Movimento Estudantil de Serviço Social e o Projeto Ético-Político na Formação Profissional

Tales Willyan Fornazier Moreira

Resumo

Este trabalho versa sobre o compromisso do Movimento Estudantil de Serviço Social/MESS com o Projeto Ético-Político na Formação Profissional, cujo objetivo geral foi conhecer o que os/as estudantes das gestões da Associação Brasileira de Ensino e Pesquisa em Serviço Social/ABEPSS e da Executiva de Estudantes de Serviço Social/ENESSO (2015/2016) pensam acerca do MESS e a importância deste como organização política da categoria e para consolidação do Projeto Ético-Político profissional. Os objetivos específicos se constituíram em historicizar o MESS no Brasil, conhecer as lutas e conquistas da categoria profissional que envolveram o MESS, estudar a dimensão ética, política e organizativa da categoria de Serviço Social, significar o MESS na formação profissional e sua relação com o Projeto Ético-Político profissional. Historicamente, o MESS se estabelece enquanto um lócus de formação teórica e política de quadros não só no âmbito estudantil, mas contribui com a formação de grande parte das futuras gerações que comporão as demais entidades da categoria (CFESS/CRESS e ABEPSS) e isso tem relação direta com a manutenção da direção social da profissão. Nesse sentido, se debruçar a estudar, construir e fortalecer o MESS, sobretudo num cenário tão adverso, significa fortalecer o Serviço Social brasileiro na perspectiva de intenção de ruptura. O ensejo em se realizar tal pesquisa, parte da construção do pesquisador durante seu processo de formação: organizado em âmbito local no Centro Acadêmico de Serviço Social XV de Maio da UFTM, durante a gestão “TransFormAção” (2014/2015); e em âmbito nacional na condição de representante discente de graduação da ABEPSS, gestão “Ousadia e Sonhos em Tempos de Resistência”, biênio 2015/2016. A experiência na militância estudantil trouxe demanda por mais estudos e conhecimentos acerca do MESS. Objetivamos, com este trabalho, contribuir com reflexões acerca da importância da organização estudantil para o fortalecimento ético e político da profissão. Pautamos-nos no materialismo histórico dialético por entendermos que este referencial teórico é o único que nos possibilita a análise da totalidade social, bem como se constitui enquanto sustentáculo teórico-metodológico, ético-político e técnico-operativo para a efetivação e legitimação do Serviço Social na sociedade brasileira, sobremaneira após a década de 1980. Utilizamos pesquisa bibliográfica, documental e de campo, por entender que o método adotado recusa o distanciamento do/a pesquisador/a com o objeto pesquisado. No processo de pesquisa de campo realizamos o levantamento de dados via questionário, através de formulário online, haja vista que os/as participantes da pesquisa estão localizados/as em diversas regiões do país. Ademais, trabalhamos com análise de dados quantitativos e qualitativos, entendendo que ambas se complementam e possibilitam uma apreensão na perspectiva de totalidade do objeto pesquisado. Num todo, as falas dos/as estudantes participantes da pesquisa, tonificam a perspectiva do MESS enquanto fundamental para o robustecimento da categoria profissional, nos marcos do Projeto Ético-Político do Serviço Social. 

Palavras-chave

Movimento Estudantil de Serviço Social; Formação Profissional; Projeto Ético-Político.

Texto completo:

Visualizar PDF
Facebook

Visualizações do PDF:

91 views


Visualizações do Resumo:

171 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.