HEIDEGGER E A ÉPOCA DA METAFÍSICA CONSUMADA: CIÊNCIA, TÉCNICA E MODERNIDADE.

Rodrigo Ribeiro Alves Neto

Resumo

O artigo examina como, para Heidegger, a fundamentação metafísica da ciência moderna concebeu a verdade como o que é posto pelo sujeito que representa e produz. Esta metafísica da subjetividade atingiu o esgotamento das suas possibilidades na inversão do platonismo realizada por Nietzsche, instaurando o universo da técnica moderna sobre a vontade de vontade enquanto princípio de controle e planificação dos entes em geral (Gestell). É analisado de que modo o ser se manifesta hoje no universo da técnica moderna, por meio do qual o projeto metafísico encontra sua perfeita materialização na conversão de todo real em disponibilidade (Bestand). Valendo-se dos termos alemães Ende e Ort, explicita-se como Heidegger pensa o fim como “ter lugar”, considerando que, com seu fim (Ende), a metafísica não cede lugar à moderna ciência-técnica, mas sim encontra o seu lugar (Ort), isto é, a época na qual se consuma o todo de sua história, assumindo em sua extrema possibilidade.

Palavras-chave

Heidegger; Metafísica; Ciência; Técnica; Modernidade.

Texto completo:

PDF

Referências

BICCA, Luiz. O Mesmo e os Outros. Rio de Janeiro: Sette Letras, 1999.

CARNEIRO LEÃO, Emanuel. Para uma crítica da Interdisciplinaridade. Rio de Janeiro: Revista Tempo Brasileiro, outubro/dezembro, 1992.

DUARTE, A. “Heidegger, filósofo da essência da técnica”. In: Vidas em Risco: crítica do presente em Heidegger, Arendt e Foucault. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

HAAR, M. Le Chant de la Terre: Heidegger et les assises de l’historie de l’être. Paris: L’Herne, 1983.

HEIDEGGER, M. “O tempo da imagem do mundo”. In: Caminhos de Floresta. Trad. Alexandre Franco de Sá. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2002.

_____. “Ciência e Pensamento do Sentido”. In: Ensaios e Conferências. Petrópolis: Vozes, Trad. Carneiro Leão, 2001a.

_____. Seminários de Zollikon. Editado por M. Boss. Trad. G. Arnhold e M. F. Almeida Prado. Petrópolis: Vozes, 2001b.

_____. “Superação da Metafísica”. In: Ensaios e Conferências. Petrópolis: Vozes, Trad. Carneiro Leão, 2001c.

_____. “A questão da técnica”. In: Ensaios e Conferências. Petrópolis: Vozes, Trad. Carneiro Leão, 2001d.

_____. “Que é isto, a Filosofia?” In: Conferências e Escritos Filosóficos. São Paulo: Nova Cultural, col. Os Pensadores, traduções e notas de Ernildo Stein, 1996a.

_____. “A constituição onto-teo-lógica da metafísica”. In: Conferências e Escritos Filosóficos. São Paulo: Nova Cultural, col. Os Pensadores, traduções e notas de Ernildo Stein, 1996b.

_____. “O fim da filosofia e a tarefa do pensamento”. Em: Conferências e Escritos Filosóficos. São Paulo: Nova Cultural, col. Os Pensadores, traduções e notas de Ernildo Stein, 1996c.

_____. “Hegel e os gregos”. In: Conferências e escritos filosóficos. São Paulo: Abril Cultural, col. Os Pensadores, Tradução e notas de Ernildo Stein, 1983.

_____. Nietzsche: Metafísica e Niilismo. Rio de Janeiro: Relume Dumará, trad. Marco Casanova, 2000.

_____. Heráclito: a origem do pensamento ocidental: lógica: a doutrina heraclítica do logos. Trad. Márcia Sá Cavalcante Schuback. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1998.

_____. Que é uma coisa? Doutrina de Kant dos princípios transcendentais. Lisboa: Edições 70, trad. Carlos Morujão, 1987.

_____. Nietzsche II. Trad. Marco Casanova. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2007.

_____. Sobre o Humanismo. Trad. Carneiro Leão, Petrópolis: Vozes, 1995.

_____. Uma carta. trad. Ernildo Stein, São Paulo: Duas Cidades, 1979.

LOPARIC, Z. “A pergunta pela técnica”. In: Cadernos de História e Filosofia da Ciência - UNICAMP, 1996, série III, v. 6, n. 2, p. 107-138.

NUNES, Benedito. Passagem para o poético. São Paulo: Ática, 1992.

VOLPI, F. Heidegger y Aristóteles. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2012.

ZARADER, Marlene. Heidegger e as palavras de origem. Trad. João Duarte. Lisboa: Instituto Piaget, 1990.

ZIMMERMAN, E. Confronto de Heidegger com a modernidade: tecnologia, política e arte. Lisboa: Instituto Piaget, 1990.

Facebook

Visualizações do PDF:

14 views


Visualizações do Resumo:

31 views

Apontamentos

  • Não há apontamentos.