Por uma história da saúde do Vale do Jequitinhonha: reflexões sobre práticas populares de cura

For a history of health in the Vale do Jequitinhonha: reflections on popular healing practices

Autores

Palavras-chave:

Vale do Jequitinhonha, Curas, Populares, Saúde, Região

Resumo

O artigo reflete sobre as práticas populares de cura no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, especificamente em duas cidades da região. Para tanto, realizamos uma digressão por períodos específicos do século XIX e início do século XX, a fim de acompanhar como os agentes de cura populares foram alvo dos discursos da medicina científica no Brasil, no momento em que essa última pretendia afirmar sua hegemonia no campo do cuidado com a saúde. Em seguida, observamos os reflexos desse contexto em Diamantina, onde curadores populares foram envolvidos em processos criminais que pretendiam desqualificar as suas práticas. Por fim, no último tópico, com o auxílio da metodologia de História Oral, discutimos a permanência das práticas populares de cura na região, especialmente, benzeções e o uso de plantas medicinais. Argumentamos que, apesar do processo histórico de repressão aos “curadores” não médicos, as práticas populares de cura seguem presentes na sociedade e constituem elemento fundamental da identidade regional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Keila Auxiliadora Carvalho, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)

Professora Adjunta de História do Brasil Republicano e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM. Doutora em História pela Universidade Federal Fluminense - UFF. E-mail: keilaacarvalho@gmail.com. ORCID ID: https://orcid.org/0000-0001-7607-4557

Ramon Feliphe Souza, Casa de Oswaldo Cruz / FIOCRUZ

Mestre em História pelo Programa de Pós-graduação em História das Ciências e da Saúde da Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz. Doutorando em História pela mesma instituição. Graduado em Humanidades e História pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – UFVJM. E-mail: ramon.feliphe@live.com.  ORCID ID: https://orcid.org/0000-0001-7566-6323.

Referências

ALMEIDA, Diádiney Helena de. Hegemonia e contra-hegemonia nas artes de curar oitocentistas brasileiras. [Dissertação de Mestrado em História das Ciências e da Saúde]. Rio de Janeiro: Fundação Oswaldo Cruz, 2010.

CARVALHO, Keila Auxiliadora de. A Saúde pelo Progresso: A regulamentação do trabalho médico no Governo Vargas. Rio de Janeiro: Editora Multifoco, 2015.

CARVALHO, Keila Auxiliadora; SOUZA, Ramon Feliphe de. “O Elixir da Vida”: curas anunciadas nos periódicos diamantinenses do século XIX. Cadernos de Pesquisa do CDHIS, v. 29, n. 2, 2016.

CRUZ, Maria Jesus Barreto et al. Uso de plantas medicinais por famílias do Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais, Brasil. Infarma-Ciências Farmacêuticas, v. 27, n. 1, p. 38-48, 2015.

COSTA, Thaís Ribeiro et al. Espécies de uso múltiplo utilizadas pela população em uma área do Cerrado mineiro: diversidade e valoração de conhecimento. Heringeriana, v. 14, n. 2, p. 81-106, 2020.

FERREIRA, Luiz O. Ciência médica e medicina popular nas páginas dos periódicos científicos (1830-1840). In: CHALHOUB, Sidney [org.]. Artes de Curar no Brasil: capítulos de história social. Campinas – SP: Editora da Unicamp, 2003.

FIGUEREIDO, Betânia Gonçalves. A arte de curar: cirurgiões, médicos, boticários e curandeiros no século XIX em Minas Gerais. RJ: Vício de Leitura, 2002.

GUERRERO, Patrícia. Vale do Jequitinhonha: A região e seus contrastes. Revista Discente Expressões Geográficas, nº 05, ano V, p. 81 – 100. Florianópolis, 2009.

GOODWIN Jr., James William. Cidades de papel: Imprensa, Progresso e Tradição. Diamantina e Juiz de Fora, MG (1884 – 1914). [Tese de doutorado]. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2007.

NASCIMENTO, Elaine Cordeiro. Vale do Jequitinhonha: Entre a carência social e a riqueza cultural. Revista de artes e humanidades, Nº4, maio - Outubro de 2009.

NOGUEIRA, André Luís Lima. Entre cirurgiões, tambores e ervas: calunduzeiros e curadores ilegais em ação nas Minas Gerais (século XVIII). [Tese de doutorado]. Rio de Janeiro, COC/Fiocruz, 2013.

PIMENTA, Tânia S. Terapeutas populares e instituições médicas na primeira metade do século XIX. In: CHALHOUB, Sidney [org.]. Artes de Curar no Brasil: capítulos de história social. Campinas – SP: Editora da Unicamp, 2003.

REVEL, Jacques (org.). Jogos de escalas: a experiência da microanálise. Rio de Janeiro: Editora da FGV, 1998.

RIBEIRO, Palmira Margarida. Práticas de cura popular: uso de plantas medicinais e fitoterapia no Ponto de Cultura “Os Tesouros da Terra” e na Rede Fitovida na região serrana-Lumiar/Rio de Janeiro (1970-2010). [Dissertação de Mestrado]. Rio de Janeiro: COC/Fiocruz, 2014.

RIBEIRO, Ricardo. Mudando para continuar sendo: a organização de movimentos de atingidos por barragens no Vale do Jequitinhonha. In: ROTHMAN, Franklin Daniel (Org.). Vidas alagadas: conflitos socioambientais, licenciamento e barragens. Viçosa: Editora UFV, 2008.

SAADI, Allaoua. A geomorfologia da Serra do Espinhaço em Minas Gerais e de suas margens. Geonomos, 1995.

SANTOS, A. O. Saúde e Sagrado: Representações da Doença e Práticas de Atendimento dos Sacerdotes Supremos do Candomblé Jêje-Nagô do Brasil. Rev. Bras. Cresc. Desenv Hum., S. Paulo, 9(2), 1 999.

SERVILHA, Mateus de Morais. Quem Precisa de Região? O espaço (dividido) em disputa. Rio de Janeiro: Consequência, 2015.

SCHWARTZMAN, Simon. Formação da Comunidade Científica no Brasil. São Paulo: Campainha Editora Nacional, 1979.

SOUZA, Laura de Mello e. O diabo na terra de Santa Cruz. São Paulo: Cia. das Letras, 1986.

TORTORA, Gerard L; FUNKE, Berdell R. & CASE, Christine L., Microbiologia, 6ª edição, Artmed Editora, 2000.

VIEIRA, Lucas Lolli. Entre Deus e os fiés: Monsenhor Horta e a cura católica em Mariana (finais do século XIX e início do século XX). [Dissertação de Mestrado]. Rio de Janeiro: COC/Fiocruz, 2015.

VISCARDI, Claúdia M. R. Federalismo e cidadania na imprensa republicana (1870-1889). Tempo vol.18 nº. 32 Niterói, 2012.

Downloads

Publicado

2021-07-01

Como Citar

Carvalho, K. A. ., & Souza, R. F. . (2021). Por uma história da saúde do Vale do Jequitinhonha: reflexões sobre práticas populares de cura: For a history of health in the Vale do Jequitinhonha: reflections on popular healing practices. Revista Caminhos Da Historia, 26(2), 10–31. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/caminhosdahistoria/article/view/4339

Edição

Seção

Dossiê