A Escola Rural Dom Joaquim Silvério de Souza, no Distrito de Conselheiro Mata, Município Diamantina, Minas Gerais

Reflexões sobre as práticas pedagógicas desenvolvidas na década de 1950

Autores

DOI:

https://doi.org/10.46551/issn2179-6807v26n1p189-209

Palavras-chave:

Escola Normal Rural; Política de educação rural; Formação de Professor; Saúde da população rural, saberes e cuidados em saúde; Práticas de Ensino.

Resumo

O objetivo do estudo foi refletir sobre o contexto da implantação da Escola Normal Rural Dom Joaquim Silvério de Souza, no distrito de Conselheiro Mata, município de Diamantina, seu funcionamento e a formação das normalistas para o meio rural. Foi realizada uma pesquisa nas bibliotecas da Universidade Federal de Minas Gerais e da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, sendo encontradas duas dissertações e duas teses, que foram a base da presente análise. Esta análise pontuou os acontecimentos políticos que estimularam a reestruturação da educação rural, como também a forma como as normalistas eram preparadas para a atuação no meio rural. Foram abordadas questões relativas à renovação teórica e instrumental na formação do professor primário para o meio rural, identificação e compreensão das relações entre práticas tradicionais e práticas escolares de saúde das populações rurais e a investigação das práticas de escrita por meio da análise dos diários produzidos na escola. Esses estudos são de grande valia para os educadores, pois a forma de abordagem das disciplinas faz aparecer particularidades educacionais e sociais de cada época, que podem tentar acobertar as diferenças e diversidades como também incutir pensamentos de acordo com os interesses da política vigente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Maria Cordeiro, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

Mestrado Profissional em Saúde, Sociedade e Ambiente, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri¸ Programa de Mestrado Profissional em Saúde Sociedade e Ambiente, Pedagoga, renata.cordeiro@ufvjm.edu.br, ORCID ID 0000-0003-4555-6961

João Dias, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

Doutorado, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Programa de Mestrado Profissional em Saúde Sociedade e Ambiente, Docente, joao.dias@ufvjm.edu.br, ORCID ID 0000-0002-7367-3826.

Herton Pires, Universidade Federal dos Vales Jequitinhonha e Mucuri

Doutorado, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Programa de Mestrado Profissional em Saúde Sociedade e Ambiente, Docente, hhrpires@yahoo.com.br, ORCID ID 0000-0002-6335-3810.

Referências

ALMEIDA, Dóris Bittencourt. Vozes esquecidas em horizontes rurais: história de professores. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2001. Disponível em: <http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/1908/000311994.pdf?sequence=1&locale=en>. Acesso em 13.12.2018.


ALMEIDA, Dóris Bittencourt. “Uma obra referência para professores rurais: escola primária rural”. Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 20, n. 36, p. 57-68, jul./dez. 2011.


BRASIL. Decreto-Lei n. 8.529, de 2 de janeiro de 1946. Lei Orgânica do Ensino Primário. Disponível em: <https://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-8529-2-janeiro-1946-458442-publicacaooriginal-1-pe.html>. Acesso em 10.12.2018.


CAMPOS, Regina Helena de Freitas; LOURENÇO, Érika. “O método da experimentação natural de Lazursky: sua aplicação nas propostas educacionais de Helena Antipoff em Minas Gerais (1932-1974)”. Rio de Janeiro: Congresso Brasileiro de História da Educação, 2000. Disponível em: <http://www.sbhe.org.br/novo/congressos/cbhe1/anais/049_erika.pdf>. Acesso em 10.12.2018.


CAMPOS, Regina Helena de Freitas. “Helena Antipoff: razão e sensibilidade na psicologia e na educação”. Estudos Avançados, São Paulo, v. 17, n. 49, p. 209-231, set.-dez. 2003.


DIAS, Alessandra Geralda Soares. Práticas de escrita: manuscritos das alunas da Escola Rural de Conselheiro Mata (Diamantina, MG) – 1950-1962. Diamantina: Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, 2017. Disponível em: < http://acervo.ufvjm.edu.br/jspui/handle/1/1373>. Acesso em 05.12.2018.


FERNANDES, Florestan. Mudanças sociais no Brasil. São Paulo: Global, 2008.


GIANNETTI, Ricardo. “Américo René Gianetti: A Industrialização e o Planejamento Econômico de Minas Gerais (1930-1950)”. Revista da Imigração Italiana em Minas Gerais – Ponte entre culturas, 2011. Disponível em: <https://www.ponteentreculturas.com.br/revista/ricardogiannettirevistaimigracaoitalianamg.pdf>. Acesso em 10.12.2018.


GOMES, Angela de Castro. População e Sociedade. In: GOMES, Angela de Castro (Coord.). Olhando para dentro: 1930-1964. Rio de Janeiro: Objetiva, 2013. Disponível em: < https://docero.com.br/doc/8nx55>. Acesso em 15.12.2018.


HIDALGO, Angela Maria; SIKORA, Denise; PALHANO, Isabel Castilho. A Educação Rural nos anos 50 no Brasil e as influências do nacional desenvolvimentista. Maringá, Universidade Estadual de Maringá, 2013. Disponível em: <http://www.ppe.uem.br/publicacoes/seminario_ppe_2013/trabalhos/co_02/61.pdf>. Acesso em 18.02.2019.


