FUTURE-SE E O FINANCIAMENTO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL

Autores

  • Rosana dos Santos Martins Unimontes

Palavras-chave:

IFES, FUTURE-SE, Educação

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo analisar os desdobramentos do Future-se a partir das modificações feitas após as manifestações das Instituições Federais de Ensino Superior -IFES no ano de 2019. O objetivo principal é verificar se houve mudanças significativas no programa após as manifestações das Universidades. Quanto à metodologia, usou-se da pesquisa qualitativa. Com relação ao objetivo, a pesquisa se apresenta como descritiva e utiliza-se da pesquisa bibliográfica e da análise de documentos, no que tange os projetos de Lei apresentados à Câmera dos Deputados. Conclui-se que pouca coisa mudou na estrutura do programa e este se mantem como um programa que busca a mercantilização da educação pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGAPITO, Ana Paula Ferreira. Ensino superior no Brasil: expansão e mercantilização na contemporaneidade. Temporalis, v. 16, n. 32, p. 123-140, 2017.

BORTOLANZA, J. Trajetória do ensino superior brasileiro: uma busca da origem até a atualidade. Anais do XVII Colóquio Internacional sobre Gestão Universitária. 2017. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/181204. Acesso em 15 mar. 2022.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil, de 05.10.1988. Brasília, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituiçaohtm . Acesso em: 3 mar. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Minuta do Projeto de Lei Future-se. Institui o Programa Institutos eUniversidades Empreendedoras e Inovadoras – FUTURE-SE, e dá outras providências. 2019a. Disponível em: http://estaticog1.globo.com/2019/07/19/programa_futurese_consultapublica.pdf . Acesso em: 26 mar. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Portal do MEC – Consulta pública Future-se. 2019b. Disponível em: https://isurvey.cgee.org.br/future-se/ . Acesso em: 26 mar. 2022.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Censo da Educação Superior 2020: notas estatísticas. Brasília, 2021. Disponível em: https://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/documentos/2020/tabelas_de_divulgacao_censo_da_educacao_superior_2020.pdf . Acesso em 06 mar. 2022.

CUNHA, M. R. Gestão estratégica de IES: modelos e funções do planejamento estra- tégico em universidades públicas e privadas de Palmas – Tocantins (Dissertação de mestrado). Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Lisboa, Portugal, 2011. Recuperado de http://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/3804. Acesso em 20 abr. 2022.

GOMES, V.; MACHADO-TAYLOR, M. de L.; SARAIVA, E. V. O ensino superior no brasil - breve histórico e caracterização. Ciência & Trópico, [S. l.], v. 42, n. 1, 2018. Disponível em: https://fundaj.emnuvens.com.br/CIC/article/view/1647. Acesso em: 26 abr. 2022.

LIMA, K.R.S. Organismos internacionais: o capital em busca de novos campos de exploração. In: NEVES, L.M.W. (org.) O empresariamento da educação: novos contornos do ensino superior no Brasil nos anos 1990. São Paulo: Xamã, 2000.

MARTINS, T.; VITTI, S. C. de A. A concepção teórico-política do projeto Future-se e a concepção de internacionalização da educação. RBEC: Revista Brasileira de Educação Comparada, Campinas, SP, v. 3, n. 00, p. e21005, 2021. DOI: 10.20396/rbec.v3i00.14788. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/rbec/article/view/14788. Acesso em: 27 abr. 2022.

MORENO, A. C. (2019). MEC reformula proposta do Future-se e diz que lançará nova consulta pública até o dia 28. Disponível em: https://g1.globo.com/educacao/noticia/2019/10/18/mec-reformula-proposta-do-future-se-e-diz-que-lancara-nova-consulta-publica-ate-o-dia-28.ghtml. Acesso em 12 de novembro de 2019.

RODRIGUES, L. de P.; SOUZA, V. de F. M. de. Políticas de privatização do ensino superior brasileiro: uma análise acerca das orientações do banco mundial. Revista Inter Ação, Goiânia, v. 45, n. 2, p. 273–283, 2020. DOI: 10.5216/ia.v45i2.62662. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/interacao/article/view/62662. Acesso em: 26 abr. 2022.

SAMPAIO, H. Evolução do ensino superior brasileiro (1808-1990). Documento de Trabalho 8/91. Núcleo de Pesquisa sobre Ensino Superior da Universidade de São Paulo,1991. Disponível em: http://nupps.usp.br/downloads/docs/dt9108.pdf. Acesso em 10 fev. 2022.

SOUZA SANTOS, B. Universidade no século XXI: para uma reforma democrática e emancipatória da Universidade. São Paulo: Cortez, 2004.

XIMENES, S.; CÁSSIO, F. (org.). Future-se? Impasses e perigos à educação superior pública brasileira. Santo André, SP: Fórum Permanente de Políticas Educacionaisda UFABC: Universidade Federal do ABC, 2019. Disponível em: http://cev.org.br/arquivo/biblioteca/4048391.pdf. Acesso em 08 fev. 2020.

Downloads

Publicado

2022-08-08

Como Citar

dos Santos Martins, R. . (2022). FUTURE-SE E O FINANCIAMENTO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL. Revista Serviço Social Em Perspectiva, 6(Especial), 575–585. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/sesoperspectiva/article/view/5651

Edição

Seção

Mesa Coordenada Temática - Democracia e Ensino Superior: Desafios e Perspectivas