AVALIAÇÃO DOS FATORES PSICOSSOCIAIS NA ACEITAÇÃO DE TECNOLOGIA: UMA ANÁLISE DO SISTEMA ELETRÔNICO DE INFORMAÇÃO (SEI) NA POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL

Autores

  • Luiz Henrique Lima Faria Universidade Metodista de Piracicaba - Unimep
  • Eduardo Valentin Cozzer Universidade Federal Do Espírito Santo (Ufes)

DOI:

https://doi.org/10.46551/epp2021936

Resumo

Resumo: Os anos que se seguiram a virada do século XXI nos trouxeram um crescimento tecnológico exponencial, em especial na área de tecnologias da informação e comunicação. Estudos demonstram que fatores psicossociais exercem grande influência na aceitação de novas tecnologias pelos indivíduos. Este trabalho tem por objetivo analisar os fatores psicossociais que afetam a aceitação e uso do Sistema Eletrônico de Informação (SEI) na Polícia Rodoviária Federal. A pesquisa foi reali- zada com
servidores da PRF no Estado do Espírito Santo, aplicando-se uma adaptação do modelo UTAUT (Teoria Unificada de Aceitação e Uso de Tecnologia). A metodologia examinou relações entre variáveis e testou algumas hipóteses. Os resultados mostraram que três dos construtos analisados não possuem significância suficiente para contribuir com a acurácia preditiva do modelo adaptado. São eles: Ansiedade, Autoeficá- cia e Influência Social. Entretanto é possível comprovar que os demais construtos analisados, quais sejam, Atitude, Expectativa de Esforço, Ex- pectativa de Desempenho, Condições Facilitadoras e Intenção de Uso, apresentam uma capacidade preditiva de grau moderado a substancial para o modelo, em relação à Intenção de Uso, com valor aproximado de 69%. Enquanto com relação ao Comportamento de Uso o modelo apre- senta acurácia de 27%, o que representa um grau de fraco a moderado.

Palavras-chave: aceitação de tecnologia, gestão pública, governo eletrônico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Henrique Lima Faria, Universidade Metodista de Piracicaba - Unimep

Doutor em Administração pela Universidade Metodista de Piracicaba - Unimep (2016).

Eduardo Valentin Cozzer, Universidade Federal Do Espírito Santo (Ufes)

Mestrado profissionalizante em Gestão Pública pela Universidade Federal Do Espírito Santo (2020).

Referências

BRAGA, L. V.; GOMES, R. C. Participação Eletrônica e suas Relações com Governo Eletrônico, Efetividade Governamental e Accountability. Organizações & Sociedade, v. 23, n. 78, p. 487-506, 2016.

MACADAR, M. A., LUCIANO, E. M., & LOPES, K. M. G. Utilização de teorias nas pesquisas em governo eletrônico: reflexões iniciais sobre pesquisas brasileiras. Revista Eletrônica de Sistemas de Informação, v. 16, n. 1, p. 1-23, 2017.

MEIJER, Albert; BEKKERS, Victor. A metatheory of e-government: Creating some order in a fragmented research field. Government Information Quarterly, v. 32, n. 3, p. 237-45, 2015.

DINIZ, Eduardo H. O governo eletrônico no Brasil: perspectiva histórica a partir de um modelo estruturado de análise. Revista de Administração Pública, nº 43. Rio de Janeiro, FVG/EBAPE, 2005.

BRAGA, L. V.; GOMES, R. C. Participação Eletrônica e suas Relações com Governo Eletrônico, Efetividade Governamental e Accountability. Organizações & Sociedade, v. 23, n. 78, p. 487-506, 2016.

MENDOZA QUISPE, Fiamma Eva. Uma contribuição aos padrões de acessibilidade do governo eletrônico brasileiro: priorização de recomendações para aplicações móveis. 2018. Dissertação (Mestrado em Sistemas de Informação) - Escola de Artes, Ciências e Humanidades, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018.

OECD. Organization for Economic Co-Operation Development.Digital Government Review of Brazil: Towards the Digital Transformation of the Public Sector. Paris: OECD Publishing - OECD Digital Government Studies, 2018.

FARIA, L. H. L.; GIULIANI, A. C. Aceitação de novas tecnologias no âmbito da justiça do trabalho: uma análise a partir de usuários do pje (processo judicial eletrônico) no tribunal regional do trabalho da 17ª região (TRT-ES). RISCI,v. 12, n. 2, p. 48-53, 2015.

AJZEN, I. The Theory of Planned Behavior. Organizational Behavior and Human Decision Processes, v. 50, p 179-211, 1991.

BROWN, S. A.; VENKATESH, V. Model of adoption of technology in the household: a baseline model test and extension incorporating household life cycle. MIS Quarterly,v. 29, n. 4, p. 399-426, 2005.

FARIA, L. H. L.; TEIXEIRA, R. B.; CORADINE, N. S.; SOUZA, B. N. C. Aceitação e uso de novas tecnologias na educação: uma análise sobre a utilização de jogos sérios para o aprendizado da disciplina simulação. RISCI, v. 14, p. 61, 2017.

VENKATESH, V.; MORRIS, M. G.; DAVIS, G. B.; DAVIS, F. D. User acceptance of information technology: toward a unified view. MIS Quarterly, v. 27, n. 3, p. 425-478, 2003.

VENKATESH, V.; MORRIS, M. G.; DAVIS, G. B.; DAVIS, F. D. User acceptance of information technology: toward a unified view. MIS Quarterly, v. 27, n. 3, p. 425-478, 2003.

HAIR, F. H.; HULT, G. T. M.; RINGLE, C. M.; SARSTEDT, M. Aprimer on partial least squares structural equation modeling (PLS-SEM). Los Angeles: SAGE. 2014.

Downloads

Publicado

2022-09-05

Edição

Seção

Artigos