Das civilizações antigas à idade contemporânea: uma análise histórica da evolução do Direito

From ancient civilizations to the contemporary age: a historical analysis of the evolution of Law

Autores

  • Alysson Luiz Freitas Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes)
  • Noêmia Coutinho Pereira Lopes Faculdades Santo Agostinho
  • Antônio Maria e Silva Faculdades Santo Agostinho

Palavras-chave:

Direito, Civilizações antigas, Evolução

Resumo

O presente trabalho tem como foco central o desenvolvimento do Direito enquanto Ciência Jurídica ao longo dos séculos. Fora analisado a esfera jurídica das principais Civilizações Antigas, contrapondo com o Direito Pós-Moderno. O objetivo deste artigo é apresentar as semelhanças entre os institutos jurídicos presentes na Idade Antiga e na Idade Contemporânea e como tais permitiram a construção de todo Ordenamento Jurídico. Nessa perspectiva, realizamos o estudo de quatro civilizações distintas da Idade Antiga (Civilização Agrafa, Mesopotâmia, Grécia e Roma) e seus respectivos instrumentos jurídicos. Funda-se tal estudo na observância da notória semelhança – e até mesmo réplica – de tais instrumentos presentes no Ordenamento Jurídico Brasileiro. Sendo assim, apontamos como tese a importância do Direito das Civilizações Antigas como base para a evolução e lapidação do Direito Pós-Moderno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alysson Luiz Freitas, Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes)

Professor de História de Direito das Faculdades de Direito Santo Agostinho (FADISA). Doutor em
história pela Universidade de São Paulo (USP). Professor do Programa de Pós-Graduação de História
(PPGH) da UNIMONTES. E-mail: alfluiz@yahoo.com.br

Noêmia Coutinho Pereira Lopes, Faculdades Santo Agostinho

Professora de Português Jurídico das Faculdades de Direito Santo Agostinho (FADISA). Especialista em
Linguística Aplicada ao Português e Mestranda em Literatura Brasileira (UNIMONTES). E-mail:
noemiacoutinho@hotmail.com

Antônio Maria e Silva, Faculdades Santo Agostinho

Acadêmico do 5º período do curso de Direito das Faculdades de Direito Santo Agostinho (FADISA). Email:
antoniomariaesilva@gmail.com

Referências

Fontes

JOHNS, Claude Hermann Walter (rev.) The encyclopaedia britannica: código de Hammurabi. 11. ed. M.A. Litt.D, 1910. Disponível: <http://www.faimi.edu.br/revistajuridica/downloads/numero6/codigo.pdf>.

Referências

ARENDT, Hannah. Eichmann em Jerusalém: um relato sobre a banalidade do

mal.14. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

BARROS, José de Assunção. Teoria da História: os primeiros paradigmas. Rio de Janeiro: Vozes, 2011.

CASTRO, Flávia Lages de. História do direito geral e do Brasil. 7. ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2009.

FREYRE, Gilberto. Casa-grande & senzala: formação da família brasileira sob o regime da economia patriarcal. 48. ed. São Paulo: Global, 2003.

FREITAS, Alysson Luiz; MENDES, Renat Nureyev. Diálogo entre história e direito: conceitos, convergências e outros apontamentos. Revista da Faculdade de Direito de Uberlândia, v.41-2, p. 227-240, 2013.

HOBSBAWM, Eric J. Era dos extremos: o breve século XX:1914 – 1991. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

WOLKMER, Antônio Carlos (Org.) Fundamentos de História do Direito. 8. ed. Belo Horizonte: Del Rey, 2014.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Luiz Freitas, A., Coutinho Pereira Lopes, N., & Maria e Silva, A. (2014). Das civilizações antigas à idade contemporânea: uma análise histórica da evolução do Direito: From ancient civilizations to the contemporary age: a historical analysis of the evolution of Law. Revista Caminhos Da Historia, 19(2), 43–64. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/caminhosdahistoria/article/view/3186

Edição

Seção

Artigos Livres