Sobre a Revista

A Revista Argumentos é um periódico eletrônico do Departamento de Política e Ciências Sociais da Universidade Estadual de Montes Claros – UNIMONTES. Seu objetivo geral é estabelecer-se como um espaço de debate e intercâmbio nas Ciências Sociais a partir de uma perspectiva crítica. Sua área temática, portanto, abrange a Antropologia, Sociologia e Ciência Política.

Temos como público-alvo pesquisadores das Ciências Sociais e Humanas (acadêmicos, estudantes, membrxs de organizações sociais e da comunidade em geral). A Argumentos tem como idioma principal o português, mas recebe e publica pesquisas em espanhol e inglês. Sua periodicidade é semestral. Convidamos a submissão de artigos científicos públicos não publicados e originais, sujeitos a um processo de revisão por pares. Lançamos dois dossiês por ano, porém contamos com a recepção aberta e permanente de artigos durante todo o ano.

É importante destacar que a Argumentos teve seu início, de forma impressa, em 2004, com uma periodicidade anual. A partir de 2015, em versão ainda impressa, a Argumentos adota o formato semestral. Será, contudo, em 2017, que a revista passa a contar com seu ISSN eletrônico e é incorporada ao portal de periódicos da Universidade Estadual de Montes Claros, que conta com a plataforma OJS, e mantém rigorosamente a sua periodicidade semestral. Nesse mesmo periodo, a Argumentos adota uma política de inserção em bases de dados e indexadores nacionais e internacionais.

Atualmente, a Argumentos encontra-se nos indexadores com metadados Clase, DOAJ, Latindex, Redib, Sumarios.org, Diadorim, Periódicos de Minas, OAJI e JournalTOCS; nos indexadores de métricas Google Acadêmico e CiteFactor; e nos buscadores Periódico CAPES, Portal de Periódicos – ANPOCS, LatinREV – CLACSO, MIAR, Biblat e EZB. Cada artigo publicado pela Argumentos conta, ainda, com o sistema de identificação DOI (Digital Object Identifier).

 

"Vamos mudar o que valorizamos na pesquisa"

A Argumentos faz parte de um amplo grupo de periódicos internacionais que aderiram à Declaração de San Francisco sobre Avaliação da Pesquisa (DORA). Criado por um grupo de editores de periódicos acadêmicos, durante um evento cientifico, na cidade de São Francisco/EUA, em 2012, esse movimento exige novas formas de avaliação da produção cientifica por parte das agências de financiamento e instituições acadêmicas. Maiores informações sobre a DORA podem ser obtidas clicando no link abaixo:

https://sfdora.org/