FLUXO MIGRATÓRIO DE MIRABELA-MG PARA NOVA SERRANA-MG: UM RETRATO DA EXPLORAÇÃO DO TRABALHADOR

Autores

  • Gildette Soares Fonseca Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES

Palavras-chave:

Migração, Trabalho, Precarização, Espaço de pesquisa do Mestrado em Geografia – PUC-SP, dissertação intitulada “Espacialidade das migrações temporárias de mirabelenses, implicações na territorialidade local”, defendida em junho de 2009.

Resumo

Este estudo tem por objetivo avaliar as condições de vida e o processo de exploração sofrida pelos jovens mirabelenses que migram para a cidade Nova Serrana-MG, tida como “Capital Mineira dos calçados”, o fluxo migratório resulta do desemprego no município de Mirabela[1]-MG. O caminho metodológico consistiu em pesquisa bibliográfica e de campo. O município de Mirabela assim como outros da mesorregião do norte de Minas Gerais é fornecedor de mão-de-obra barata e em geral desqualificada. No caso especifico dos jovens migrantes mirabelenses que trabalham nas fábricas de calçados em Nova Serrana-MG, abandonam os estudos, saem do espaço de vivência sem ter conhecimento das atividades que vão exercer, aprendem o ofício na execução. Quanto às condições de vida em Nova Serrana obtivemos informações de que moram em geral em repúblicas lotadas, ou em barracões pequenos, poucos são aqueles que moram em local arejado, com espaço digno para descansar - configurando na efetiva exploração. A média de horas trabalhada fica entre doze a dezoito e a remuneração é por produção. A migração propicia uma construção de novas identidades com o lugar, apesar do retorno no período de férias, eleições, festas tradicionais, natal e reveillon, os mirabelenses acabam por abandonar os costumes e alguns podem não resistir às dificuldades enfrentadas migrando definitivamente. Os trabalhadores sabem da precarização do trabalho em Nova Serrana, contudo podem desencantar com o seu município de origem, uma vez que Mirabela não oferta a eles condições de sobreviver, existe uma ineficiência do poder público em atender as necessidades da população

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-03-26

Como Citar

Soares Fonseca, G. . (2020). FLUXO MIGRATÓRIO DE MIRABELA-MG PARA NOVA SERRANA-MG: UM RETRATO DA EXPLORAÇÃO DO TRABALHADOR. Revista Desenvolvimento Social, 1(6). Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/1628

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)