NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA, COMPORTAMENTO SEDENTÁRIO E FATORES DE RISCO PARA O DESENVOLVIMENTO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES EM POLICIAIS MILITARES DA CIDADE DE GOVERNADOR VALADARES/MG

Autores

Palavras-chave:

Doenças Crônicas Não Transmissíveis. Atividade Física. Fatores de Risco.

Resumo

Este estudo transversal teve como objetivo caracterizar e verificar a associação do nível de atividade física (NAF), comportamento sedentário (CS) e fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares (DCV) em policiais militares. Foram coletados os seguintes dados: idade, tempo de função, índice de massa corporal, perimetria abdominal, CS, NAF e presença de fatores de risco para desenvolvimento de DCV, como hipertensão (HAS), diabetes e dislipidemia. Os militares foram estratificados em baixo (<600 METs/sem) e moderado/alto NAF (≥600 METs/sem). Foi realizada regressão logística binária multivariada para verificar se idade, tempo de função, NAF e CS eram previsores da classificação de risco para DCV (moderado/alto). As proporções foram analisadas pelo teste Qui-quadrado e as médias/medianas pelo teste t ou Mann Whitney. Dos 243 militares, foram avaliados 135 homens (55,5%), com mediana de 37 (28-53) anos de idade e de tempo de função de 13 (8-10) anos; 78,5% tinham sobrepeso/obesidade e 53,3% circunferência de cintura elevada (93,97 ± 8,76 cm); 12,6% HAS, 9,6% dislipidemia e 25,93% risco moderado/alto para DCV. O tempo de CS foi de 239,8 ± 112,2 min/dia e NAF de 2110 (0 – 21780) METs.min/sem. A regressão logística indicou que a idade estava associada ao risco cardiovascular (OR=1,280, IC 95% = 1,169 - 1,402, p<0,001). O grupo de baixo NAF apresentou maior tempo em exercício da profissão (14 vs. 12 anos), maior proporção de hipertensos (24,13 vs. 9,40%) e diabéticos (10,34 vs. 1,90%). Ainda que o NAF tenha sido diferente, o CS foi similar entre os grupos (baixo NAF = 219,7 ± 123,9 min/dia; moderado/alto NAF = 244,8 ± 108,9 min/dia). Os dados analisados indicam que a idade apresenta associação independente com a presença de risco moderado/alto para DCV e o CS é independente do NAF. Contudo, militares com níveis de NAF inferiores tem mais tempo de profissão e possuem mais fatores de risco para o desenvolvimento de DCV, do que os de NAF moderado/alto.

Palavras-chave: Doenças Crônicas Não Transmissíveis. Atividade Física. Fatores de
Risco.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-10

Como Citar

GUALBERTO, P. I. B. .; SOUZA, R. M. DE .; QUEIROZ, , A. C. C. .; CARVALHO, P. H. B. DE .; DERESZ, ; L. F. . NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA, COMPORTAMENTO SEDENTÁRIO E FATORES DE RISCO PARA O DESENVOLVIMENTO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES EM POLICIAIS MILITARES DA CIDADE DE GOVERNADOR VALADARES/MG. Revista Eletrônica Nacional de Educação Física, v. 3, n. 3, p. 38, 10 dez. 2020.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)