As Minas Gerais do século XVIII: identidade nacional e formação territorial sob o olhar de Cláudio Manuel da Costa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22238/rc24482692v15n12017p130a155

Palavras-chave:

Geografia; Literatura; Vila Rica.

Resumo

Este trabalho, fruto da dissertação de Mestrado, tem como objetivo resgatar e compreender o modo pelo qual se processou a construção da identidade nacional e a formação territorial brasileira no contexto das Minas Gerais do século XVIII, buscou-se, desta feita, fazê-lo à luz das obras literárias dos poetas inconfidentes. Nesse sentido, a obra Vila Rica de Cláudio Manuel da Costa cumpre o papel de aliar Geografia e Literatura ao possibilitar o diálogo entre as manifestações artísticas do poeta e os componentes espaciais e temporais que compuseram a sociedade mineira do século XVIII. Para alcançar o objetivo proposto, foi fundamental analisar alguns elementos, tais como, o conceito de sertão e sua condição de ocupação e isolamento para o período, diretamente relacionado ao desenvolvimento e decadência do chamado “ciclo do ouro”, além da formação daquela sociedade e do estabelecimento de uma “identidade nacional”, responsáveis por delinear para as Minas Gerais a possibilidade de compor uma nação independente de Portugal. Desta forma, o enredo literário permitiu observar qual compreensão do intelectual Cláudio Manuel da Costa acerca daquele aquele espaço e tempo. Sua visão do mundo refletiu-se nas entrelinhas do texto literário, revelando percepções, opiniões e posições diferenciadas acerca daquela realidade, aspectos fundamentais do processo de construção da nacionalidade e da territorialidade brasileiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kárita de Fátima Araújo, Universidade Federal de Uberlândia – UFU, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil.

Possui Graduação e Mestrado em Geografia, ambos cursados pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Atualmente é Doutoranda em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia – UFU e Docente contratada na Universidade do Estado do Mato Grosso (UNEMAT).

Referências

ABREU, João Capistrano de. Capítulos de História Colonial (1500-1800). Rio de Janeiro: Sociedade Capistrano de Abreu, Livraria Briguiet, 1954.

ALCIDES, Sérgio. Estes Penhascos: Cláudio Manuel da Costa e a paisagem de Minas (1753-1773). São Paulo: Hucitec, 2003.

ANSELMO, Rita de Cássia Martin de Souza. Literatura e Geografia: aproximações e distanciamentos. In: III Encontro Nacional de História do Pensamento Geográfico e I Encontro Nacional de Geografia Histórica, nov. 2012, Rio de Janeiro, RJ. Anais (magnético). Rio de Janeiro, 2012.

ARAÚJO, K. de F.; SOUZA, R. de C. M. de. As Minas Gerais Setecentistas: Geografia e Literatura na obra do Inconfidente Cláudio Manuel da Costa. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 17, n. 57, p. 01–20, 2016.

ARRUDA, Maria Arminda do Nascimento. Mitologia da Mineiridade. São Paulo: Editora Brasiliense, 1990.

BARBOSA, Wademar de Almeida. Dicionário histórico geográfico de Minas Gerais. Belo Horizonte: Editôra Saterb, 1971.

CÂNDIDO, Antônio. Iniciação à literatura brasileira. Rio de Janeiro: Ouro Sobre Azul, 2010.

CARVALHO, José Murilo de. A formação das almas: o imaginário da República no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

COSTA, Cláudio Manuel da. “Cláudio Manuel da Costa”. In: C. M. da Costa. T. A. Gonzaga e I. J. de Alvarenga Peixoto. A poesia dos inconfidentes. Poesia completa de Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga e Alvarenga Peixoto. Org. Melânia Silva de Aguiar. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1996.

FONSECA, Cláudia Damasceno. Arraiais e Vilas De’lRei. Espaço e Poder nas Minas Setecentistas. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2011.

FREDERICO, Celso. A sociologia da literatura de Lucien Goldmann. Estudos Avançados [online], São Paulo, v. 19, n. 54, pp. 429-446, 2005.

GELLNER, Ernest. Nações e Nacionalismo. Lisboa: Gradiva, 1983.

