A QUESTÃO DA TÉCNICA EM HEIDEGGER E O IMPACTO SOBRE AS FORMAS-DE-VIDA

Autores

  • Sandro Luiz Bazzanella

Resumo

O presente artigo faz referência a pensadores que constataram  constatam ao longo do século XX a centralidade da técnica na conformação das formas-de-vida na contemporaneidade. Na sequência apresenta perspectivas analíticas sobre a técnica de natureza prometeica, que vislumbram nos seus desenvolvimentos e imperativos o caminho do progresso e do desenvolvimento humano e social. Em seu contraponto apresentam-se as análises de natureza faústica que apontam para os efeitos indesejáveis, senão os riscos para as formas-de-vida, para o mundo enquanto lugar do ser aí, advindas da crença na técnica como promotora do progresso e do desenvolvimento. Neste contexto a reflexão de Heidegger sobre a questão da técnica situa-se a partir de uma visão faústica. O filósofo da floresta negra adverte para o fato de que compreender a técnica e seu impacto sobre as formas-de-vida requer ir além de sua característica instrumental, vinculada ao modo de fazer e intervir no mundo, na natureza e nas formas de manifestação da vida. É preciso compreender a essência da técnica, seu modo de desvelamento do ser e, neste desvelamento a armação que se estabelece ocultando a violência do desocultamento. Trata-se para Heidegger  de questionar a essência da técnica e, ao fazê-lo anunciar o perigo de sua essencialização ao abarcar a totalidade das manifestações existenciais, na aridez da instrumentalidade como meio e fim em si mesmo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandro Luiz Bazzanella

 

Possui graduação em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Dom Bosco (1989). Mestrado em Educação e Cultura pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2003) e, doutorado em Interdisciplinar em Ciências Humanas pela Universidade Federal de Santa Catarina (2010). Atualmente é professor titular de filosofia da Universidade do Contestado na graduação no Programa de Mestrado em Desenvolvimento Regional. Tem experiência na área de filosofia política conemporânea dialogando com autores como Nietzsche e Agamben e, atuando nas seguintes áreas temáticas: História da filosofia, filosofia da história, filosofia política e ética, técnica, Estado e biopolítica. Foi coordenador do Programa de Mestrado em Desenvolvimento Regional da Universidade do Contestado no biênio 2014/2015 e é Editor-Chefe da Revista Profanações.

Downloads

Publicado

2020-01-07

Como Citar

Luiz Bazzanella, S. . (2020). A QUESTÃO DA TÉCNICA EM HEIDEGGER E O IMPACTO SOBRE AS FORMAS-DE-VIDA. Revista Poiesis, 16(1), 247 - 266. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/poiesis/article/view/195

Edição

Seção

Artigos