A EDUCAÇÃO FÍSICA E OS PRIMEIROS SOCORROS: A AÇÃO DO PROFESSOR DIANTE DOS CUIDADOS PRIMÁRIOS NOS MOMENTOS DE URGÊNCIA NA ESCOLA

Autores

  • Darley Lima Oliveira Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Rogério Othon Teixeira Alves Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Palavras-chave:

Professores, Educação Física Escolar, Primeiros Socorros.

Resumo

Introdução: A escola tem o dever de salvaguardar a integridade física do aluno. Assim, os Primeiros Socorros devem estar ligados diretamente no desenvolvimento das atividades físicas das crianças e adolescentes no ambiente escolar. Objetivo: Analisar e descrever o conhecimento dos professores de Educação Física sobre Primeiros Socorros na cidade de Montes Claros. Metodologia: O presente estudo caracteriza-se como sendo do tipo descritivo, com corte transversal e de caráter quali-quantitativo. Foram selecionadas aleatoriamente cinco escolas da rede pública Municipal e Estadual da cidade de Montes Claros – MG, para a realização do estudo. Resultados: A média de idade dos participantes da pesquisa está distribuída entre 27 e 43 anos de idade, com média de 33,80. Sendo que quatro professores declararam que atua na área há mais de 10 anos. Em relação a disciplina de Primeiros Socorros durante a graduação, nove professores responderam que tiveram tal disciplina e apenas um professor especificou que não teve a disciplina. Diante da qualidade da Disciplina, duas pessoas responderam que foram insuficientes, sendo representado por 20%. Três responderam que sim/suficiente totalizando 30%, apenas um respondeu ótimo/atende as necessidades para atuação na escola, sendo 10%, dois professores declararam que houve muita teoria, mas pouca prática; e apenas um participante da pesquisa respondeu que não lembra como foi desenvolvimento da disciplina, e um entrevistado não respondeu a esse questionamento. Para observar os acidentes/incidentes mais freqüentes durante as aulas de Educação Física, a tabela 6 mostra que três professores declararam que os acidentes mais freqüentes são choques e traumas e oito professores responderam que cortes e escoriações sendo 80%. Conclusão: Partindo do processo de averiguação dos dados deste trabalho, chega-se a conclusão que os conhecimentos sobre Primeiros Socorros dos professores participantes desta pesquisa são insuficientes, pois, a partir da analise dos questionários, percebe-se que os mesmos sentiram-se inseguros em respondê-lo, até mesmo sendo divergentes de uma resposta para outra, demonstrando incoerência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogério Othon Teixeira Alves, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Orientador.

Downloads

Publicado

2020-01-28

Como Citar

LIMA OLIVEIRA, D. .; OTHON TEIXEIRA ALVES, R. A EDUCAÇÃO FÍSICA E OS PRIMEIROS SOCORROS: A AÇÃO DO PROFESSOR DIANTE DOS CUIDADOS PRIMÁRIOS NOS MOMENTOS DE URGÊNCIA NA ESCOLA. RENEF, [S. l.], v. 5, n. 6, p. 43–44, 2020. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/renef/article/view/657. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Resumos de Monografias Unimontes

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)