REFLEXÕES DE AMARTYA SEN EM DEBATES DO CAMPESINATO: DAS CRÍTICAS AO MARXISMO A UM FÉRTIL PARADIGMA DO DESENVOLVIMENTO

Autores

  • André Souza Martinello Universidade Estadual de São Paulo - USP

Palavras-chave:

Participação, Crítica do marxismo, Campesinato, Abordagem das capacitações, Democracia

Resumo

Através de elaborações teóricas de Amartya Sen em relação ao desenvolvimento, são feitas, inicialmente críticas ao marxismo clássico no que concerne às suas concepções de rural e de campesinato. São apresentados, na segunda seção do artigo, os pontos mais importantes e a contribuição das idéias de Sen. Ao longo do trabalho, outras bibliografias e perspectivas teóricas são utilizadas (autores como Vladimir I. Lênin, Alexander Chayanov e Karl Polanyi) na intenção de cruzar idéias e aprofundar a abordagem das capacitações, habilitações, expansão de liberdades e eliminação de privações. Expõe-se, portanto, discussão teórica, primeiramente focada no campesinato e, no segundo momento, na perspectiva da (expansão de) liberdades como possibilidade de desenvolvimento

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-03-26

Como Citar

Souza Martinello, A. . (2020). REFLEXÕES DE AMARTYA SEN EM DEBATES DO CAMPESINATO: DAS CRÍTICAS AO MARXISMO A UM FÉRTIL PARADIGMA DO DESENVOLVIMENTO. Revista Desenvolvimento Social, 1(6). Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/rds/article/view/1621

Edição

Seção

Artigos