GOLDMANN, Lucien. Ciências Humanas e Filosofia. São Paulo: Difel, 1976.

____________. A Sociologia do Romance. Rio de janeiro: Paz e Terra, 1976.

____________. Dialética e Cultura. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

HOBSBAWM, Eric J. Nações e Nacionalismo desde 1780. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.

LEITE, Dante Moreira. O Caráter Nacional Brasileiro.6 ed. São Paulo: Editora da UNESP, 2002.

LIMA JÚNIOR, Augusto de. A capitania das Minas Gerais (origem e formação). Belo Horizonte: Edição do Instituto de História, Letras e Arte, 1965.

MAGALHÃES, Basílio de. Expansão Geográfica do Brasil Colonial. São Paulo: Ed. Nacional, 1978.

MORAES, Antônio Carlos Robert. Território e História no Brasil. São Paulo: Annablume, 2008.

_________. Geografia Histórica do Brasil. São Paulo: Annablume, 2009.

MUZZI, Eliana S.; RIBEIRO, João; MALARD, Letícia; HELENA, Lúcia; FIGUEIREDO, Luciano; BANDEIRA, Manuel; LAPA, Manuel Rodrigues; AGUIAR, Melânia Silva de; PEREIRA, Paulo Roberto Dias. FILHO, Domício Proença (Org.). A poesia dos Inconfidentes. Poesia completa de Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga e Alvarenga Peixoto. Rio de Janeiro: Editora Nova Aguilar S.A., 1996.

PAULA, João Antonio de. Raízes da modernidade em Minas Gerais. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

RIBEIRO, João; PEREIRA, Paulo Roberto Dias; MUZZI, Eliana S.; MALARD, Letícia; HELENA, Lúcia; FIGUEIREDO, Luciano; BANDEIRA, Manuel; LAPA, Manuel Rodrigues; AGUIAR, Melânia Silva de. FILHO, Domício Proença (Org.). A poesia dos Inconfidentes. Poesia completa de Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga e Alvarenga Peixoto. Rio de Janeiro: Editora Nova Aguilar S.A., 1996.

ROMEIRO, Adriana. Revisitando a Guerra dos Emboabas: práticas políticas e imaginário nas Minas setecentistas. In: Modos de Governar - Ideias e práticas políticas no Império Português séculos XVI a XIX. BICALHO, Maria Fernanda & FERLINI, Vera Lúcia do Amaral (Orgs.). 1ª ed. São Paulo: Alameda, 2005.

ROVISCO, Maria Luís. Reavaliando as Narrativas da Nação – Identidade Nacional e Diferença Cultural. Portugal: Actas do IV Congresso Português de Sociologia, 1990.

SEVCENKO, Nicolau. Literatura como missão: tensões sociais e criação cultural na Primeira República. São Paulo: Brasiliense, 1983.

TORRES, João Camilo de Oliveira. O Homem e a Montanha. Introdução ao estudo das influências da Situação Geográfica para a Formação do Espírito Mineiro. Belo Horizonte: Livraria Cultura Brasileira, 1944.

VASCONCELOS, Diogo de. História Antiga de Minas Gerais. Belo Horizonte: Editora Itatiaia, 1974, 2 v.

VELLOSO, Mônica. Pimenta. O Mito da Originalidade Brasileira: a trajetória intelectual de Cassiano Ricardo (dos anos 20 ao Estado Novo). 1983. 190f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 1983.

VENÂNCIO, R. P. “Comércio e fronteira em Minas colonial”. IN: FURTADO, Júnia Ferreira. Diálogos oceânicos: Minas Gerais e as novas abordagens para uma história do Império Ultramarino português. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2001.

Downloads

Publicado

2017-06-30

Como Citar

ARAÚJO, K. de F. As Minas Gerais do século XVIII: identidade nacional e formação territorial sob o olhar de Cláudio Manuel da Costa. Revista Cerrados, [S. l.], v. 15, n. 01, p. 130–155, 2017. DOI: 10.22238/rc24482692v15n12017p130a155. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/cerrados/article/view/1345. Acesso em: 4 jul. 2022.