Prefeitura de Capinópolis (MG), e pela pesquisa de campo, que nos deu a dimensão do problema aqui levantado. Em seguida, foram feitas as tabulações dos dados da pesquisa, os quais foram transformados em gráficos e fotos. Percebemos que dezenas de trabalhadores perderam seus empregos e foram obrigados a desempenhar outras atividades para poderem sobreviver.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Carlos Santos da Silva, Universidade Federal de Goiás - UFG, Goiânia, Goiás, Brasil.

Possui Graduação em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e Mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Atualmente é professor da Educação Básica da Rede Estadual de Minas Gerais.

Estevane de Paula Pontes Mendes, Universidade Federal de Goiás - UFG, Goiânia, Goiás, Brasil.

Possui Graduação em Geografia pela Universidade Federal de Goiás (UFG), Mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e Doutorado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Atualmente é Professora pela Universidade Federal de Goiás (UFG), Campus de Catalão.

Referências

ALVES, G. A. P.; ANTUNES, R. As mutações no mundo do trabalho na era da mundialização do capital. Educação e Sociedade, Campinas, v. 25, n. 87, p. 335-351, 2004.

CARVALHO, H. M. Impactos econômicos, sociais e ambientais devido à expansão da oferta do etanol no Brasil.2007. Disponível em:. Acesso em: 29 jun. 2013.

CASTRO, J. Geografia da fome. O dilema brasileiro: pão ou aço. Rio de Janeiro: Edições Antares, 1984. 348 p.

CONCEIÇÃO, A. L. ESTADO, CAPITAL E A FARSA DA EXPANSÃO DO AGRONEGÓCIO. Meridiano - Revista de Geografía, v. 01, p. 81-104, 2013.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Produção Agrícola Municipal: 1990-2001. Disponível em: <http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/tabela/protabl.asp?>. Acesso em: 22 abr. de 2015.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Produção Agrícola Municipal: 2001-2013. Disponível em: <http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/tabela/protabl.asp?>. Acesso em: 22 abr. 2015.

MENDONÇA, M. L.; PITTA T. F.; XAVIER, V. C. A agroindústria canavieira e a crise econômica mundial.São Paulo: Outras Expressões, 2012. v. 1.

OLIVEIRA, A. M. S. Reordenamento territorial e produtivo do agronegócio canavieiro no Brasil e os desdobramentos para o trabalho. 2009. 586 f. Tese (Doutorado em Geografia) FCT – UNESP, 2009, Presidente Prudente, 2009.

THOMAZ JR, A. Por trás dos canaviais os nós da cana: a relação capital-trabalho e o movimento sindical. São Paulo: Annablume/FAPESP, 2002. 388 p.

______. Por uma geografia do trabalho. Pegada (UNESP. Impresso), Presidente Prudente, v. esp., n. especial, p. 4-26, 2002.

______. Gestão e ordenamento territorial da relação capital-trabalho na agroindústria canavieira Brasil. Revista Pegada Eletrônica (Online), v. 11, p. 3-33, 2010.

______. Movimento sindical e práxis política na agroindústria sucro-alcooleira. ScriptaNova (Barcelona), Barcelona, v. 5, n.5, p. 1-10, 1997.

______. Os desafios para o movimento sindical no cenário de (re)definições do capital e reformas jurídico-institucionais causas das mudanças climáticas na terra. Ciência Geográfica, v. 3, n.7, p. 10-14, 1997.

Downloads

Publicado

2016-12-31

Como Citar

SANTOS DA SILVA, L. . Carlos; MENDES, E. de P. P. . A cana-de-açúcar no município de Capinópolis (MG) e o (re)ordenamento socioterritorial. Revista Cerrados, [S. l.], v. 14, n. 02, p. 184–201, 2016. DOI: 10.22238/rc24482692v14n22016p184a201. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/cerrados/article/view/1380. Acesso em: 24 maio. 2024.