AVALIAÇÃO DO EQUILÍBRIO EM IDOSOS DA CIDADE DE MONTES CLAROS

Autores

  • Darthya Souza Dias Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Adriana Tolentino Santos Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Maria de Fátima de Matos Maia Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Emily Christie Flávio Rodrigues Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

DOI:

10.35258/rn2018081100015

Palavras-chave:

Idosos; Equilíbrio; Quedas.

Resumo

Tendo em vista que a prática de atividade física supervisionada e realizada de forma correta pode auxiliar no aumento da força muscular, auxiliando na manutenção do equilíbrio, o presente estudo objetivou avaliar o equilíbrio em idosos da cidade de Montes Claros, Minas Gerais, com o intuito de identificar a probabilidade dos mesmos sofrerem quedas provocadas pela falta de estabilidade, contribuindo, assim, para o maior cuidado e atenção com os idosos em determinadas situações.  Para avaliação do equilíbrio foi utilizado como instrumento a Escala de Berg.  O teste foi realizado com 100 idosos de ambos os sexos, com idades entre 60 e 70 anos. Os participantes foram escolhidos de forma aleatória. Durante a aplicação dos testes os participantes não podiam estar utilizando nenhum tipo de auxílio para manter a estabilidade do corpo, bem como aceitaram espontaneamente fazer parte da pesquisa logo após a leitura e assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Para análise dos dados realizada uma análise de frequências percentuais e comparação através do teste t, com um nível de significância de p=0,05. Todos os dados foram analisados por meio do programa estatístico SPSS for Windows, versão 22. Os resultados indicam que a progressão da perda do equilíbrio se dá consequentemente ao aumento da idade, sendo esta relevante a partir dos 70 anos e mais frequente em idosos do sexo feminino do que no sexo masculino. Conclui-se com este estudo que quanto maior a idade dos idosos, maior o risco de quedas, sendo mais agravante nas mulheres do que nos homens da mesma faixa etária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Darthya Souza Dias, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Bacharel em Educação Física pela Unimontes, MG;

Adriana Tolentino Santos, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Mestre em Ciências da Saúde pela UTAD. Professora do Departamento de Educação Física da Unimontes, MG, Brasil.

Maria de Fátima de Matos Maia, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Doutora em Ciências do desporto pela UTAD. Professora Titular do Departamento de Educação Física da Unimontes, MG, Brasil.

Emily Christie Flávio Rodrigues, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Bacharel em Educação Física pela Unimontes, MG, Brasil.

Referências

ALFIERI, F. M.; WERNER, A.; ROSCHEL, A. B.; MELO, F. C.; SANTOS, K. I. S. Mobilidade funcional de idosos ativos e sedentários versus adultos sedentários. Brazilian Journal Biomotricity, v. 3, n. 1, p. 89-94, 2009.

AMBROSE, A.F.; PAUL, G.; HAUSDORFF, J. M. Risk factors for falls among older adults: a review of the literature. Maturitas, v. 75, n.1, p. 51-61, 2013.

BALOH, R.W.; YING, S.H.; JACOBSON, K.M. A longitudinal study of gait and balance dysfunction in normal older people. Archives of Neurology, v.60, p.835-839, 2003.

BECHARA, F.T.; SANTOS, S.M.S.; Efetividade de um programa fisioterapêutico para treino de equilíbrio em idosos. Revista de Saúde e Pesquisa, v. 1, n.1, p.15-20, 2008.

BERG, K.O.; WOOD-DAUPHINÉE, S.; WILLIAMS, J.I. The balance scale: reliability assessment with elderly residents and patients with an acute stroke. Scandinavian Journal of Rehabilitation Medicine, v.27, n.1, p.27-36, 1995.

BRITO, T.A.; COQUEIRO, R.S. ; FERNANDES, M.H. ; JESUS, C.S. Determinants of Falls in Community-Dwelling Elderly: Hierarchical Analysis. Public Health Nursing, v. 31, n. 4, p. 290-297, 2014.

BROWN, M.; SINACORE, D.R.; EHSANI, A.A.; BINDER, E.F.; HOLLOSZY, J.O.; KOHRT, W.M. Low-Intensity Exercise as a Modifier of Physical Frailty in Older Adults. Arch Phys Med Rehabil, v.81, p.960-965, 2000.

DIAS, B.B.; GÊNOVA, T.C.; MOTA, R.S.; PEREIRA, V.V.; PUCCINI, P. T.; TAMBORELLI, V. Aplicação da Escala de Equilíbrio de Berg para verificação do equilíbrio de idosos em diferentes fases do envelhecimento. Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano, v. 6, n. 2, p. 213-224, 2009.

DUCKHAM, R.L.; PROCTER-GRAY, E.; HANNAN, M.T.; LEVEILLE, S.G.; LIPSITZ, L.A.; LI, W. Sex differences in circumstances and consequences of outdoor and indoor falls in older adults in the MOBILIZE Boston cohort study. BMC Geriatrics, v.13, n.133, 2013.

FHON, J.R.S.; ROSSET, I.; FREITAS, C.P.; SILVA, A.O.; SANTOS, J.L.F.; RODRIGUES, R.A.P. Prevalence of falls among frail elderly adults. Revista de Saúde Pública, v.47, n.2, p. 266-273, 2013.

