SOBRE A IMPLANTAÇÃO DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL NA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

Autores

  • ALICE ABI-EÇAB

Resumo

A proposta do artigo é discutir a questão da ausência do curso de graduação em Serviço Social em uma das mais renomadas academias latino-americanas: a Universidade de São Paulo. Trata-se de uma pesquisa documental e bibliográfica, pioneira acerca do objeto, a qual culminou na dissertação de mestrado que versa sobre a urgente necessidade de problematizar o quadro exposto, sabendo-se que já existe um projeto pedagógico completo alinhado ao projeto ético-político profissional, cujo foi publicado na revista Temporalis no ano de 2002. À luz da teoria social marxista (materialismo histórico e dialético), o artigo analisa os fenômenos sociais em seu complexo e contraditório processo de produção e reprodução, identificando as forças em confronto no interior dessa dinâmica. O objeto não deve ser analisado como fato em si, mas como parte estrutural do todo social e sob o prisma da defesa de direitos. Como possíveis motivos para a não implantação, apontam-se a correlação de forças no ambiente institucional da Universidade de São Paulo e a desmobilização da categoria profissional de assistentes sociais na luta pela efetiva implantação do curso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-02-17

Como Citar

ABI-EÇAB, A. (2020). SOBRE A IMPLANTAÇÃO DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL NA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Revista Serviço Social Em Perspectiva, 1(2), 125–151. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/sesoperspectiva/article/view/974