O FEMINISMO NEGRO:DESAFIOS E CONSTRUÇÕES

Autores

  • Andressa Ângela Siqueira

Palavras-chave:

Movimento feminista, Feminismo Negro, Diferença

Resumo

Trata-se de um este estudo bibliográfico que busca entender a participação da
mulher negra no movimento feminista, e a formação do movimento feminista negro.
Abarca os conflitos existentes entre as mulheres brancas e negras no movimento
feminista, causado pela desatenção as pautas ligadas ao racismo e ao classismo, e
analisa a formação da identidade do feminismo negro, compreendendo que a
diferença entre os sujeitos permeia a formação de cada individualidade. Desta
forma, para o fortalecimento da luta feminista, as mulheres negras e brancas
necessitam manter uma relação contínua, voltada para a superação das opressões
socialmente reproduzidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

REFERÊNCIAS
BRAH, Avtar. Diferença, diversidade, diferenciação. Cadernos Pagu (26), janeirojunho de 2006. p.329-376.
DAVIS, Ângela. Mulher, Raça e Classe. Tradução Livre. Portugal, Plataforma
Gueto, 2013.
GONZÁLES, Lélia. Racismo e sexismo na cultura brasileira. Revista Ciências
Sociais Hoje, Anpocs, 1984, p. 223-244.
SIQUEIRA, A.A.
O feminismo negro: desafios e construções
Revista Serviço Social em Perspectiva – Montes Claros, Edição Especial, março de 2018. p.509-522
Anais do I Encontro Norte Mineiro de Serviço Social – I ENMSS
522
HOOKS, Bell. Não sou eu uma mulher: Mulheres negras e feminismo. 1ª edição
1981. Tradução livre para a Plataforma Gueto, 2014.
HOOKS, Bell. Mujeres negras: Dar forma a lateoría feminista; In:
Otrasinapropiables. Traficantes de Sueños, 1ª ed., Madrid, 2004.
MOREIRA, Núbia Regina. Feminismo Negro Brasileiro: igualdade, diferença e
representação. 31° Encontro da ANPOCS, Caxambu/MG, 2007.
PINTO, Céli Regina Jardim. Feminismo, história e poder. Revista de Sociologia e
Política, Curitiba. v. 18, n. 36, jun. 2010. p. 15-23.
RIBEIRO, Matilde. Mulheres negras brasileiras: de Bertioga A Beijing. Estudos
Feministas. ano 3, nº 2, 1995. p. 446-457.
SCOTT, Joan W. O enigma da igualdade. Estudos Feministas. Florianópolis, 13(1):
216, janeiro-abril/2005. p. 11-30.
SOARES, Vera. Movimento Feminista: paradigmas e desafios. Estudos
Feministas. Ano 2, 2ª semestre, 1994. p. 11-24.
VELLOSO, Mônica Pimenta. As tias baianas tomam conta do pedaço: Espaço e
identidade cultural no Rio de Janeiro. Estudos Históricos. Rio de Janeiro, vol. 3, n.
6, 1990. p.207-228.
WOLLSTONECRAFT, Mary. Reivindicação dos direitos da mulher. Boitempo, 1
Ed. São Paulo, 2016.

Downloads

Publicado

2020-03-19

Como Citar

Ângela Siqueira, A. (2020). O FEMINISMO NEGRO:DESAFIOS E CONSTRUÇÕES . Revista Serviço Social Em Perspectiva, 2(Especial), 509-522. Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/sesoperspectiva/article/view/1396

Edição

Seção

Mesa Coordenada Temática - Tecendo Caminhos para diversidade: gênero, raça