A GESTÃO ESTATAL BRASILEIRA: A PRIVATIZAÇÃO DO PÚBLICO, A DESPOLITIZAÇÃO DA POLÍTICA, OS REBATIMENTOS NA QUESTÃO SOCIAL E NAS POLÍTICAS SOCIAIS

Autores

  • THAIS LUIZ VARGAS

Resumo

O artigo em voga consiste na apresentação de um estudo que corresponde a um desdobramento de análise que teve seu marco na produção da dissertação de mestrado intitulada: "O Governo Lula e a Administração Pública Federal: Uma Análise Crítica", esta que teve como proposta central analisar, apreender e desvelar a conformação da Administração Pública estatal brasileira em seu modelo patrimonial, burocrático e gerencial. Tem como proposta abordar em linhas gerais, o processo de privatização do público, a despolitização da política e os rebatimentos na questão social e nas políticas sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARISON. M.S. A Judicialização e a despolitização da questão social: duas faces de uma mesma moeda. In: O Social em Questão. Ano XVIII, n.31. 2014.

BEHRING, E. O Brasil em contra-reforma. São Paulo: Cortez, 2003.
_______. Acumulação capitalista, fundo público e política social. In: BOSCHETTI, I. BEHRING, E. et alli. (orgs.). Política Social no capitalismo: tendências contemporâneas. São Paulo: Cortez, 2006.

FAORO. R. Os donos do poder: formação do patronato político brasileiro. Porto Alegre: Globo; São Paulo. Editora da USP, 1975.

IAMAMOTO, M. V. e CARVALHO, R. de. Serviço Social em tempo de capital fetiche: capital financeiro, trabalho e questão social. 2ª ed. São Paulo: Cortez, 2008.

LUBENOW. J.A. A Despolitização da Esfera Pública em Jurgen Habermas Sob a Perspectiva Sócio-Política. In: Problematap Rev. Int. de Filosofia, vol.03, n.01, 2012.

NETTO. J.P. JHC e a Política Social: um desastre para as massas trabalhadoras. In: LESBAUPIN, Ivo (Org). O Desmonte da Nação – Balanço do Governo FHC. Rio de Janeiro:Vozes, 1999.

NOGUEIRA, M. A. As Possibilidades da Política, São Paulo, Paz e Terra, 1998.

_______. Um Estado para a sociedade civil. São Paulo: Cortez, 2004.

OLIVEIRA, F; PAOLI, M. C. Os sentidos da democracia: políticas do dissenso e a hegemonia global. Organizado pela equipe de pesquisadores do Núcleo de Estudos dos Direitos de Cidadania- NEDIC. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes; Brasília: NEDIC, 1999.

PEREIRA, J.D; SILVA, S.S. de S; PATRIOLA, L. M. Políticas Sociais no Contexto Neoliberal: focalização e desmonste. In: Qualitas. Universidade Estadual da Paraíba. v.05, n.03, 2006.

SOUZA FILHO, R. de. Estado, Burocracia e Patrimonialismo no Desenvolvimento da Administração Pública Brasileira. 2006. 395 fls. Dissertação (Doutorado em Serviço Social) – Universidade Federal de Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006.

SOARES, L.T. O desastre social. Rio de Janeiro: Record, 2003. pgs 19-39.
TORRES, M. D. F. Estado, democracia e Administração Pública no Brasil. Rio de Janeiro, Ed. FGV, 2004.

Downloads

Publicado

2020-03-16

Como Citar

LUIZ VARGAS, T. (2020). A GESTÃO ESTATAL BRASILEIRA: A PRIVATIZAÇÃO DO PÚBLICO, A DESPOLITIZAÇÃO DA POLÍTICA, OS REBATIMENTOS NA QUESTÃO SOCIAL E NAS POLÍTICAS SOCIAIS. Revista Serviço Social Em Perspectiva, 2(Especial), 352-366. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/sesoperspectiva/article/view/990

Edição

Seção

Comunicação Oral - Estado e Políticas Sociais