A METAFÍSICA E A POÉTICA DE DOSTOIÉVSKI A PARTIR DA NOÇÃO EXISTENCIALISTA HEIDEGGERIANA

  • Daniel Schiochett

Resumo

Nosso objetivo no presente ensaio é explorar uma possível crítica à metafísica a partir da noção de idéia em Problemas da Poética de Dostoiévski do crítico literário russo Mikhail Bakhtin. Este autor, a partir de uma crítica literária a Dostoiévski, reformula a noção de idéia tornando-a imagem de uma personagem concreta. Nossa leitura relaciona o fundo onde as idéias são construídas, a polifonia, com a faticidade e existência do ser-aí heideggeriano. Assim como a faticidade do ser-aí possibilita a crítica à metafísica a partir de uma ontologia fundamental, a noção de idéia de Bakhtin, aliada ao conceito de polifonia, aponta para a crítica a todo discurso centralizador/exterior, e nesse sentido metafísico, que não vê na concretude das personagens o fundamento para qualquer posição diante do mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-12-26
Como Citar
SchiochettD. (2019). A METAFÍSICA E A POÉTICA DE DOSTOIÉVSKI A PARTIR DA NOÇÃO EXISTENCIALISTA HEIDEGGERIANA. Revista Poiesis, 16(1), 56 - 70. Recuperado de //www.periodicos.unimontes.br/index.php/poiesis/article/view/15
Seção
Artigos