DIREITOS HUMANOS E MORADIA: IMPLICAÇÕES PARA O SERVIÇO SOCIAL

Autores

  • Carla Graziela Rodegueiro Barcelos Araújo Universidade Católica de Pelotas - UCPEL
  • Cristine Jaques Ribeiro Universidade Católica de Pelotas - UCPEL
  • Nino Rafael Medeiros Kruger Universidade Católica de Pelotas - UCPEL

Palavras-chave:

Direito à moradia. Direitos Humanos. Serviço Social

Resumo

O presente artigo tem o objetivo de analisar a relação dos temas dos direitos humanos e da moradia, apresentando o cenário das ciências sociais aplicado como ambiente profícuo para sua construção. Para tanto, identifica a questão do direito à moradia como direito social, reconhecendo a importante relação com o Projeto ético-político-profissional do Serviço Social. A intenção é produzir uma escrita que elimine problematizações acerca do tema. Assim, são apresentadas as lutas sociais no Brasil para a efetivação do direito à moradia, bem como, os acordos e as legislações internacionais deste direito enquanto direito humano. Expõe, ainda, a implicação do Serviço Social e do Projeto Ético-Político no compromisso critico com a defesa do direito à moradia como direito social e humano. Por fim, considera o direito à moradia como direito absoluto na constituição brasileira, mas que sofre condicionamento frente ao direito à propriedade. Tal questão desafia a profissão a enfrentar os processos de segregação e desigualdade socioambiental que sofre a população trabalhadora no que se refere à exploração da terra e do território.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carla Graziela Rodegueiro Barcelos Araújo, Universidade Católica de Pelotas - UCPEL

Assistente Social, Mestre em Política Social pela UCPel, doutoranda em Politica Social e Direitos
Humanos pela UCPel. Professora no curso de Serviço Social da Universidade Católica de Pelotas.

Cristine Jaques Ribeiro, Universidade Católica de Pelotas - UCPEL

Graduada em Serviço Social pela Universidade Católica de Pelotas. Mestre em Serviço Social pela
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Doutora em Serviço Social pela Pontifícia
Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Atualmente professora Adjunta do curso de Serviço
Social e Programa de Pós Graduação em Política Social e Direitos Humanos da Universidade
Católica de Pelotas.

Nino Rafael Medeiros Kruger, Universidade Católica de Pelotas - UCPEL

Mestrando em Politicas Sociais e Direitos Humanos pela Universidade Católica de Pelotas
(UCPEL), onde é bolsista CAPES. Graduado em Serviço Social pela mesma instituição. Foi bolsista
de iniciação cientifica no projeto 'Alimentação enquanto Direito Humano e sua relação com o
Programa Camponês no Estado do Rio Grande do Sul'. Atuou como secretário nacional da Rede de
Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (Rede de ITCP's);

Downloads

Publicado

2020-01-15

Como Citar

Graziela Rodegueiro Barcelos Araújo, C., Jaques Ribeiro, C., & Rafael Medeiros Kruger, N. (2020). DIREITOS HUMANOS E MORADIA: IMPLICAÇÕES PARA O SERVIÇO SOCIAL. Revista Serviço Social Em Perspectiva, 2(1), 204–222. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/sesoperspectiva/article/view/367