CAPITALISMO CONTEMPORÂNEO, CRISE ESTRUTURAL E PROJETO EDUCACIONAL BRASILEIRO: EXIGÊNCIAS DE NOVO PERFIL DE TRABALHADOR

Autores

  • Ana Maria Ferreira

Palavras-chave:

Capitalismo, projeto educacional, perfil de trabalhador

Resumo

Este artigo tem por objetivo debater o projeto educacional brasileiro no contexto de
crise estrutural do capital e as exigências que são postas pelo mercado aos
trabalhadores. O conjunto de transformações sociais voltadas para satisfação das
necessidades do capital em crise provocam impactos nas formas de reprodução
social e, para o trabalhador, exige mudanças no seu perfil. Este com capacidade
técnica de dar respostas rápidas as necessidades do mercado e envolvido na lógica
da colaboração, competência, competição, com reforço do individualismo. O modo
de produção capitalista só pode existir mediante a extração cada vez mais
exponencial da mais-valia. A lógica presente neste modo de produção, cujas
premissas centrais são a socialização da produção e a apropriação privada, é a
acumulação e, para satisfação dessa necessidade vital, criam-se estratégias por
parte da classe burguesa para suprir os desejos do capital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, Giovanni. Dimensões da reestruturação produtiva: ensaios de sociologia
do trabalho, 2. ed. Londrina: Praxis; Bauru: Canal 6, 2007.
______. Trabalho e subjetividade: o metabolismo social da reestruturação
produtiva do capital. Marília, 2008. Disponível em:
<incubadorasocialpucrs.files.wordpress.com/2013/12/trabalho-e-subjetividade.pdf>.
Acesso em: out. 2017.
BOTTOMORE, Tom. Dicionário do pensamento marxista. Rio de Janeiro: Jorge
Zahar, 2001.
BEHRING, Elaine Rosseti. Brasil em contra-reforma: desestruturação do Estado e
perda de direitos. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2008.
CIAVATTA FRANCO, Maria. Formação profissional para o trabalho incerto: um
estudo comparativo Brasil, México e Itália. In: FRIGOTTO, Gaudêncio (org.).
Educação e crise do trabalho: perspectivas de final de século. 10.ed. Petrópolis,
RJ: Vozes, 2011. p. 100-137. (Coleção Estudos Culturais em Educação).
CHAUÍ, Marilena. A universidade pública sob nova perspectiva. Revista Brasileira
de Educação, n. 24, set./out./nov./dez. 2003.
GENTILI, Pablo. Educar para o desemprego: a desintegração da promessa
integradora. In: FRIGOTTO, Gaudêncio (org.). Educação e crise do trabalho:
perspectivas de final de século. 10.ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011. p. 76-99.
(Coleção Estudos Culturais em Educação).
FRIGOTTO, Gaudêncio. Educação e a crise do capitalismo real. 6. ed. São Paulo:
Cortez, 2010.
______. Educação, crise do trabalho assalariado e do desenvolvimento: teorias em
conflito. In: FRIGOTTO, Gaudêncio (org.). Educação e crise do trabalho:
perspectivas de final de século. 10.ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011. p. 25-54.
(Coleção Estudos Culturais em Educação).
______. Os delírios da razão: crise do capital e metamorfose conceitual no campo
educacional. In: GENTILI, Pablo (org.). Pedagogia da exclusão: crítica ao
neoliberalismo em educação. 5.ed. Petrópolis: Vozes, 1999. p. 77-108.
HARVEY, David. Condição Pós-Moderna. 16. ed. São Paulo: Edições Loyola,
2007.
LENIN, Vladimir Ilitch. O imperialismo: fase superior do capitalismo. 4.ed. São
Paulo: Centauro, 2008.
LIMA, Kátia. Contra-reforma na educação superior: de FHC a Lula. São Paulo:
Xamã, 2007. 206 p.
MANDEL, Ernst. Capitalismo tardio. São Paulo: Abril Cultural, 1992.
MÉSZÁROS, István. O desafio e o fardo do tempo histórico. Tradução: Ana
Cotrim, Vera Cotrim. – São Paulo: Boitempo, 2007. – (Mundo do trabalho)
______. A crise estrutural do capital. Tradução: Francisco Raul Cornejo et al. –
São Paulo: Boitempo, 2009. – (Mundo do trabalho)
______. Para além do capital: rumo a uma teoria da transição. Tradução: Paulo
Cezar Castanheira, Sérgio Lessa. - 1.ed. revista. São Paulo: Boitempo, 2011. –
(Mundo do trabalho)
______. A educação para além do capital. Tradução: Isa Tavares. 2.ed. São
Paulo: Boitempo, 2008. – (Mundo do trabalho)
NETTO, José Paulo; BRAZ, Marcelo. Economia política: uma introdução crítica. 2.
ed. São Paulo: Cortez, 2007. – (Biblioteca básica de serviço social. v. 1).
SILVEIRA, Jucimeri I. Profissionalidade do Serviço Social: Estatuto sóciojurídico e legitimidade construída no “modelo” de competências. Tese
(Doutorado em Serviço Social). São Paulo, 2013. Pontifícia Universidade Católica de
São Paulo, 2013.
TEIXEIRA, Ana. Trabalho, tecnologia e educação – algumas considerações, Revista
Trabalho e Educação, UFMG/NET, Belo Horizonte, 1998.
TONET, Ivo. Expressões socioculturais da crise capitalista na atualidade. In:
SERVIÇO social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília:
CFESS/ABEPSS, 2009. p. 107-122.

Downloads

Publicado

2020-04-03

Como Citar

Ferreira, A. M. . (2020). CAPITALISMO CONTEMPORÂNEO, CRISE ESTRUTURAL E PROJETO EDUCACIONAL BRASILEIRO: EXIGÊNCIAS DE NOVO PERFIL DE TRABALHADOR. Revista Serviço Social Em Perspectiva, 2(Especial), 444-458. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/sesoperspectiva/article/view/1762

Edição

Seção

Mesa Coordenada Temática - Formação e Trabalho Profissional: As residências