GAZZOLA, J. M. et al. Fatores associados ao equilíbrio funcional em idosos com disfunção vestibular crônica. Revista Brasileira de Otorrinolaringologia, v. 72, n. 5, p. 683-690, 2006.

GRAZIANO, K.U.; MAIA, F.O.M. Principais acidentes de causa externa no idoso. Gerontologia, v.7, p.133-9, 1999.

GRIMM, D.; MINION, L. Falls Resulting in Traumatic Injury Among Older Adults. AACN Adv Crit Care, v.22, n.2, p. 161-168, 2011.

GROISMAN, D. A velhice, entre o normal e o patológico. História, ciências, saúde - Manguinhos, v.9, n.1, 2002.

KELSEY, J.L.; PROCTER-GRAY, E.; HANNAN, M.T.; LI, w. Heterogeneity of falls among older adults: implications for public health prevention. Am J Public Health, v. 102, n. 11, p. 2149-2156, 2012.

MAIA, B.C.; VIANA, P.S.; ARANTES, P.M.M.; ALENCAR, M.A. Consequences of falls in older people living in community. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v.14, n.2, p. 381-393, 2011. Disponível em: < www.rbgg.com.br>. Acesso em 20 dez. 2017.

MENESES, Joana Gonçalves de. Quedas em idosos. 2016. 64 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Medicina, Geriatria, Universidade de Coimbra, Coimbra, 2016. Disponível em: . Acesso em: 29 dez. 2016.

MIYAMOTO, S. T. et al. Brazilian version of the Berg balance scale. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v.37, n.9, p.1411-1421, 2004.

NETTO M. P. Ciência do envelhecimento: abrangência e termos básicos e objetivos. In: FREITAS, E. V. Tratado de geriatria e gerontologia. São Paulo: Atheneu; 2006. Disponível em: . Acesso em: 20 dez. 2017.

NEVITT, M. C.; CUMMINGS, S. R.; HUDES, E. S. Risk factors for injurious falls: a prospective study. Journal of Gerontology, Medical Science, v. 46, n.5, p.164-170, 1991.

PERRACINI, M.R. Prevenção e manejo de quedas no idoso. Geriatria e Gerontologia. Periódico online. 2005. Disponível em: . Acesso em: 08 jan. 2018.

PERRACINI, M.R.; RAMOS, L.R. Fatores associados a quedas em uma coorte de idosos residentes na comunidade. Revista de Saúde Pública, v.36, n.6, p. 709-716, 2002.

POLLOCK, A. et al. What is Balance. In: BECHARA, F.T.; SANTOS, S.M.S.; Efetividade de um programa fisioterapêutico para treino de equilíbrio em idosos. Revista de Saúde e Pesquisa, v. 1, n.1, p.15-20, 2008.

PETRIDOU, E.T.; KYLLEKIDIS S.; JEFFREY, S.; CHISHTI, P.; DESSYPRIS, N.; STONE D.H. Unintentional injury mortality in the European Union: How many more lives could be saved? Scandinavian Journal of Public Health, v. 35, p. 278-287, 2007.

REBELATTO, J.R.; CASTRO, A.P.; SAKO, F.K.; AURICHIO, T.R. Equilíbrio estático e dinâmico em indivíduos senescentes e o índice de massa corporal. Revista de Fisioterapia em Movimento, v.21, n.3, p. 69-75, 2008.

ROBINOVITCH, S.N.; FELDMAN, F.; YANG, Y.; SCHONNOP, R.; LEUNG, P.M.; SARRAF, T. Video capture of the circumstances of falls in elderly people residing in long-term care: an observational study. Lancet, v.381, n. 9860, p. 47–54, 2013.

RUWER, S. L.; ROSSI, A. G.; SIMON, L. F. Equilíbrio no idoso. Revista Brasileira de Otorrinolaringologia, v.71, n.3, p.298-303, 2005.

SILVA, I.A.; AMORIM, J.R.; CARVALHO, F.T.; MESQUITA, L.S.A. Efeito de um protocolo de Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva (FNP) no equilíbrio postural de idosas. Rev. Fisioterapia e Pesquisa, v.24, n.1, p.62-67, 2017.

SOARES, A. V. et al. Estudo comparativo sobre propensão de quedas em idosos institucionalizados e não institucionalizados através do nível de mobilidade funcional. Fisioterapia Brasil, v. 4, n. 1, p. 13-17, 2003.

VALENTIM, F.C.V. Avaliação do equilíbrio postural em idosos institucionalizados através da Escala de Equilíbrio de Berg. 2007. Tese (Mestrado em Promoção da Saúde) – Universidade de Franca, 2007.

VERAS, R. P. Atenção preventiva ao idoso. Uma abordagem de saúde coletiva. In: PAPALÉO NETTO, M. Gerontologia. São Paulo: Atheneu, 1996.

Downloads

Publicado

2020-01-22

Como Citar

SOUZA DIAS, Darthya; TOLENTINO SANTOS, Adriana; DE FÁTIMA DE MATOS MAIA, Maria; CHRISTIE FLÁVIO RODRIGUES, Emily. AVALIAÇÃO DO EQUILÍBRIO EM IDOSOS DA CIDADE DE MONTES CLAROS. RENEF, [s. l.], v. 8, n. 11, p. 65–77, 2020. DOI: 10.35258/rn2018081100015. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/renef/article/view/548. Acesso em: 24 jul. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)