EDUCAÇÃO, IMPRENSA E SERTÃO DO NORTE DE MINAS GERAIS: LUGAR(ES) DE HISTÓRIAS

Rita Tavares de Mello, Filomena Luciene Cordeiro Reis, João Olímpio Soares dos Reis, Shirley Patrícia Nogueira de Castro e Almeida

Resumo

Este trabalho objetivou investigar a historiografia local, no sentido de pensar a educação, em especial na região norte de Minas Gerais, cujo foco se centrou em Montes Claros desde a década de 1940 a 1980, situado no campo da Educação de Jovens e Adultos. A metodologia constituiu em pesquisa da e na imprensa por meio da análise do jornal Gazeta do Norte e Jornal do Norte, bem como documentos oficiais e memorialistas. Os resultados apontam o modo como as trajetórias da educação foram construídas, marcadas pela coibição política e pedagógica em uma época em que o sertão do Norte de Minas Gerais era considerado uma região de “resistência habitual ao analfabetismo”, o mais “grosseiro e indisciplinado”, desamparado e excluído dos benefícios, ou porque não dizer, abandonado à própria sorte em relação a diversos aspectos e, principalmente em relação à Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Texto completo:

Visualizar PDF
Facebook

Visualizações do PDF:

20 views


Visualizações do Resumo:

61 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.