A PRÁTICA DO BRAZILIAN JIU JITSU E O DESENVOLVIMENTO DAS FUNÇÕES EXECUTIVAS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DA LITERATURA

Autores

  • João Pedro CARMARGO Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) - Soul Figthers Brazilian Jiu Jitsu School
  • Jomilto PRAXEDES Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Laboratório de Ciência do Movimento e Comportamento Humano

DOI:

https://doi.org/10.46551/rn2020101500036

Palavras-chave:

Funções Executivas, Jiu Jitsu, Cognição, Artes Marciais, Esportes

Resumo

O Brazilian Jiu-Jitsu (BJJ) é uma arte marcial de defesa pessoal que engloba todo o sistemático e complexo corpo humano. Amplamente praticado no Brasil e no mundo, o Jiu-Jitsu apresenta características motoras relacionadas ao desenvolvimento das funções executivas das crianças (FEs). No entanto, ainda não se sabe o processo pelo qual essas contribuições ocorrem e se elas ocorrem. Assim, este artigo tem como objetivo identificar e entender a possível participação da prática do BJJ no processo de desenvolvimento da FE infantil. Este estudo foi realizado através de uma revisão de literatura, buscando artigos de revisão completos indexados nas bases de dados PubMed e ScieElo, publicados de 2011 a 2019. Após a seleção e análise dos cinco artigos (duas revisões de literatura e três metanálises), foi identificado que a prática de exercícios contribui para o desenvolvimento da FE, incluindo controle inibitório, memória de trabalho e flexibilidade cognitiva. De fato, artigos científicos relacionados à prática de BJJ e ao desenvolvimento de FEs são escassos. No entanto, existe uma tendência definida em relação à participação de crianças em programas esportivos com características semelhantes ao BJJ, resultando na melhora da FE. Estudos adicionais são sugeridos para identificar o efeito agudo e crônico da prática do BJJ nas FEs de crianças.

Palavras-chave: Função Executiva, Jiu Jitsu, Cognição, Artes Marciais, Esportes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALESI, M.; BIANCO, A.; PADULO, J.; VELLA, F.P.; PETRUCCI, M.; PAOLI, A.; PALMA, A.; PEPI, A. Motor andcognitive development: the role of karate. Muscle. Ligaments and Tendons Journal. v.4, n.2, p.114-20, 2014.

APOLINÁRIO-SOUZA, T.; FERNANDES, L. Processamento de informações e intervenção do profissional: tomada de decisão em foco. Arquivos de Ciências do Esporte. v.6, n.3, p.91-93, 2018.

BARROS, P.M.; HAZIN, I. Avaliação das Funções Executivas na Infância: Revisão dos Conceitos e Instrumentos. Psicologia em Pesquisa. v.7, n.1, p. 13-22, 2013.

BUENO, J.; SAAVEDRA, L. Brazilian JiuJitsu and inhibitory control: effects of practice on secondary public school students in Abu Dhabi, UAE. Revista de Artes Marciales Asiáticas. v.11, n.2s, p.96-97, 2016.

CRISTOFORI, I.; COHEN-ZIMERMAN, S.; GRAFMAN, J. Executive functions. Handbook of Clinical Neurology. v.163, p.197-219, 2019.

DIAMOND, A.; LEE, K. Interventions shown to aid executive function development in children 4 to 12 years old. Science. v.333, p.959-64, 2011.

DIAMOND, A. Executive functions. Annual Review of Psychology. v.64, p.135-68, 2013

DOURIS, P.; DOURIS, C.; NICOLE, B. Martial Art Training and Cognitive Performance in Middle‐Aged Adults. Journal of Human Kinetics. v.47, p.277‐283, 2015.

FUENTES, D.; MALLOY-DINIZ, L.F.; CAMARGO, C.H.P.; COSENZA, R.M. Neuropsicologia: teoria e prática. Porto Alegre: Artmed, 2008.

GRACIE, R. Carlos Gracie: o criador de uma dinastia. Rio de Janeiro: Record, 2008.

GREEFF, J.W.; BOSKER, R.J; OOSTERLAAN, J.; VISSCHER, C.; HARTMAN, E. Effects of physical activity on executive functions, attention and academic performance in preadolescent children: a meta-analysis. Journal of Science and Medicine in Sport. v.21, n.5, p.501-507, 2018.

