O CONTEXTO POLÍTICO BRASILEIRO ATUAL E A PRODUÇÃO DE CONHECIMENTOS SOBRE MOVIMENTO ESTUDANTIL DE SERVIÇO SOCIAL

Autores

  • Lucila de Souza Zanelli PUC/SP

Palavras-chave:

Conjuntura brasileira, Movimento estudantil de Serviço Social, Produção de Conhecimento

Resumo

Esta síntese versa sobre o contexto político brasileiro contemporâneo marcado por uma ofensiva profundamente regressiva e indica contradições que perpassam a produção de conhecimentos científicos que tematizam a ação política do Movimento Estudantil de Serviço Social. Na perspectiva da práxis política, com base em Lenin, o que sublinhamos em linhas gerais é que o campo da ação revolucionária de trabalhadores e trabalhadoras demanda também uma teoria revolucionária, sugerindo o investimento cada vez mais consolidado sobre o tema da organização estudantil, tendo em vista os precedentes históricos favoráveis na história da renovação do Serviço Social brasileiro, mas também os desafios que ameaçam a direção crítica que a profissão tem lutado para preservar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucila de Souza Zanelli, PUC/SP

Assistente social no Instituto Maria Modesto em Uberaba/MG. Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Serviço Social na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). Membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Fundamentos, Formação e Exercício Profissional em Serviço Social - vinculado à Universidade Federal do Triângulo Mineiro (GEFEPSS/UFTM); grupo este que compõe: a Rede Mineira de Grupos de Estudos sobre Fundamentos do Serviço Social (ReMGEFESS) e a Rede de Pesquisa sobre o Trabalho do Assistente Social (RETAS).

Referências

BEHRING, Elaine Rossetti; BOSCHETTI, Ivanete. Política Social: fundamentos e história. 9 ed. São Paulo: Cortez, 2011.

BOLSONARO concede indulto à Daniel Silveira. Brasil de Fato. São Paulo, SP, 21 de abril de 2022. Política. Disponível em: https://www.brasildefato.com.br/2022/04/21/bolsonaro-concede-indulto-a-daniel-silveira. Acesso em: 25 abr. 2022.

DEMIER, Felipe. Burguesia e pandemia: notas de conjuntura sobre neofascismo e ultraneoliberalismo no Brasil de Bolsonaro. In: BRAVO, Maria Inês Souza; MATOS, Maurílio Castro.; FREIRE, Silene de Morais Freire. (org.). Políticas sociais e ultraneoliberalismo. Uberlândia: Navegando Publicações, 2020, p. 89-102.

EXECUTIVA NACIONAL DE ESTUDANTES DE SERVIÇO SOCIAL (Brasil). Cartilha

“A quem serve o teu conhecimento?” Brasil, 2015. Disponível em: https://enessooficial.files.wordpress.com/2015/08/a-quem-serve-teu-conhecimento-enesso-2015.pdf. Acesso em: 20 mar. 2022.

EXECUTIVA NACIONAL DE ESTUDANTES DE SERVIÇO SOCIAL (Brasil). Estatuto da Executiva Nacional de Estudantes de Serviço Social. Curitiba, PR, ENESSO, 2019. Disponível em: https://enessooficial.files.wordpress.com/2020/10/estatuto-revisado-2019-3.pdf. Acesso em: 15 abr. 2022.

FORNAZIER MOREIRA, Tales Willyan. Movimento Estudantil de Serviço Social e os desafios contemporâneos: um balanço crítico do contexto pós-golpe.Universidade e Sociedade. Brasília, DF, n. 65, p. 70-81, 2020. Disponível em: https://www.andes.org.br/img/midias/e6044942a65bd14f8e145ac61c2db303_1581944312.pdf. Acesso em 25 abr. 2022.

KONDER, Leandro. Introdução ao fascismo. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

LENIN, Vladimir IlitchUlianov. Que fazer?Problemas candentes do nosso movimento. In: Obras escolhidas. 3.ed. São Paulo: Editora Alfa-Ômega, 1987. v. 1, p. 81-214.

MARX, Karl. Prefácio (1859). In:Os Pensadores. Karl Marx. São Paulo: Nova Cultural, 1999, p. 49-54.

MAZZEO, Antonio Carlos. Neofascismo: Expressão Ideológica da Crise Sistêmico-Estrutural do Tardo-Capitalismo – Reflexões Preliminares. In: MAZZEO, Antonio Carlos; PINHEIRO, Milton; PERICÁS, Luiz Bernardo. (org.). Neofascismo, autocracia e bonapartismo no Brasil. São Paulo: Instituto Caio Prado, 2022. p. 33-59.

NETTO, J. P. Crise do socialismo e ofensiva neoliberal. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1995.

PAULANI, Leda Maria. Bolsonaro, o ultraliberalismo e a crise do capital. In:Margem Esquerda. n. 32. São Paulo: Boitempo, 2020, p. 48-56.

PINHEIRO, Milton. A ditadura que tentou matar o futuro. Blog da Boitempo. São Paulo, 2020. Disponível em: https://blogdaboitempo.com.br/2020/04/30/a-ditadura-que-tentou-matar-o-futuro/#_ftn2. Acesso em: 09 abr. 2022.

POERNER, Arthur. O poder jovem. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1968.

QUEM é Daniel Silveira, o deputado bolsonarista preso após ameaças ao STF. Brasil de Fato. São Paulo, SP, 17 de abril de 2022. Geral. Disponível em: https://www.brasildefato.com.br/2021/02/17/quem-e-daniel-silveira-o-deputado-bolsonarista-preso-apos-ameacas-ao-stf. Acesso em: 25 abr. 2022.

SANTOS, Tiago Barbosa. A participação política dos estudantes de serviço social na defesa e consolidação da direção social da formação: a práxis política dos estudantes e a relação com a formação profissional. 2007. Trabalho de conclusão de curso (graduação em Serviço Social) – Faculdade de Serviço Social, Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2007. Disponível em:https://bityli.com/7MawBS. Acesso em: 20 out. 2021.

ZANELLI, Lucila de Souza; CAPUTI, Lesliane. Consciência de classe e o movimento estudantil de Serviço Social brasileiro. Serviço Social em perspectiva. Montes Claros, MG, v. 04, n. especial, p. 417-428, 2020. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/sesoperspectiva/article/view/1431/1638. Acesso em: 18 abr. 2022.

Downloads

Publicado

2022-08-08

Como Citar

de Souza Zanelli, L. (2022). O CONTEXTO POLÍTICO BRASILEIRO ATUAL E A PRODUÇÃO DE CONHECIMENTOS SOBRE MOVIMENTO ESTUDANTIL DE SERVIÇO SOCIAL. Revista Serviço Social Em Perspectiva, 6(Especial), 440–455. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/sesoperspectiva/article/view/5637

Edição

Seção

Comunicação Oral - Lutas de Classes e Movimentos Sociais