AFETIVIDADE E DEJECÇÃO: UM ESTUDO DE CASO DA ESTRUTURA DO SENTIMENTO DE RESPEITO

  • Róbson Ramos dos Reis
  • Pedro Igor Araújo

Resumo

o presente artigo consiste em uma apresentação da teoria dos estados-de-ânimo proposta por Martin Heidegger dentro do quadro da analítica existencial e de uma reconstrução da interpretação heideggeriana do sentimento de respeito realizada em conexão com a doutrina moral kantiana. O trabalho se inscreve dentro do panorama de debates relativos ao problema das condições da normatividade, de modo que consideramos a estrutura dos estados-de-ânimo, sobretudo, em sua relação com o fenômeno da vinculação a normas. A hipótese que orienta a apresentação é a de que se existe um componente necessário envolvido nas condições da intencionalidade, ele deve revelar-se afetivamente determinado. Salientamos a referência ao elemento afetivo próprio ao modo de ser do Dasein como constitutiva da normatividade da abertura de mundo. A compreensão do modo de ser do ente capaz de reconhecer-se enquanto normativamente orientado atravessa desde sempre o direcionamento intencional a regras e são os estados-de-ânimo que possibilitam ao Dasein acessar algo sobre si mesmo. Desse modo, destacamos o momento da dejecção com o objetivo de evidenciar a relação entre a determinação afetiva da significação e a compreensão do modo de ser da existência enquanto caracterizada pela sustentação apropriada de uma identidade prática. A análise do sentimento de respeito destaca-se por permitir a elaboração do componente afetivo que acompanha a vinculação a normas de modo privilegiado. A interpretação conduzida por Heidegger demonstra em que sentido a estrutura intencional do respeito torna manifesto ao sujeito moral seu caráter de agente. Ficará indicado de que modo a manifestação do si mesmo a partir de uma configuração afetiva instituída na submissão a uma norma corresponde a um caso especial de análise dos estados-de-ânimo e compreende uma contribuição para o tratamento da questão da normatividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-01-06
Como Citar
Ramos dos ReisR., & Igor AraújoP. (2020). AFETIVIDADE E DEJECÇÃO: UM ESTUDO DE CASO DA ESTRUTURA DO SENTIMENTO DE RESPEITO. Revista Poiesis, 16(1), 211 - 227. Recuperado de //www.periodicos.unimontes.br/index.php/poiesis/article/view/188
Seção
Artigos