Morte à espreita: história de um turismo macabro associado à caça da baleia em Lucena - Paraíba (1970-1990)

Death on the prowl: history of macabre tourism associated with whale hunting in Lucena - Paraíba (1970-1990)

Autores

  • Francisco Henrique Duarte Filho Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba
  • José Otávio Aguiar Universidade Federal de Campina Grande

Palavras-chave:

História, Meio ambiente, Baleia, Espetáculo

Resumo

Até o final da década de 1980, um tipo de turismo singular que se apresenta hoje inaceitável para muitas pessoas, foi explorado no litoral norte da Paraíba: tratava-se do esquartejamento dos cetáceos na então chamada “pesca da baleia”, realizada na praia de Costinha, município de Lucena, distante aproximadamente 50 km da capital João Pessoa. O espetáculo da morte e do
esquartejamento dos enormes mamíferos marinhos que durou até a proibição da atividade pela Lei Federal 7.643 de 18 de dezembro de 1987, era realizado pelos trabalhadores da Companhia de Pesca Norte do Brasil (COPESBRA) e realizado em plena praia, atraindo curiosos da região, grupos de turistas e até personalidades políticas ao local do abate e do processamento dos cetáceos. Alguns hotéis de João Pessoa, a exemplo do Hotel Tambaú, chegaram a incluir no seu roteiro turístico visitações à praia de Costinha, onde estava instalada a estação baleeira, para que seus hóspedes pudessem ter a oportunidade de presenciar o espetáculo promovido pela empresa nipo-brasileira que monopolizava a atividade baleeira. Matérias de jornais da época fornecem indícios para se retomar e rediscutir a atividade baleeira no Brasil, particularmente na costa da Paraíba, considerando aspectos relacionados às questões éticas, culturais e históricas das práticas humanas com relação aos maus tratos com animais. Os derivados baleeiros, principalmente acarne e o óleo, explorados na costa paraibana serviram para o enriquecimento de um setor empresarial ligado ao capital japonês. Já a morte e o esquartejamento dos animais capturados, eram explorados como espetáculo circense, sendo prestigiado por turistas de várias cidades brasileiras e incentivados por setores da sociedade local e empresarial. O presente artigo discute aspectos históricos dessa atividade que por décadas fomentou o desenvolvimento econômico de Lucena.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Henrique Duarte Filho, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba

Doutor em Recursos Naturais (UFCG). Professor de História do Instituto Federal de Educação, Ciência
e Tecnologia da Paraíba e-mail: henrique.bj@ibest.com.br

José Otávio Aguiar, Universidade Federal de Campina Grande

Doutor em História e Culturas Políticas/ UFMG. Pós-Doutor em História, Relações de Poder e Meio
Ambiente/ UFPE. Professor da Universidade Federal de Campina Grande/UFCG. E-mail:
j.otavio.a@hotmail.com

Referências

ANDRADA E SILVA, José Bonifácio de, 1763-1838. José Bonifácio de Andrada e Silva. (Org). Jorge Caldeira, São Paulo, Editora 34, 2002.

BRASIL. Lei 7.643 de 18 de dezembro de 1987. Proíbe a pesca de cetáceo nas águas jurisdicionais brasileiras, e dá outras providências.

CAVALCANTE FILHO, Antônio e RABAY, Guilherme Campelo. Baleias: fatos e mitos. João Pessoa, Ideia, 2010.

ELLIS, Myriam. A baleia no Brasil Colonial. São Paulo: Edusp/Melhoramentos, 1969.

FOLHA DE SÃO PAULO. Caça às baleias. São Paulo, 19 de agosto de 1985, p. 02.

GOVERNADOR visita pesca da baleia. O Norte, João Pessoa, 27 de setembro de 1981, p.12.

MADRUGA, A. M. A questão da baleia: da luta ecológica à exploração humana. In: Cadernos de Estudos Regionais. O Porto de Cabedelo e a pesca da baleia – Série Monografia 2. João Pessoa, UFPB/NDIHR-CNPQ. 1980, Ano 3, nº 3.

MENDONÇA, Fernando. O Massacre das baleias. O Norte, João Pessoa, 26 de outubro de 1984, p.2.

O Norte. GOVERNADOR visita pesca da baleia. João Pessoa, 27 de setembro de 1981, p.12.

PÁDUA, José Augusto. Um sopro de destruição: pensamento político e crítica ambiental no Brasil escravista, 1786-1888. 2ª ed. Rio de Janeiro, Zahar, 2004.

PAIVA, Flávio. Desventuras de Moby Dick. Diário do Nordeste, 02 de agosto de 2010, Caderno 3. Disponível em: <http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=808230>. Acesso em: 10 abr. 2011.

SINGER, Peter. Libertação Animal. Porto Alegre, Lugano, 2004.

Downloads

Publicado

2013-01-02

Como Citar

Henrique Duarte Filho, F., & Otávio Aguiar, J. (2013). Morte à espreita: história de um turismo macabro associado à caça da baleia em Lucena - Paraíba (1970-1990): Death on the prowl: history of macabre tourism associated with whale hunting in Lucena - Paraíba (1970-1990). Revista Caminhos Da Historia, 18(1), 51–66. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/caminhosdahistoria/article/view/3225

Edição

Seção

Dossiê