Agências de desenvolvimento rural: um estudo comparado entre duas cooperativas agroextrativistas do Norte de Minas

Autores

  • Aldemir Inácio de Azevedo Universidade Estadual de Montes Claros
  • Herbert Toledo Martins Universidade Estadual de Montes Claros

Resumo

Este texto analisa, comparativamente, duas cooperativas que trabalham com beneficiamento e comercialização de frutos nativos do cerrado e outros produtos da agricultura familiar, cuja atuação ocorre no Norte de Minas, no âmbito do desenvolvimento rural. Utilizando o método comparativo e a teoria do cooperativismo, desenvolvemos uma comparação buscando identificar a variável que causa maior impacto no desempenho desigual entre as duas organizações. Trabalhamos com a hipótese de que a autonomia, num caso, e os fortes vínculos históricos com o poder público local, noutro caso, são os aspectos decisivos nos resultados distintos alcançados pelas cooperativas. Conclui-se que a gestão autônoma e participativa é essencial ao cooperativismo, sendo a interferência do poder público prejudicial ao êxito desse tipo de empreendimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-03-19

Como Citar

INÁCIO DE AZEVEDO, A.; TOLEDO MARTINS, H. . Agências de desenvolvimento rural: um estudo comparado entre duas cooperativas agroextrativistas do Norte de Minas. Revista Desenvolvimento Social, [S. l.], v. 1, n. 1, 2020. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/1390. Acesso em: 1 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)