Câncer de mama: uma preocupação para a mulher cearense, 1950 a 1980

Breast cancer: a concern for women from Ceará, 1950 to 1980

Autores

Palavras-chave:

Câncer de mama, Saúde Pública, Ceará, Mulheres, Desenvolvimento

Resumo

Este artigo analisa a construção do câncer de mama como um problema médico e sanitário no Ceará, assim como uma preocupação para a mulher cearense entre as décadas de 1950 e 1980. Para isso, primeiramente, percebeu-se o esforço da classe médica brasileira em alçar o câncer ao status de problema de saúde pública a partir do intercâmbio com as ideias estrangeiras que chegavam ao país. Argumento que os médicos cearenses compartilharam desse projeto e buscaram apontar para o crescimento da incidência do câncer de mama no estado, através de publicações em revistas especializadas e jornais de grande circulação. Atentos aos estudos sobre a relação câncer e desenvolvimento, esses médicos demonstraram que o câncer de mama era a doença da modernidade e, por consequência, de mulheres com hábitos modernos. As fontes utilizadas para este trabalho são artigos publicados na Revista Brasileira de Cancerologia, Revista Ceará Médico e jornais O Povo e Diário do Nordeste.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thayane Lopes Oliveira, Casa de Oswaldo Cruz / FIOCRUZ

Doutoranda em História das Ciências / Casa de Oswaldo Cruz, Fiocruz. Bolsista Fiocruz. Mestre em História das Ciências/ Casa de Oswaldo Cruz. Licenciada em História/UFC. E-mail: oliveira.thaylo@gmail.com. ORCID: https://orcid.org/0000-0001-7923-6646.

Referências

ANDRADE, Mário de. Macunaíma: o herói sem nenhum caráter / Mário de Andrade; organizadores: Miguel Sanches Neto, Silvana Oliveira. – Chapecó : Ed. UFFS, 2019.

ARAÚJO NETO, Luiz Alves. O Problema do Câncer no Ceará: Cancerologia, controle do câncer e a atividade coletiva da medicina (1940-1960). Dissertação de mestrado: Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde. Casa de Oswaldo Cruz – Fiocruz. Rio de Janeiro, 2016.

ARAÚJO NETO, Luiz Alves e TEIXEIRA, Luiz Antonio. De doença da civilização a problema de saúde pública: câncer, sociedade e medicina brasileira no século XX. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, v. 12, n.1, p. 173-188, jan-abr, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1981-81222017000100173&script=sci_abstract&tlng=pt.

DOLL, Richard., HILL, AB. Smoking and Carcinoma of the Lung: preliminary report. British Medical Journal. num. 30. Setembro de 1950.

GARCIA, Ana Karine Martins. A Ciência na Saúde e na Doença: Atuação e prática dos médicos em Fortaleza (1900 – 1935). Tese de doutoramento: Programa de Pós-Graduação em História Social. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.

HOCHMAN, Gilberto. “O Brasil não é só doença”: o programa de saúde pública de Juscelino Kubitschek. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, Rio de Janeiro, v.16, supl.1, jul. 2009, p.313-331. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702009000500015.

INSTITUTO DO CÂNCER DO CEARÁ. Instituto do Câncer do Ceará: 70 anos de conquistas. Marcelo Gurgel Carlos da Silva. Fortaleza: Edição do autor, 2015.

LANA, Vanessa. Ferramentas, práticas e saberes: a formação de uma rede institucional para a prevenção do câncer do colo do útero no Brasil, 1936-1970. Tese de doutorado: Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde. Casa de Oswaldo Cruz – Fiocruz. Rio de Janeiro, 2012.

LIMA, Nísia Trindade.; HOCHMAN, Gilberto. “Pouca saúde e muita saúva”: sanitarismo, interpretações do país e ciências sociais. In: Hochman, Gilberto (Org.). Cuidar, controlar, curar: ensaios históricos sobre saúde e doença na América Latina e Caribe. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2004.

MESSORA, Elder Al Kondari. A construção de um novo mal: representações do câncer em São Paulo, 1892 -1953. Dissertação de mestrado: Faculdade de Medicina. Universidade de São Paulo. São Paulo, 2017.

OLIVEIRA, Thayane Lopes. “Você finge não ver e isso dá câncer”: controle do câncer de mama no Ceará, 1960 a 1980. Dissertação de mestrado: Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde. Casa de Oswaldo Cruz – Fiocruz. Rio de Janeiro, 2017.

SANTOS, Luiz Antonio de Castro. Poder, Ideologias e Saúde no Brasil da Primeira República: ensaio de sociologia histórica. In: Hochman, Gilberto (Org.). Cuidar, controlar, curar: ensaios históricos sobre saúde e doença na América Latina e Caribe. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2004.

SILVA, Marcelo Gurgel. Câncer em Fortaleza: mortalidade e morbidade no período 1978 – 1980. Dissertação de mestrado: Faculdade de Saúde Pública. Universidade de São Paulo, 1982.

SONTAG, Susan. Doença como metáfora. AIDS e suas metáforas. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

TEIXEIRA, Luiz Antonio e FONSECA, Cristina. De doença desconhecida a problema de saúde pública: o INCA e o controle do câncer no Brasil. Rio de Janeiro: Ministério da Saúde, 2007.

TEIXEIRA, Luiz Antonio.; PORTO, Marco.; NORONHA, Claudio Pompeiano. O câncer no Brasil: Passado e Presente. Rio de Janeiro: Outras Letras, 2012.

TEIXEIRA, Luiz Antonio e ARAÚJO NETO, Luiz Alves. Câncer de mama no Brasil: medicina e saúde pública no século XX. Saúde e Sociedade, v. 29, n.3, p. 1-12, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-12902020000300313&script=sci_abstract&tlng=pt.

Downloads

Publicado

2021-07-01

Como Citar

Lopes Oliveira, T. . (2021). Câncer de mama: uma preocupação para a mulher cearense, 1950 a 1980: Breast cancer: a concern for women from Ceará, 1950 to 1980. Revista Caminhos Da Historia, 26(2). Recuperado de https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/caminhosdahistoria/article/view/97-111

Edição

Seção

Dossiê