MELLO, João Manuel Cardoso de Melo; NOVAIS, Fernando. Capitalismo tardio e sociabilidade moderna. São Paulo: Companhia das letras, 1998.


MINAS GERAIS. Lei 291, de 24 de novembro de 1948. Cria Dois Estabelecimentos De Ensino Normal. Disponível em: <http://leisestaduais.com.br/mg/lei-ordinaria-n-291-1948-minas-gerais-cria-dois-estabelecimentos-de-ensino-normal>. Acesso em 10.12.2018.


MOREIRA, Vânia Maria Losada. “Os anos JK: industrialização e modelo oligárquico de desenvolvimento rural”. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia de Almeida Neves (Org.). O Brasil Republicano: o tempo da experiência democrática. Rio de Janeiro, Ed. Civilização Brasileira, 2008, p. 156-192.


MUSIAL, Gilvanice Barbosa da Silva. A Emergência das escolas rurais em Minas Gerais (1892-1899): quando a distinção possibilita a exclusão. Belo Horizonte, Universidade Federal de Minas Gerais, 2011. Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/BUBD-92RLHJ> Acesso em 13.12.2018.


NEVES, Leonardo dos Santos; PINTO, Helder de Moraes. “Sentido Novo da Vida Rural: Abgar Renault e a política educacional em Minas Gerais”. Cuiabá: VII Congresso Brasileiro de História da Educação, 2013. Disponível em: <http://sbhe.org.br/novo/congressos/cbhe7/pdf/01-%20ESTADO%20E%20POLITICAS%20EDUCACIONAIS%20NA%20HISTORIA%20DA%20EDUCACAO%20BRASILEIRA/SENTIDO%20NOVO%20DA%20VIDA%20RURAL%20ABGAR%20RENAULT%20E%20A%20POLITICA%20EDUCACIONAL%20EM%20MINAS%20GERAIS.pdf>. Acesso em 13.12.2018




NEVES, Leonardo dos Santos. “A Educação Rural em Minas Gerais e o contexto da implantação da implantação da Escola Normal Regional D. Joaquim Silvério de Souza (1947-1951)”. João Pessoa: IX Congresso Brasileiro de História da Educação, 2017. Disponível em: <https://drive.google.com/drive/folders/1CnW9SanYazaSTXcjXTUxLvJjkoluqq29>. Acesso em 13.12.2018


NEVES, Leonardo dos Santos. “Sentido novo da vida rural: a formação de professoras na Escola Normal Regional D. Joaquim Silvério de Souza (1949-1963)”. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2015. Disponível em: <https://repositorio.ufmg.br/handle/1843/BUBD-A3NHDB>. Acesso em 11.12.2018.


OLIVEIRA, Francisco. Critica à razão dualista/ o ornitorrinco. São Paulo: Boitempo Editorial, 2003. Disponível em: <https://www.boitempoeditorial.com.br/produto/critica-a-razao-dualista-o-ornitorrinco-74>. Acesso em 06.01.2019.


PINHO, Larissa Assis. “Civilizar o campo: educação e saúde nos cursos de aperfeiçoamento para professores rurais - fazenda do rosário (Minas Gerais, 1947- 1956)”. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2009. Disponível em: <https://repositorio.ufmg.br/handle/1843/FAEC-84JQLJ>. Acesso em 11.12.2018.


PINTO, Helder de Moraes. “A Escola Normal Regional D. Joaquim Silvério de Souza de Diamantina e a formação de professores para o meio rural mineiro: 1950-1970”. Belo Horizonte: Pontíficia Universidade Católica de Minas Gerais, 2008. Disponível em: <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=92334>. Acesso em 13.12.2018.


ROSA, Walquiria Miranda. “Relações entre práticas tradicionais e práticas escolares das populações rurais em Minas Gerais (Ibirité, 1940 A 1970”). Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2015. Disponível em: <https://repositorio.ufmg.br/handle/1843/BUBD-9XCH2C>. Acesso em 12.12.2018.


SOUZA, Claudia Moraes. “Nenhum Brasileiro Sem Escola: projetos de alfabetização e educação de adultos do estado desenvolvimentista. 1950/1963”. São Paulo: Universidade de São Paulo, 1999. Disponível em: <http://diversitas.fflch.usp.br/files/Tese_Claudia_Nenhum%20Brasileiro%20sem%20Escola.pdf>. Acesso em 13.12.2018.


SOUZA, João Valdir Alves; HENRIQUES, Márcio Simeone. Vale do Jequitinhonha: formação histórica, populações e movimentos. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2010
TANURI, Leonor Maria. “História da formação de professores”. Revista Brasileira da Educação, 14, p. 61-88. Disponível em:<http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n14/n14a05> Acesso em 13.12.2018

Downloads

Publicado

2020-09-15

Como Citar

Cordeiro, R. M., Dias, J. ., & Pires, H. (2020). A Escola Rural Dom Joaquim Silvério de Souza, no Distrito de Conselheiro Mata, Município Diamantina, Minas Gerais: Reflexões sobre as práticas pedagógicas desenvolvidas na década de 1950. Revista Desenvolvimento Social, 26(1), 189-209. https://doi.org/10.46551/issn2179-6807v26n1p189-209