Trabalho fora dos trilhos: impactos da privatização sobre os ferroviários no norte de Minas Gerais

Off the rails works: impacts of privatization on railroad workers in northern Minas Gerais

Autores

  • Gilmar Ribeiro dos Santos Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes)
  • Ricardo dos Santos Silva USP
  • Wagner de Paulo Santiago Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes)

Palavras-chave:

Norte de Minas Gerais, Ferrovia, Privatização, Ferroviários

Resumo

Este artigo descreve e analisa parte da história ferroviária na região Norte de Minas, ressaltando a importância socioeconômica da ferrovia, as relações de trabalho, especialmente entre os anos 1970 e a privatização da RFFSA, em 1996, e alguns impactos sofridos pelos ferroviários durante esse processo. A partir de entrevistas com ferroviários da ativa durante o processo de privatização, constatou-se perda significativa das referências de sociabilidade desse grupo no decorrer do período. Percebeu-se um sentimento de melancolia diante da possibilidade do fim da “identidade ferroviária” do grupo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gilmar Ribeiro dos Santos, Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes)

Doutor em Educação – PUC-SP. Professor Adjunto da Universidade Estadual de Montes Claros -
UNIMONTES. Agradece à FAPEMIG pelo apoio financeiro na modalidade de Bolsa de Incentivo à
Pesquisa e ao Desenvolvimento Tecnológico – BIPDT. E-mail: gilrds@uol.com.br

Ricardo dos Santos Silva, USP

Doutorando em Sociologia – USP. Bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e
Tecnológico - CNPq. E-mail: ricardosilva@usp.br

Wagner de Paulo Santiago, Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes)

Doutorando em Administração – UFMG. Professor Adjunto da Universidade Estadual de Montes
Claros – UNIMONTES. E-mail: wapasan@gmail.com.br

Referências

ABRAMO, Laís. O Resgate da Dignidade. São Paulo: Imprensa Oficial/Editora Unicamp, 1999.

ANASTASIA, Carla Maria Junho. A Sedição de 1736: estudo comparativo entre a zona dinâmica da mineração e a zona marginal do sertão agro-pastoril do São Francisco. Dissertação de Mestrado em Ciência Política. Departamento de Ciência Política. Universidade Federal de Minas Gerais, Minas Gerais, 1983.

ANTUNES, Ricardo. Riqueza e miséria do trabalho no Brasil. São Paulo: Boitempo, 2006.

BEAUD, Stéphane; PIALOUX, Michel. Retorno à condição operária: investigação

em fábricas da Peugeot na França. Tradução de Mariana Echalar. São Paulo: Boitempo, 2009.

BOTELHO, Tarcisio Rodrigues. Famílias e escravarias: demografia e família escrava no Norte de Minas Gerais no séc. XIX. Dissertação de Mestrado em História Social. Universidade de São Paulo, 1994.

BRAGA, Maria Ângela Figueiredo. Industrialização da Área Mineira da SUDENE

um estudo de caso. Dissertação de Mestrado em Ciências Sociais. Departamento

de Ciências Sociais. Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, Março de

CARDOSO, José Maria Alves. A Região Norte de Minas Gerais: um estudo da dinâmica de suas transformações espaciais. Dissertação de Mestrado. Departamento de Economia, Centro de Ciências Sociais aplicadas da Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 1996.

CARDOSO JÚNIOR, José Celso. Crise e desregulação do trabalho no Brasil. Tempo Social: Revista de Sociologia da Universidade de São Paulo, São Paulo, v. 13. n.º 2, p. 31-59, novembro de 2001.

CASTEL, Robert. As metamorfoses da questão social: uma crônica do salário. 5. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2005.CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede. Vol. I. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CAVALCANTI, Bianor Scelza. Reformas e políticas regulatórias na área de transportes. VII Congreso Internacional del CLAD sobre la Reforma del Estado y de la Administración Pública, Lisboa, Portugal, 8-11 Oct. 2002.

CENA, Juan Carlos. El Ferrocidio. – 2ª ed. – Buenos Aires: La Rosa Blindada, 2008.

CONTADORIA GERAL DE TRANSPORTES. Guia geral das estradas de ferro

e empresas de transportes com elas articuladas – G1. Rio de Janeiro/ São

Paulo, 1960.

COSTA, João Batista de Almeida. Cultura sertaneja: a conjugação de lógicas diferenciadas. In: SANTOS, Gilmar Ribeiro dos. Trabalho, cultura e sociedade no Norte de Minas Gerais: considerações a partir das Ciências Sociais. Montes Claros: Best Comunicação e Marketing, 1997.

CRUZ, Sebastião Carlos Velasco e. Trajetórias: capitalismo neoliberal e reformas

econômicas nos países da periferia. São Paulo: Editora UNESP, 2007.

