RELATO DE EXPERIÊNCIA ACERCA DO EVENTO 1ª MESA REDONDA SOBRE TABUS ESCOLARES: POR QUE NÃO FALAR?

  • Sany Mariane Barbosa de Abreu Fonseca Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Dayvid Kayke Ferreira Santana Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Cleison Marciel Pereira Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Nágilla Santa Rosa Cordeiro1 Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Rhaonay Junqueira Reis Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Resumo

Este relato de experiência oriunda de um evento que buscou discutir a necessidade e importância de debates que circundam os Tabus Escolares sendo abordado num contexto que cultive a necessidade de ser trabalhado, expressado, debatido e contextualizado no âmbito escolar. De acordo com Guérios (1954, p.7) “Tabus pode ser traduzido por sagrado proibido, vem a ser abstenção ou proibição de (...) dizer qualquer coisa sagrada ou temida”. A metodologia discorre da observação do evento I mesa redonda sobre tabus escolares. Por que não falar? Realizado no dia 17 de maio de 2019 no Auditório do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). O evento proporcionou a reflexão e aprendizado acerca dos temas: sexualidade, racismo, gênero e feminismo, associados a Tabus Escolares, vislumbrando falas que em momentos polemizou o público presente. Os assuntos abordados, sendo tabus, afloraram nos participantes um leque de pensamentos/sentimentos intrínsecos, ora bons, ora ruins, de acordo com a perspectiva alheia, associados à formação individual. A problematização se expandiu para redes sociais através de um trecho de um pequeno vídeo conjugado a uma fala que distorceu o contexto do evento, levando a associar o verdadeiro significado do termo tabu, que nem todos estão abertos a novas visões. Concluímos que, os tabus, por serem temas ditos impróprios, quando são mencionados atraem olhares de espantos e incredulidade, o que aponta ainda mais a necessidade de trabalhar esses temas, entendendo que a naturalidade advém da prática de discussões que proporcionam determinado conhecimento.

Biografia do Autor

Sany Mariane Barbosa de Abreu Fonseca, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Acadêmicos do Curso Educação Física - Licenciatura Unimontes.

Dayvid Kayke Ferreira Santana, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Acadêmicos do Curso Educação Física - Licenciatura Unimontes.

Cleison Marciel Pereira, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Acadêmicos do Curso Educação Física - Licenciatura Unimontes.

Nágilla Santa Rosa Cordeiro1, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Acadêmicos do Curso Educação Física - Licenciatura Unimontes.

Rhaonay Junqueira Reis, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Acadêmicos do Curso Educação Física - Licenciatura Unimontes

Publicado
2020-01-20
Como Citar
Mariane Barbosa de Abreu FonsecaS., Kayke Ferreira SantanaD., Marciel PereiraC., Santa Rosa Cordeiro1N., & Junqueira ReisR. (2020). RELATO DE EXPERIÊNCIA ACERCA DO EVENTO 1ª MESA REDONDA SOBRE TABUS ESCOLARES: POR QUE NÃO FALAR?. Revista Eletrônica Nacional De Educação Física, 2(2), 30. Recuperado de //www.periodicos.unimontes.br/index.php/renef/article/view/479
Seção
Estudos Pedagógicos da Educação Física Escolar