Entrevista com Joaze Bernardino-Costa (UnB)

Autores

Palavras-chave:

desigualdades, discriminações étnico-raciais

Resumo

No Dia da Consciência Negra, o Departamento de Ciências Sociais (DPCS) da Universidade Estadual de Montes Claros (UNIMONTES), Brasil, realizou, em caráter especial, uma entrevista virtual (live) com o sociólogo e professor Dr. Joaze Bernardino Costa, que atua no campo dos estudos do pós-colonialismo, das teorias decoloniais, dos intelectuais negros, das teorias da diáspora, das ações afirmativas e do trabalho doméstico, com ênfase na questão da condição das populações negras no Brasil. A entrevista foi realizada por Maria Railma Alves (doutora em Ciências Sociais, professora e chefe do Departamento de Ciências Sociais da UNIMONTES); Antônio Dimas Cardoso (doutor em Sociologia/UNB, professor do Departamento de Política e Ciências Sociais/UNIMONTES e do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Social – PPGDS/UNIMONTES); e Doriam Borges (doutor em Sociologia/IUPERJ, professor do Departamento de Ciências Sociais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ – e professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/PPCIS/UERJ).

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Railma Alves, Universidade Estadual de Montes Claros

Doutora em Ciências Sociais pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), professora da Universidade Aberta do Brasil e Departamento de Ciências Sociais da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), Brasil, e, também, coordenadora do Observatório das Desigualdades e Discriminações Étnico-raciais, da Unimontes. E-mail: railmalves@hotmail.com. ORCID: https://orcid.org/0000-0002-3604-8167.

Antônio Dimas Cardoso, Universidade Estadual de Montes Claros

doutor em Sociologia/UNB, professor do Departamento de Política e Ciências Sociais/UNIMONTES e do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Social – PPGDS/UNIMONTES

Doriam Borges, Universidade Estadual do Rio de Janeiro

Doutor em Sociologia pelo IUPERJ, professor adjunto do Instituto de Ciências Sociais e professor associado do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPCIS) da UERJ, Brasil. Também é coordenador do Laboratório de Análise da Violência (LAV-UERJ) e pesquisador do QUANTIDADOS: Pesquisa e Análise de Dados e do Núcleo de Estudos de Desigualdade de Gênero (NUDERG-UERJ). E-mail: doriamb@gmail.com. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-2109-6534.

Referências

BERNARDINO-COSTA, Joaze. Saberes Subalternos e Decolonialidade: os sindicatos das trabalhadoras domésticas no Brasil. Brasília: EdUnB, 2015.

CARNEIRO, Sueli (2005) A construção do outro como não-ser como fundamento do ser. (Tese de Doutorado – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade de São Paulo).

CÉSAIRE, Aimé. Lettre á Maurice Thorez. Paris: Presence Africaine, 1957.

COLLINS, Patricia Hill. Pensamento Feminista Negro. São Paulo: Boitempo, 2019.

DAVIS, Angela. A Liberdade é uma Luta Constante. São Paulo: Boitempo, 2018.

COX, Oliver C. Caste, Class and Race: a study in social dynamics. New York: Doubleday and Company, 1948.

COX, Oliver C. The foundations of capitalism. London: Peter Owen, 1959.

ELLISON, Ralph. Invisible Man. New York: Vintage Books, 1980.

FANON, Frantz . Pele negra, máscaras brancas. Salvador, EdUFBA, 2008.

FOUCAULT, Michel. Em Defesa da Sociedade. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

FRASER, Nancy. “Da redistribuição ao reconhecimento? Dilemas da justiça numa era pós-socialista”. Cadernos de Campo, São Paulo, n. 14/15, p. 231-239, 2006.

GONZALEZ, Lélia. A categoria político-cultural de amefricanidade. Tempo Brasileiro. Rio de Janeiro, n. 92/93, jan./jun., 1988.

GROSFOGUEL, Ramon. “Para uma visão decolonial da crise civilizatória e dos paradigmas da esquerda ocidentalizada”. In: Bernardino-Costa, Joaze; Maldonado-Torres, Nelson; Grosfoguel, Ramon (orgs.) Decolonialidade e Pensamento Afrodiaspórico. Belo Horizonte: Autêntica, 2018.

GROSFOGUEL, Ramon. A estrutura do conhecimento nas universidades ocidentalizadas: racismo/sexismo epistêmico e os quatro genocídios/epistemicídios do longo século XVI”. Estado & Sociedade, v. 31, n. 1, jan/abr. 2016, pp. 25-49.

HALL, Stuart. A questão multicultural. In: Sovik, Liv (org.) Da Diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte/Brasília: EdUFMG/ Unesco, 2003.

JAMES, C.R.L. Os Jacobinos Negros: Toussaint L’Overture e a revolução de São Domingos. São Paulo: Boitempo, 2000.

LUGONES, María. Colonialidad y género. Tabula Rasa, Bogotá, 9: pp. 73-101, julho-dezembro, 2008.

MBEMBE, Achille. Políticas da Inimizade. Lisboa: Antígona, 2017.

MBEMBE, Achille. Necropolítica: biopoder, soberania, estado de exceção, política da morte. São Paulo: n-1 edições, 2018.

NASCIMENTO, Abdias. “Quilombismo: um conceito emergente do processo histórico-cultural da população afro-brasileira”. In NASCIMENTO, Elisa Larkin (Org.). Afrocentricidade: uma abordagem epistemológica inovadora. São Paulo: Selo Negro, 2009.

QUIJANO, Anibal. “Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina”. In: LANDER, Edgardo (org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Buenos Aires, Clacso, 2005. p. 227-278.

RAMOS, Alberto Guerreiro. Introdução crítica à sociologia brasileira. Rio de Janeiro, Editorial Andes limitada, 1957.

RATTS, Alex. Eu Sou Atlântica: sobre a trajetória e vida de Beatriz Nascimento. São Paulo: Instituto Kuanza/Imprensa Oficial, 2007.

SANTOS, Boaventura de Sousa. A Gramática do Tempo: para uma nova cultura política. São Paulo: Cortez, 2006.

PIRES, Thula Rafaela de Oliveira. “Do ferro quente ao monitoramento eletrônico: controle, desrespeito e expropriação de corpos negros pelo Estado Brasileiro”. In: Flauzina, Ana; Freitas, Felipe; Vieira, Hector & Pires, Thula (orgs.) Discursos Negros: legislação Penal, Política Criminal e Racismo. Brasília: Brado Negro, 2015.

WALLERSTEIN, Immanuel. The modern world-system, Vol. I. New York: Academic Press, 1974.

Downloads

Publicado

2021-02-17

Como Citar

Alves, M. R., Cardoso, A. D. ., & Borges, D. (2021). Entrevista com Joaze Bernardino-Costa (UnB). Revista Argumentos, 18(1). Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/argumentos/article/view/3836

Edição

Seção

Dossiê

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)