Jogos Olímpicos e Paralímpicos na contemporaneidade: uma breve revisão literária da produção científica vigente

Contemporary Olympic and Paralympic Games: a brief literary review of current scientific production

Autores

Palavras-chave:

Jogos Olímpicos; Jogos Paralímpicos; Megaevento esportivo; Legados esportivos; Políticas de esporte.

Resumo

Confere-se a denominação de ‘Estudos Olímpicos’ ao conjunto de estudos, de caráter acadêmico, que apresenta os Jogos Olímpicos/Paralímpicos e/ou o Movimento Olímpico/Paralímpico - em suas diferentes manifestações - como temas, lócus ou aspecto da análise dos fenômenos esportivos. Nesta direção, pretende-se elaborar um breve levantamento da literatura acerca do tema, no Brasil, no século XXI, com o objetivo de fomentar estudos que articulem as temáticas do esporte, da cultura e da sociedade, apoiadas em teorias, conceitos e metodologias das Ciências Sociais. Ao seguir tal proposta, o dossiê proporciona estudos sobre a programação cultural e artística, bem como a respeito das participações sociopolíticas e esportivas da organização de edições recentes dos Jogos Olímpicos/Paralímpicos. Também estão presentes discussões acerca da relação entre preservação e Jogos Olímpicos, do percurso e da formação em pesquisa no campo dos Estudos Olímpicos no Brasil, da introdução de atletas da seleção brasileira feminina de voleibol sentado na prática esportiva paralímpica, além de um debate historiográfico sobre a pesquisa em história do esporte. Conta-se ainda com demais questões de equivalente importância, apreciações que se tornam ainda mais relevantes diante de um cenário em que o esporte brasileiro depende quase que inteiramente de dinheiro público.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ester Liberato Pereira, Universidade Estadual de Montes Claros

Doutora em Ciências do Movimento Humano (UFRGS), Professora do Departamento de Educação Física e do Desporto (DEFD) e do Programa de Pós-Graduação em História (PPGH) da Universidade Estadual de Montes Claros - MG (Unimontes), Brasil. Pesquisadora do Grupo de Estudos em História do Esporte e da Educação Física (GEHEF).

Karina Barbosa Cancella, Colégio Pedro II

Doutora em História Comparada (UFRJ), Professora do Departamento de Anos Iniciais do Colégio Pedro II, Pesquisadora do SPORT - Laboratório de História do Esporte e do Lazer (UFRJ) e do LEPPAR - Laboratório de Estudos, Pesquisas e Práticas Pedagógicas Antirracistas (Colégio Pedro II), Brasil.

Jimmy Medeiros, Escola de Ciências Sociais FGV /CPDOC

Doutor em Políticas Públicas (UFRJ), Pesquisador da Fundação Getulio Vargas, Coordenador de Ensino de Graduação da Escola de Ciências Sociais FGV CPDOC e Professor do Programa de Pós-graduação em História, Política e Bens Culturais, Brasil

Referências

DACOSTA, Lamartine Pereira. Estudos Olímpicos no Brasil. In: RUBIO, Katia; REPPOLD FILHO, Alberto; TODT, Nelson; MESQUITA, Roberto. Ética e compromisso social nos estudos olímpicos. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2007, p. 91- 101.

GUERREIRO, Renato de Carvalho et al. Was postponing the Tokyo 2020 Olympic and Paralympic Games a correct decision? Revista Brasileira de Medicina do Esporte, São Paulo, v. 26, n. 3, p. 191-195, Jun/2020. Disponível em: <https://www.scielo.br/pdf/rbme/v26n3/1806-9940-rbme-26-03-0191.pdf>. Acesso em: 11 jun. 2020.

GASTALDO, Edison. Sobre os estudos sociais do esporte: políticas acadêmicas de um campo em desenvolvimento. In: 35º Encontro da ANPOCS, Caxambú/MG, 2011.

GIGLIO, Sérgio Settani; AMARAL, Silvia Cristina Franco; RIBEIRO, Olívia Cristina Ferreira; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho (org.). Múltiplos olhares sobre os Jogos Olímpicos. São Paulo: Intermeios; Fapesp, 2018.

IOC. The Olympic Charter. Lausanne, 2010.

MARQUES, José Carlos; ROCCO JÚNIOR, Ary José (orgs.). Qual legado – Leituras e Reflexões sobre os Jogos Olímpicos Rio-2016/E-book. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2018.

MARQUES, Renato Francisco Rodrigues; DUARTE, Edison; GUTIERREZ, Gustavo Luis; ALMEIDA, José Júlio Gavião; MIRANDA, Tatiane Jacusiel. Esporte olímpico e paraolímpico: coincidências, divergências e especificidades numa perspectiva contemporânea. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v.23, n.4, p.365-77, out./dez. 2009.

MASCARENHAS, Fernando. Megaeventos esportivos e educação física: alerta de tsunami. Movimento (ESEFID/UFRGS), Porto Alegre, p. 39-67, jan. 2012. Disponível em: <https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/25260/17340>. Acesso em: 02 jul. 2020.

PILZ, Gunter A.. Sociologia do Esporte na Alemanha. Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 13, n. 23, p. 3-16, jul. 1999. Disponível em: <http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/2090>. Acesso em: 02 Jul. 2020.

RUBIO, Katia; REPPOLD FILHO, Alberto; TODT, Nelson; MESQUITA, Roberto. Ética e compromisso social nos estudos olímpicos. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2007.

TAVARES, Otávio; BELÉM, Cristiano; GODOY, Letícia; TURINI, Marcio; GOMES, Marta; TODT, Nelson. Estudos olímpicos, Academia Olímpica Brasileira – Educação Olímpica. In: DACOSTA, Lamartine Pereira (org.). Atlas do Esporte no Brasil: atlas do esporte, educação física a atividades físicas de saúde e lazer no Brasil. Rio de Janeiro: Shape, 2005, p.751-753.

TAVARES, Otávio. Quem são os vencedores e os perdedores dos Jogos Olímpicos? Pensar a Prática, Goiânia, v. 8, n. 1, p. 69-84, 2005.

Downloads

Publicado

2020-07-20

Como Citar

Liberato Pereira, E., Barbosa Cancella, K. ., & Medeiros, J. . (2020). Jogos Olímpicos e Paralímpicos na contemporaneidade: uma breve revisão literária da produção científica vigente: Contemporary Olympic and Paralympic Games: a brief literary review of current scientific production. Revista Argumentos, 17(2). Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/argumentos/article/view/3044

Edição

Seção

Dossiê