MULHERES CORREDORAS DE RUA AMADORAS APRESENTAM MAIOR NÍVEL DE AUTOPERCEPÇÃO DO CRONOTIPO QUE HOMENS

Autores

  • Moisés Vieira de Carvalho
  • Juliana Bohnen Guimarães
  • Camila Cristina Fonseca Bicalho
  • Frederico Sander Mansur Machado
  • Breno Barreto Lopes
  • Cândido Celso Coimbra

Palavras-chave:

Atletismo. Exercício Físico. Ciclo Circadiano.

Resumo

Oficialmente, as corridas de rua realizadas em território nacional são regulamentadas pela Confederação Brasileira de Atletismo, seguindo as regras internacionais. Na prática, a modalidade envolve homens e mulheres de várias idades e níveis de aptidão física e, adicionalmente, as provas acontecem em diferentes horários do dia. Em conjunto, esses múltiplos fatores proporcionam um desafio para corredores e treinadores, sobretudo do ponto de vista da organização temporal da performance esportiva. Assim, o objetivo principal desse estudo foi verificar o nível de autopercepção do cronotipo de corredores de rua amadores e testar a existência de associação do cronotipo com o gênero, idade e horário preferido de treino. A amostra foi composta por 166 corredores de rua amadores, sendo 89 mulheres (38,9 ± 11,2 anos) e 77 homens (38,0 ± 9,7 anos). O cronotipo foi identificado através da versão brasileira do questionário de Matutinidade-Vespertinidade (HO) via plataforma Google Drive–Google. Tendo como referência o horário de treino preferido, mulheres matutinas e vespertinas apresentaram maiores níveis de autopercepção do cronotipo comparadas aos homens. De modo geral, os níveis de autopercepção de matutinos, indiferentes e vespertinos foram de 80,7%, 15,9%, 88,9%, respectivamente. A tipologia circadiana mais observada nas mulheres foi a matutina e nos homens indiferentes, sendo essa distribuição estatisticamente diferente (λ2=8,95; p=0,01). No entanto, não houve associação significativa entre o gênero e o horário preferido de treino (λ2=2,65; p=0,26). A idade, o gênero feminino e a preferência em praticar exercícios físicos durante o dia estão associados ao cronotipo matutino. Conclui-se que apesar da característica circadiana matutina dos praticantes amadores de corrida de rua corroborar o perfil de outros corredores, as mulheres mostraram maior sensibilidade sobre seus traços circadianos.

Palavras-chave: Atletismo. Exercício Físico. Ciclo Circadiano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-10

Como Citar

CARVALHO, M. V. DE .; GUIMARÃES, J. B. .; BICALHO, . C. C. F. .; MACHADO, . F. S. M. .; LOPES, B. B. .; COIMBRA, C. C. . MULHERES CORREDORAS DE RUA AMADORAS APRESENTAM MAIOR NÍVEL DE AUTOPERCEPÇÃO DO CRONOTIPO QUE HOMENS. Revista Eletrônica Nacional de Educação Física, v. 3, n. 3, p. 37, 10 dez. 2020.