O OUTRO EM QUESTÃO: ETNOCENTRISMO E ALTERIDADE COMO DESAFIOS À DEMOCRACIA E AOS DIREITOS HUMANOS

Autores

  • Gy Reis Gomes Brito Gomes Brito

Palavras-chave:

Antropologia, Etnocentrismo, Politicas Publicas, Direito

Resumo

Ao se situar no campo da Antropologia, o presente trabalho tem como objetivo
discorrer sobre Direitos Humanos e Democracia, em busca de uma compreensão
desafiadora do que é a luta pelo “direito a ter direitos”, ao mesmo tempo em que
procura a partir do conceito de etnocentrismo, analisar como as negações ao direitos
a ter direitos acontece dentro da construção da identidade individual e coletiva dos
sujeitos sociais, a partir da ausência de uma política pública de distribuição
universalista de riqueza pelo Estado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARENDT, H. A condição Humana. Brasília, Forense Universitária, 2010
BERMAN, Marshal. Tudo que é sólido desmancha no ar. São Paulo: Cia das
letras, 1986.
BOSI, Ecleia. Problemas ligados à cultura das classes pobres. (in) VALLE,
Edênio et ali. (org) A Cultura do povo. São Paulo: EDUC, 1982.
_____. Cultura de massa e Cultura popular: Leituras de operárias. Cap. 2 e 3.
Petropolis: Vozes, 1982.
Caderno de Educação Popular e Direitos Humanos/ Centro de Assessoria
Multiprofissional. Porto Alegre: CAMP, 2013.
CHAUI, Marilena. Conformismo e resistência. São Paulo: Brasiliense, 1986.
COPANS, Jean. Antropologia: ciência das sociedades primitivas? Lisboa: Ed. 70,
1971
DA MATTA, Roberto. Relativizando: uma introdução à Antropologia Social.
Petrópolis: Vozes, 1981.
DE VORE, Irven. A evolução da vida Social. (in) GEERTZ, Clifford; TAX, Sol et ali.
Panorama de Antropologia. Brasil, Portugal: Ed. Fundo de Cultura, 1966, p. 19-29.
DURHAN, Eunice. Bronislau Malinowski: Antropologia. São Paulo: Atica 1986
(Arnonautas do pacífico ocidental/o significado do Kula).
ENGELS, F. Engel. O papel do trabalho na transformação do macaco em
homem. São Paulo: Global. 1990
FELDMAN-BIANCO, Bela. Antropologia das sociedades contemporâneas. São
Paulo: Global, 1987.
FREIRE, Paulo. Ação Cultural para a liberdade e outros escritos. Rio:PazeTerra,
1976
GATI, Pietrocola, Luci. O que todo cidadão precisa saber sobre a sociedade de
consumo. Cadernos de Educação Poliítica. São Paulo: Global, 1987.
GEERTZ, Clifford. A interpretação das Culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.
Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça| GPP: módulo 1/ Orgs. Maria Luiza
Heiiborn, Leila Araújo, Andréia Barreto- Rio de Janeiro: CEPESC, Brasília:
Secretaria para políticas para Mulheres, 2010.
GUIMARAES, Alba Zaluar. Desvendando Máscaras Sociais. Rio de Janeiro: Fco
Alves, 1980. Cap. 3 e 5.
HONNETH, Axel. Reconhecimento ou redistribuição? A mudança de perspectiva na
ordem moral da sociedade. In: SOUZA, Jessé & MATTOS, Patricia (orgs). Teoria
Crítica no século XXI. São Paulo: Anablume, 2007. P. 79 – 93.
Juventude e Sociedade: trabalho, educação, cultura e participação/ (organizadores)
Regina Novaes e Paulo Vannuchi – São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo,
2004.
LAPLANTINE, François. Aprender Antropologia. São Paulo: Brasiliense, 1991.
LESBAUPIN, Ivo. As classes populares e os direitos humanos. Petropólis:
Vozes, 1984.
MARTINS, Luci Helena Silva. Notas para a disciplina de Antropologia, curso de
Serviço Social, Universidade Estadual Paulista, 1999-2000. Pdf . meio eletrônico
MALINOWSKI, Bronislau. Os argonautas do pacífico ocidental. Coleção Os
pensadores.
MAUSS, M. Sociologia e antropologia. São Paulo: Cosac & Naify, 2003.
NADER, Laura. Perspectivas ganhas pelo trabalho de campo (in) GEERTZ,
Clifford; TAX, Sol et ali. Panorama de Antropologia. Brasil, Portugal: Ed. Fundo de
Cultura, 1966.
OLIVEIRA, Roberto Cardoso de. O movimento dos conceitos na Antropologia.
Revista de Antropologia. USP, v. 36.
QUIROGA, Ana M.F. A internacionalização
QUIROGA, Ana M.F. A internacionalização da violência., São Paulo: Tempo e
Presença. CEDI. v. 15, n. 268, p 18-21, março/abril, 1993.
BRITO, G.R.G.
O Outro em questão: Etnocentrismo e alteridade como desafios à democracia e aos
direitos humanos
Revista Serviço Social em Perspectiva – Montes Claros, Edição Especial, março de 2018. p.633-644
Anais do I Encontro Norte Mineiro de Serviço Social – I ENMSS
644
ROCHA, Guimarães P. Everardo. O que é etnocentrismo. 1edição 1994, 5 edição:
Editora Brasiliense.
SANTOS, Valdilene Teles. Violência e cotidiano: estudo do significado da violência
para um grupo de mulheres que vivem na favela. São Paulo:PUC (dissertação de
mestrado), 1989.
SOUZA, Celina. Políticas Públicas: uma revisão de literatura. Sociologias (on line),
2006
TODOROV, Tzvetan. A conquista da américa e a questão do outro. São Paulo:
Martins Fontes, 1993.
VELHO, Gilberto. Projeto e metamorfose. Antropologia das sociedades
complexas. Rio de Janeiro: Zahar.
________. Individualismo e Cultura. Rio de Janeiro: Zahar, 1987.

Downloads

Publicado

2020-03-24

Como Citar

Gomes Brito, G. R. G. B. (2020). O OUTRO EM QUESTÃO: ETNOCENTRISMO E ALTERIDADE COMO DESAFIOS À DEMOCRACIA E AOS DIREITOS HUMANOS . Revista Serviço Social Em Perspectiva, 2(Especial), 633-644. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/sesoperspectiva/article/view/1544

Edição

Seção

Mesa Coordenada Temática - Direitos Humanos e Democracia