ÉTICA E SERVIÇO SOCIAL – a luta contra todas as formas de preconceito e discriminação.

Thaiany Silva da Motta

Resumo

Este artigo integra o conjunto de estudos no contexto da realização de doutorado no Programa de Pós-graduação em Serviço Social da Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro, mediante bolsa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), e é produto de pesquisas sistemáticas que vêm sento desenvolvidas desde 2009. Visamos aqui problematizar questões relevantes à discussão sobre a ética e Serviço Social, no que tange aos princípios elencados no Código de Ética Profissional de 1993, construindo essas reflexões a partir dos fundamentos ontológicos da ética, no que tange à perspectiva marxista a esse respeito, analisando os princípios que tratam sobre a luta contra todas as formas de preconceito e discriminação. Para tanto, pretendemos uma apreciação qualitativa dos princípios VI e XI do Código de Ética de 1993, realizando uma análise bibliográfica da discussão sobre a ética, bem como sobre discriminação, temas estes tão atuais para a sociedade brasileira e para a profissão, diante do avanço do conservadorismo.

Palavras-chave

ética; serviço social; preconceito; discriminação

Texto completo:

PDF

Referências

ALMEIDA, Guilherme. Superando o Politicamente Correto: notas sobre o sexto princípio fundamental do Código de Ética do Assistente Social. In Projeto ético-político e exercício profissional em Serviço Social. Org. Conselho Regional de Serviço Social – Rio de Janeiro, 2013a.

ALMEIDA, Magali da Silva. Exercício do Serviço Social sem ser discriminado, nem discriminar, por questões de inserção de classe social, gênero, etnia, religião, nacionalidade, opção sexual, idade e condição física. In Projeto ético-político e exercício profissional em Serviço Social. Org. Conselho Regional de Serviço Social – Rio de Janeiro, 2013b.

BARROCO, Maria Lúcia Silva. Ética e Serviço Social: fundamentos ontológicos. Cortez Editora, São Paulo, 2001, p. 141-208.

BARROCO, Maria Lucia Silva, TERRA, Sylvia Helena Terra. Código de Ética Do/a Assistente Social comentado. Orgs. Conselho Federal de Serviço Social. Editora Cortez, São Paulo, 2012.

BRITES, Cristina Maria, BARROCO, Maria Lucia Silva. A centralidade da ética na formação profissional. In: Temporalis – Revista da Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social, n 2, Brasilia, 2000, p. 19-33.

CARVALHO, Raul; IAMAMOTO, Marilda Vilela. Relações Sociais e Serviço Social – esboço de uma interpretação metodológica. 18 ed. São Paulo: Cortez, 2005.

HELLER, Agnes. O cotidiano e a história. Paz e Terra, Rio de Janeiro, 1972, p. 43-63.

IANNI, Octavio. Escravidão e Racismo. Editora HUCITEC, São Paulo, 1978.

_____________. Dialética das relações raciais. Estudos Avançados, n 18 (50), 2004.

LESSA, Sérgio. Mundo dos Homens: trabalho e ser social. Boitempo, São Paulo, 2002.

LUKÁCS, Gyorgy. As bases ontológicas do pensamento e da atividade do homem In: O Jovem Marx e outros escritos de filosofia. Editora UFRJ, Rio de Janeiro, 2007, p. 225-245.

_______________. Ontologia do ser social.

_______________. Conversando com Lukacs. Entrevista a Leo Kofler, Wolfgang Abendroth e Hans Heinz Holz. Instituto Lukács, São Paulo, 2014.

MARX, KARL. Manuscritos econômico-filosóficos. 2ª Reimpressão, São Paulo, Boitempo, 2008.

____________. Sobre a questão judaica. Boitempo, São Paulo, 2010.

____________. Crítica do programa de gotha. Glosas marginais ao programa do Partido Operário Alemão - Boitempo, São Paulo, 2012.

____________. O Capital – Crítica da economia política. Livro I – O processo de produção do capital. Boitempo, São Paulo, 2013.

ZIZEK, Slavoj. Violência. Boitempo, São Paulo, 2014.

Facebook

Visualizações do PDF:

17 views


Visualizações do Resumo:

10 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.