HIRATA, D.S.; DEL VECCHIO, F.B. Preparação física para lutadores de Sanshou: Proposta baseada no sistema de periodização de Tudo O. Bompa. Movimento e Percepção. v.6, n.8, p. 2-17, 2006.

KIM, Y. The effect of regular Taekwondo exercise on Brain‐derived neurotrophic factor and Stroop test in undergraduate student. Journal of exercise nutrition & biochemistry. v.19, n.2, p.73‐79, 2015.

LAKES, K.; HOYT, W. Promoting self‐regulation through school‐based martial arts training. Applied Developmental Psychology. v.25, n.3, p.283–302, 2004.

LAKES, K.D.; BRYARS, T.; SIRISINAHAL, S.; SALIM, N.; ARASTOO, S.; EMMERSON, N.; KANG, D.; SHIM, L.; WONG, D.; KANG, C.J. The Healthy for Life Taekwondo Pilot Study: A Preliminary Evaluation of Effects on Executive Function and BMI, Feasibility, and Acceptability. Mental Health and Physical Activity. v.6, n.3, p.181-188, 2013.

LO, W.L.A.; LIANG, Z.; LI, W.; LUO, S.; ZOU, Z.; CHEN, S.; YU, Q. The Effect of Judo Training on Set-Shifting in School Children. BioMed Research International. doi: 10.1155/2019/2572016, 2019.

LOPES, M.C.; MAGALHÃES, R.T.; DINIZ, L.B.F.; MOREIRA, J.P.A.; ALBUQUERQUE, M.R. The influence of technical skills on decision making of novice volleyball players. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano. v.18, p.362–70, 2016.

MARTENIUK, R.G. Information processing in motor skills. New York: Holt: Rinehart & Winston; 1976.

MONTUORI, S.; D'AURIZIO, G.; FOTI, F.; LIPAROTI, M.; LARDONE, A.; PESOLI, M.; SORRENTINO, G.; MANDOLESI, L.; CURCIO, G.; SORRENTINO, P. Executive functioning profiles in elite volleyball athletes: Preliminary results by a sport-specific task switching protocol. Human Movement Science. v.63, p.73-81, 2019.

NUNES, A.V.; RUBIO, K. As origens do judô brasileiro: a árvore genealógica dos medalhistas olímpicos. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. v.26, n.4, p. 667-678, 2012.

TANI, G., CORRÊA, U. Aprendizagem motora e o ensino do esporte. São Paulo, Blucher, 2016.

TOMPOROWSKI, P.D.; PESCE, C. Exercise, Sports, and Performance Arts Benefit Cognition via a Common Process. Psychological Bulletin. v.145, n.9, p.929-951, 2019.

VERBURGH, L.; KÖNIGS, M.; SCHERDER, E.J.; OOSTERLAAN, J. Physical exercise and executive functions in preadolescent children, adolescents and young adults: a meta-analysis. British Journal of Sports Medicine. v.48, n.12, p.973-9, 2014.

WANG, C.; CHANG, C.; LIANG, Y.; SHIH, C.; CHIU, W.; TSENG, P.; HUNG, D.L.; TZENG, O.J.; MUGGLETON, N.G.; JUAN, C.H. Open vs. Closed Skill Sports and the Modulation of Inhibitory Control. PLoS One. v.8, n.2, p.4–13, 2013.

XUE, Y.; YANG, Y.; HUANG, T. Effects of chronic exercise interventions on executive function among children and adolescents: a systematic review with meta-analysis. British Journal of Sports Medicine. v.53, n.22, p.1397-1404, 2019.

Publicado

2020-06-25 — Atualizado em 2020-06-27

Versões

Como Citar

CARMARGO, J. P.; PRAXEDES, J. A PRÁTICA DO BRAZILIAN JIU JITSU E O DESENVOLVIMENTO DAS FUNÇÕES EXECUTIVAS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DA LITERATURA. Revista Eletrônica Nacional de Educação Física, v. 10, n. 15, p. 3 - 14, 27 jun. 2020.