GORZ, André. Misérias do Presente, Riqueza do Possível. São Paulo:

Annablume, 2004.

HARVEY, David. A condição Pós-Moderna. São Paulo: Loyola, 1992.

HOBSBAWM, Eric J. A era das revoluções: Europa 1789-1848. Tradução da Maria Tereza Lopes Teixeira e Marcos Penchel. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

LESSA, Simone Narciso. Trem de ferro: do cosmopolitismo ao sertão. 1993. 244 f. Dissertação (Mestrado em História) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas,

Universidade de Campinas, Campinas, 1993.

LIMA, Jacob Carlos. Participação, empreendedorismo e autogestão: uma nova

cultura do trabalho?. Sociologias. Porto Alegre, ano 12, nº 25, set/dez. 2010.

LOPES, Vânia Silva Vilas Boas. Impactos da privatização na gestão de pessoas: um estudo de caso em empresa do setor de transporte ferroviário de carga de Montes Claros – MG. 2000. 160 f. Dissertação (Mestrado em Administração) –Departamento de Ciências Administrativas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2000.

MAIA, Andréa Casa Nova. Memória(s) e Identidade(s) nos trilhos: História de Ferroviários brasileiros em tempos de neoliberalismo. In: Locus: revista de história, Juiz de Fora, v. 15, n. 1. p. 143-152, 2009.

MARONI, Amnéris. A estratégia da Recusa. São Paulo: Brasiliense, 1982.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Manifesto do partido comunista. Rio de

Janeiro: Livraria Editora Cátedra, 1985.

______. O capital: critica da economia política. 6ª ed. Rio de Janeiro: Civilização

brasileira, 1980. Livro 1. V.1.

MATA-MACHADO, Bernardo Novais da. História do sertão noroeste de Minas

Gerais. Belo Horizonte: Imprensa Oficial, 1991.

______. O capital: crítica da economia política. Tradução de Reginaldo

Santa’Anna. 8ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000. Livro II.

MELLO E SILVA, Leonardo Gomes. Trabalho em grupo e sociabilidade privada.

São Paulo: USP, Curso de Pós-Graduação em Sociologia: Ed. 34, 2004.

OFFE, Claus. Trabalho, a categoria sociológica chave?. In OFFE, Claus. Capitalismo

Desorganizado. São Paulo: Brasiliense, 1994.

RODRIGUES, Leôncio Martins. Destino do Sindicalismo. São Paulo: Edusp,

PEREIRA, Laurindo Mékie. A cidade do favor: Montes Claros em meados do

século XX. Montes Claros: Ed. Unimontes, 2002.

PEREIRA, Luiz Andrei Gonçalves. Planejamento e desenvolvimento: logística de transportes e exportações na mesorregião norte de Minas Gerais. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Social), Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento

Social. Universidade Estadual de Montes Claros, Montes Claros, 2010.

SANTOS, Gilmar Ribeiro dos; SILVA, Ricardo dos Santos. Desenvolvimento, elites regionais e desigualdades sociais no Norte de Minas Gerais. Argumentos,Montes Claros: Editora Unimontes, nº 4. Vol. 1, 2011.

SANTOS, Gilson Cássio de Oliveira. O mercado de trabalho formal em montes

claros – 1985-2006. Dissertação de Mestrado em Desenvolvimento Social.

Universidade Estadual de Montes Claros, Montes Claros, 2009.

SEGNINI, Liliana R. Petrilli. Ferrovia e Ferroviários: uma contribuição para a

análise do pode disciplinar na empresa. São Paulo: Autores Associados; Cortez,

SENNETT, Richard. A Corrosão do Caráter. São Paulo: Record, 1999.

SILVA, Josué Pereira da. Trabalho, Cidadania e Reconhecimento. São Paulo: Annablume, 2008.

SILVA, Ricardo dos Santos. Nos trilhos do capital: a ferrovia no processo de integração do Norte de Minas Gerais às relações capitalistas de produção. Dissertação de Mestrado em Desenvolvimento Social. Universidade Estadual de Montes Claros, Montes Claros/MG, 2011.

SILVA, Sergio. Expansão Cafeeira e Origens da Indústria no Brasil. 6ª ed. São Paulo: Editora Alfa-Omega, 1985.

Downloads

Publicado

2013-01-02

Como Citar

Ribeiro dos Santos, G., dos Santos Silva, R., & de Paulo Santiago, W. (2013). Trabalho fora dos trilhos: impactos da privatização sobre os ferroviários no norte de Minas Gerais: Off the rails works: impacts of privatization on railroad workers in northern Minas Gerais. Revista Caminhos Da Historia, 18(1), 67–90. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/caminhosdahistoria/article/view/3226

Edição

Seção

Dossiê