Instrumentos metodológicos para avaliação: uma experiência exitosa no Ensino Médio na disciplina de Biologia

Edna Guiomar Salgado Oliveira, Natália Araújo de Almeida

Resumo

A avaliação educacional é um instrumento usado para diagnosticar resultados e sabendo utilizá-la, pode ser parceira e sinalizadora na busca pelo sucesso da aprendizagem. Esta pesquisa buscou compreender os vários sentidos da avaliação e as possíveis mudanças dessa prática para a construção do conhecimento. A presente pesquisa teve como objetivos: acompanhar os alunos nas possíveis atividades avaliativas, observando as dificuldades ou perspectivas desta prática para aprendizagem; observar os sentimentos dos estudantes ao realizarem as avaliações e identificar os instrumentos avaliativos utilizados nas respectivas aulas observadas. A abordagem metodológica utilizada foi qualitativa, realizando um estudo de caso. A pesquisa foi realizada com 85 alunos distribuídos em três turmas de 1° ano do ensino médio no IFNMG/Campus Salinas, durante 80horas/aulas de Biologia no primeiro trimestre letivo do ano 2016. Para coleta de dados foram utilizados: questionários, observação, caderno de campo descrevendo os principais detalhes observados e, por fim, foram recortados quatro episódios que foram analisados. A proposta investigativa, num primeiro momento, averiguaria o porquê os alunos se sentem preocupados ou desmotivados diante das avaliações. No entanto, pelas observações em sala de aula não foi presenciado momentos de frustrações perante as avaliações. Foi constatado ação mediadora como ferramenta aliada ao professor de Biologia, que buscou o desenvolvimento contínuo dos estudantes, ao acompanhá-los em suas atividades, verificando os problemas existentes e principalmente entendendo as diferenças entre os alunos com variados instrumentos avaliativos, como exercícios, pesquisas, construção de mapas conceituais, jogos, apresentações, aulas práticas, confecção de modelos didáticos, debates e experimentos. A pesquisa apontou experiência exitosa na prática pedagógica no que diz respeito a avaliação e nos faz refletir para compreender seus vários sentidos e as possíveis mudanças para a efetivação de novas práticas.

 

Palavras-chave

Avaliação, ensino biologia, aprendizagem, docência

Texto completo:

Visualizar PDF

Referências

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5ª. ed.– São Paulo: Atlas, 2010.

GUEDES, Edna Guiomar Salgado Oliveira. Letramento e ensino superior: o professor universitário e as práticas de letramento na formação inicial em um curso de pedagogia. Tese (Doutorado em Educação)- Faculdade de Ciências Humanas / Programa de Pós-Graduação em Educação - Universidade Metodista de Piracicaba/ UNIMEP. Piracicaba, 2010.144 f.

HOFFMANN, Jussara. Avaliação, mito e desafio: uma perspectiva construtiva. 8ª ed. - Porto Alegre RS, Mediação, 1991.

_________. Avaliação Mediadora: uma prática em construção da pré-escola à universidade. 9ª. ed. Porto Alegre: Educação & Realidade, 1993.

GARDNER, Howard. Inteligências múltiplas: a teoria na prática – Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem componente do ato pedagógico. 1ª. ed. -São Paulo: Cortez, 2011.

________. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 22ª. ed. – São Paulo: Cortez, 2011.

MOREIRA, M. A. Mapas conceituais e aprendizagem significativa. Porto Alegre, 1988 Disponível em: . Acesso em 20 Novembro 2016.

RONCA, Paulo Afonso Caruso. A aula operatória e a construção do conhecimento. 21ª ed - São Paulo: Editora do Instituto Esplan, 1995.

________. A prova operatória: contribuições da psicologia do desenvolvimento. 10ª ed – São Paulo: Editora do Instituto Esplan, 1991.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Didática: O ensino e suas relações. 18ª ed - Campinas, SP: Papirus, 1996.

Facebook

Visualizações do PDF:

142 views


Visualizações do Resumo:

580 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.